Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

Pesquisa por "chama" nas definições

abretanhado | adj.
    Semelhante ao tecido chamado bretanha....

acareante | adj. 2 g.
    Que atrai; que chama a si simpatias....

afuzilar | v. tr. | v. intr.
    Fulgurar, despedir chamas....

| adv. | interj.
    Usa-se como vocativo ou para chamar a atenção (ex.: aí, moço, onde fica a estação rodoviária?)....

aldrabar | v. tr.
    Chamar alguém, usando a aldraba....

apodar | v. tr.
    Chamar (por zombaria)....

apoiar | v. tr. | v. pron.
    Tornar saliente, chamar a atenção para....

apelidar | v. tr. | v. pron.
    Designar por apelido; dar apelido....

apregoar | v. tr. | v. pron.
    Chamar a atenção para....

assobiar | v. intr. | v. tr.
    Chamar (assobiando)....

atear | v. tr. | v. intr. | v. pron.
    Avivar o fogo, a chama, etc....

atrair | v. tr.
    Chamar a si....

ardente | adj. 2 g.
    Que brilha como chama....

arder | v. intr.
    Brilhar como chama....

boca | interj.
    Voz com que se chamam cães, especialmente para comerem ou apanharem qualquer objecto com a boca....

catucar | v. tr.
    Tocar levemente com o cotovelo, o ombro, o pé ou a mão, geralmente para chamar a atenção (ex.: cutucou o irmão por baixo da mesa)....

Dúvidas linguísticas


Pretendo esclarecer a seguinte dúvida: deve escrever-se ir DE ENCONTRO às necessidades dos clientes ou ir AO ENCONTRO das necessidades dos clientes.
Apesar de serem frequentemente confundidas, as locuções prepositivas ao encontro de e de encontro a têm significados diferentes e chegam a ser antónimas. Assim, a locução ao encontro de pode significar “na direcção de”, “à procura de” ou “em consonância com” (ex.: queria ir ao encontro das necessidades dos clientes). Pelo contrário, a locução de encontro a pode significar “em sentido oposto”, podendo ser sinónimo da preposição contra (ex.: não podia ir de encontro às necessidades dos clientes).
Estas duas locuções podem formar locuções verbais em conjugação com vários verbos (ex. correr/ir/vir ao encontro de; ir/surgir/vir de encontro a), com significados semelhantes, como se pode ver nos exemplos acima.




Nesta locução latina, qual das formas está correta: "status quo" ou "statu quo"?
A grafia correcta, atestada pelos principais dicionários de língua portuguesa, é statu quo e significa “o estado das coisas em determinado momento”. Esta locução, que se fixou por influência da área diplomática, é redução da expressão latina in statu quo ante que significa “no estado em que se encontrava antes”.

Em português (e em outros idiomas como o francês ou o espanhol), a locução statu quo perdeu o valor adverbial latino e adquiriu valor de substantivo (ex.: A manifestação não representa uma ruptura do statu quo), o que pode estar na origem do aparecimento da forma status quo.

Em latim (e noutras línguas declináveis, como o alemão ou o russo) as funções sintácticas são assinaladas morfologicamente: as diferentes desinências da palavra indicam se ela está a ser usada na posição de sujeito (através do caso nominativo, como em status), de complemento directo (através do caso acusativo, como em statum), de complemento indirecto (através do caso dativo, como em statui), de complemento circunstancial (através do caso ablativo, como em statu), etc. Assim, como a locução passou a ter valor de substantivo, a forma status quo, difundida maioritariamente pelo inglês, e considerada preferencial apenas pelo Novo Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa (Curitiba: Positivo, 2004), transmitiria essa mudança de significado, já que statu significa “no estado” e não “o estado”. Esta justificação é questionável porque (i) estamos perante a redução de uma outra locução latina, em que há exigência de ablativo após a preposição latina in (“em”), e porque (ii) existem outros casos de palavras e expressões latinas que se fixaram como substantivos no português com a forma de casos que não o nominativo. Exemplos disso são a expressão anno Domini (literalmente, “no ano do Senhor”) que se usa para referir a era cristã, sendo composta pelo ablativo de annus “ano” e pelo genitivo de dominus “senhor”, bem como a palavra quórum, de quorum, genitivo masculino plural do pronome relativo qui, quae, quod “que”.

A locução statu quo não deve porém ser confundida com a palavra isolada status, que significa (i) “estatuto” (ex.: A categoria do trabalhador corresponde ao seu status na empresa) e (ii) “prestígio” (ex.: Exibia nas festas os símbolos do status recém-adquirido por casamento).

Palavra do dia

pa·ra·le·le·pi·pe·dal pa·ra·le·le·pi·pe·dal


(paralelepípedo + -al)
adjectivo de dois géneros
adjetivo de dois géneros

Que é relativo a ou tem forma de paralelepípedo (ex.: módulo paralelepipedal). = PARALELEPIPÉDICO

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/pesquisar/chama [consultado em 16-08-2022]