Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

ruibarbo-dos-pobres

ruibarbo-dos-pobresruibarbo-dos-pobres | n.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

ruibarbo-dos-pobres ruibarbo-dos-pobres


nome

(A definição desta palavra estará disponível brevemente. Envie comentários ou sugestões para dicionario@priberam.pt)
pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "ruibarbo-dos-pobres" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais

devolver uma imagem amplificada, mas falsa, de um tamanho tanto que só existe na sua pequena mente. Não contemos, pois, com os pobres que se acham ricos de pensamento só por bolçarem nacos de uma coisa inverosímil. Nem os miseráveis que se pelam por massajar uma erudição de enciclopédia momentânea, sem

Em O felino

... é que andamos uma maratona por dia. Hoje os meus pés recusaram-se a dar mais um passo. Separei-me dos outros aqui na Gendarmenmarkt. Sentei-me numa esplanada, bebi um chá, comi uma 'small tart' de ruibarbo (é preciso vir para o norte da Europa para as encontrar) para recuperar energias e agora

Em IP

coprofagia. Fish começou a visitar casas-de-banho públicas onde observava rapazes a despirem-se e aí passava grande parte dos seus fins-de-semana. Em 1888 a sua mãe arranjou-lhe casamento com uma rapariga nove anos mais nova. Eles tiveram seis filhos: Albert, Anna, Gertrude, Eugene, John e Henry Fish. Um ano

Em duronaqueda.blogs.sapo.pt

palpiteiros, obrigada pela participação. Quem nunca teve a oportunidade não iria mesmo adivinhar, afinal, se o caruru já é marginalizado, o que diremos de suas raízes? Cor de rabanete, formato de cenoura velha, cara de ruibarbo , e textura de ... barbante. Que pena. Não, não deu pra engolir. O sabor é

Em COME-SE

germinação produz o malte. Adicionar cevada germinada a outros cereais facilita a digestão dos amidos. Millet – oriundo dos países pobres , o millet é um cereal equilibrado, particularmente rico em magnésio, ferro, fósforo e manganés. É aconselhada a sua utilização em jovens em crescimento. Arroz – é muito

Em √єgєταяīαηīىмσ э Éтicα™®
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Qual é o diminutivo da palavra foto? Esse diminutivo é masculino ou feminino?
A adjunção de sufixos diminutivos não altera as propriedades morfossintácticas do derivante, que são herdadas pelo derivado. Assim, por exemplo, os sufixos -inho e -zinho alteram apenas a informação semântica (o juízo de valor que se faz sobre a forma de base a que se juntam), mantendo a mesma categoria sintáctica e o mesmo género do derivante: quando se associam a um adjectivo geram um adjectivo (moderno/a - moderninho/a - modernozinho/a), quando se associam a um nome geram um nome (papel - papelinho - papelzinho) e quando se associam a um advérbio geram um advérbio (devagar - devagarinho - devagarzinho).

Tradicionalmente, os sufixos -inho e -zinho são considerados o mesmo, sendo a consoante -z- encarada como um elemento de ligação, pelo que a forma -zinho é tida como uma variante de -inho. No entanto, o seu emprego é distinto, já que se associam a diferentes formas de base, o que faz deles mais do que meras variantes. O sufixo -inho associa-se a radicais, mantendo sempre a vogal da forma de base no caso de palavras de tema em -a ou -o (ex.: um livro - um livrinho; uma caneta - uma canetinha; um pijama - um pijaminha; uma tribo - uma tribinho) e, no caso de palavras de tema em -e ou de tema nulo, substituindo a vogal da forma de base por -a e por -o, consoante os valores de feminino e masculino, respectivamente, da palavra de base (ex.: um sabonete - um sabonetinho; uma semente - uma sementinha; um anel - um anelinho; uma espiral - uma espiralinha). O sufixo -zinho associa-se a palavras (e não a radicais), mantendo a vogal temática de acordo com o género da palavra de base (ex.: um livro - um livrozinho; uma caneta - uma canetazinha; um pijama - um pijamazinho; uma tribo - uma tribozinha; um sabonete - um sabonetezinho; uma semente - uma sementezinha; um anel - um anelzinho; uma espiral - uma espiralzinha). O mesmo é válido para os sufixos -ito e -zito.

Posto isto, o substantivo feminino foto (redução de fotografia) pode apresentar vários diminutivos, consoante os sufixos usados, sendo todos femininos: uma foto - uma fotinho, uma fotozinha, uma fotito, uma fotozita. Não há muitos substantivos femininos terminados em -o (para além de foto e tribo, a lista inclui expo (redução de exposição), imago, libido, moto, virago e pouco mais) e o seu uso no grau diminutivo não é dos mais frequentes, o que justifica as hesitações e, por vezes, as incorrecções de alguns falantes.




Qual das duas frases abaixo está correta: Viva as diferenças ou Vivam as diferenças?
Regra geral, o predicado deve concordar com o sujeito, pelo que a frase Vivam as diferenças está correcta. No caso da frase Viva as diferenças, ela é considerada correcta por alguns gramáticos (cf. Celso Cunha e Lindley Cintra, Nova Gramática do Português Contemporâneo, 14.ª ed., Lisboa, Edições João Sá da Costa, 1998, p. 466), que afirmam que a forma verbal do presente do conjuntivo viva adquiriu um valor de interjeição, pelo que a concordância com o sujeito deixou de ser obrigatória (esta justificação parece, no entanto, um pouco contraditória com o facto de as interjeições geralmente não se relacionarem sintacticamente com outros constituintes da oração).
pub

Palavra do dia

per·ca·li·na per·ca·li·na


(francês percaline)
nome feminino

Tecido de algodão, leve e lustroso, empregado sobretudo em forros e em encadernações de livros.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/ruibarbo-dos-pobres [consultado em 20-01-2022]