PT
BR
Pesquisar
Definições



querido

A forma queridopode ser [masculino singular particípio passado de quererquerer], [adjectivo e nome masculinoadjetivo e nome masculino], [adjectivoadjetivo] ou [nome masculino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
queridoquerido
( que·ri·do

que·ri·do

)


adjectivoadjetivo

1. Que é alvo de estima. = CARO, PREZADO

2. [Informal] [Informal] Que mostra atenção (ex.: gesto querido).

3. [Informal] [Informal] Que se acha bonito ou meigo. = AMOROSO


adjectivo e nome masculinoadjetivo e nome masculino

4. Que ou quem é alvo de amizade ou amor.


nome masculino

5. Amante.

6. Pessoa preferida de alguém. = FAVORITO, QUERIDINHO

7. Abraço.

etimologiaOrigem etimológica:particípio de querer.
Confrontar: crido.
quererquerer
|ê| |ê|
( que·rer

que·rer

)
Conjugação:irregular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

1. Ter a vontade ou a intenção de.

2. Anuir ao desejo de outrem.

3. Ordenar, exigir.

4. Procurar.

5. Poder (falando de coisas).

6. Requerer, ter necessidade de.

7. Fazer o possível para, dar motivos para.

8. Permitir, tolerar (principalmente quando acompanhado de negação).

9. Admitir, supor.


verbo intransitivo

10. Exprimir terminantemente a vontade.

11. Amar, estimar.


verbo pronominal

12. Desejar estar, desejar ver-se.

13. Amar-se.


nome masculino

14. Desejo, vontade.


queira Deus!

Designativa de ameaça ou intimação para que alguém não pratique qualquer acto.

Expressão que traduz um desejo, uma ansiedade, uma súplica.

querer bem

Amar.

querer mal

Odiar.

queira

Usa-se, seguido de verbo no infinitivo, em fórmulas de cortesia; faça o favor de (ex.: queira dizer ao que vem).

sem querer

Não de propósito.

etimologiaOrigem etimológica:latim quaero, -ere, procurar, buscar, perguntar, informar-se, procurar obter, pedir.
Ver também resposta à dúvida: regência dos verbos gostar e querer.

Auxiliares de tradução

Traduzir "querido" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas



As palavras segmentos e seguimentos têm o mesmo significado? Ambas podem ser empregadas na seguinte frase: ... em cooperação com outros seguimentos [ou segmentos?], tais como órgãos públicos, universidades?
As palavras segmentos e seguimentos (que se pronunciam de modo semelhante no português do Brasil, mas não no de Portugal) não são sinónimas, ou seja, não têm o mesmo significado, como pode verificar seguindo as respectivas hiperligações para o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa. Como tal, na frase que refere, a palavra que deve ser usada é segmentos, designando “sectores” (...em cooperação com outros segmentos, tais como órgãos públicos, universidades).



Tenho verificado a existência, ao longo do país , de repetição de topónimos; por exemplo: Trofa, Gondar, Bustelo. Qual é a etimologia dessas palavras?
Segundo o Dicionário Onomástico Etimológico da Língua Portuguesa (3.ª ed., Lisboa: Livros Horizonte, 3 vol., 2003), de José Pedro Machado, o topónimo Bustelo, muito frequente em Portugal e na Galiza, talvez seja diminutivo de busto ‘campo de pastagem’. Quanto a Gondar, o autor aventa a hipótese de provir de uma hipotética forma gótica (ou goda) Gunthi-harjis ‘exército para combate’. Por fim, o topónimo Trofa é de origem obscura.