Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

pour un moine, l'abbaye ne se perd pas

pour un moine, l'abbaye ne se perd paspour un moine, l'abbaye ne se perd pas | loc.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

pour un moine, l'abbaye ne se perd pas


(locução francesa)
locução

Por causa de um monge não se perde a abadia.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "pour un moine, l'abbaye ne se perd pas" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Dúvidas linguísticas


Como se designam as palavras que derivam do mesmo étimo latino como mágoa, mancha e mácula?
As palavras mágoa, mancha e mácula (a este grupo poderia acrescentar-se as palavras malha e mangra) são exemplos de palavras divergentes, isto é, palavras com o mesmo étimo latino (macula, -ae) que evoluiu para várias formas diferentes. Neste caso específico, as palavras mágoa, mancha, malha ou mangra chegaram ao português por via popular, apresentando cada uma delas diferentes fenómenos regulares de evolução: mágoa sofreu a queda do -l- intervocálico e a sonorização do -c- intervocálico (macula > *macua > *magua > mágoa); mancha sofreu a nasalização do primeiro -a-, a queda do -u- intervocálico e a palatalização do grupo consonântico -cl- (macula > *mãcula > *mãcla > mancha); malha sofreu a queda do -u- intervocálico e a palatalização do grupo consonântico -cl- em -lh- (macula > *macla > malha); mangra sofreu a nasalização do primeiro -a-, a queda do -u- intervocálico, o rotacismo do -l- e a sonorização do -c- (macula > *mãcula > *mãcla > *mãcra > mangra). A palavra mácula chegou ao português por via erudita, apresentando uma forma quase idêntica ao étimo latino.



Gramaticalmente, qual o correto: "Em face do/ao exposto recomenda-se encaminhar à analise da Consultoria as minutas ..." ou "Face ao exposto recomenda-se encaminhar à analise da Consultoria as minutas ..."? E gostaria também de saber o motivo pelo qual uma das formas acima é a correta.
Nas frases que menciona são utilizadas três locuções prepositivas diferentes – em face de, em face a e face a – cujo significado é equivalente ao da preposição perante. Alguns puristas sancionam o emprego das duas últimas locuções (em face a e face a), por se tratar de galicismos. De facto, só a locução em face de se encontra registada pelos principais dicionários de língua, pelo que é a mais aconselhada. No entanto, pesquisas feitas em corpora e em motores de busca da Internet em língua portuguesa revelam que o uso de face a e de em face a é bastante generalizado e o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea (Lisboa: Academia das Ciências/Verbo, 2001) já regista a locução face a.
pub

Palavra do dia

so·ro·se |ó|so·ro·se |ó|


(grego sorós, -oû, montão, acervo + -ose)
nome feminino

[Botânica]   [Botânica]  Reunião de frutos carnudos, provenientes de várias flores de uma inflorescência agrupada, como na amora ou no ananás.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/pour%20un%20moine,%20l'abbaye%20ne%20se%20perd%20pas [consultado em 20-09-2021]