Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

nuamente

nuamentenuamente | adv.
derivação de nunu
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

nu·a·men·te nu·a·men·te


(nu + -mente)
advérbio

De modo nu.


nu nu 1


(latim nudus, -a, -um)
adjectivo
adjetivo

1. Sem roupa a cobrir o corpo. = DESPIDOVESTIDO

2. Não coberto. = DESCOBERTO

3. Sem calçado a proteger os pés. = DESCALÇOCALÇADO

4. Destapado, descoberto, exposto às vistas.

5. Desguarnecido.

6. Desfolhado.

7. Esfarrapado, mal vestido.

8. Com pouca roupa.

9. Escalvado; sem vegetação.

10. Desafectado.

11. Sincero.

12. Tirado da bainha.

13. Sem lavores ou ornatos.

nome masculino

14. Estado ou qualidade do que está nu. = NUDEZ

15. Representação artística de um corpo humano despido.


nus
nome masculino plural

16. Pobres, desprotegidos.


pôr a nu
Descobrir.

Confrontar: no.

nu nu 2


(grego nu)
nome masculino

Nome da décima terceira letra do alfabeto grego (ν, Ν), correspondente ao N do alfabeto latino. = NI

pub

Parecidas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais

conti­ nuamente ilumi­nados pelo seu amor e pela sua Pala­vra..

Em alamos.blogs.sapo.pt

sejam conti­ nuamente ilumi­nados pelo seu amor e pela sua Pala­vra..

Em alamos.blogs.sapo.pt

Nuamente André Praxedes com 10 golos, foi o

Em Banhadas Andebol

possibilidade de nuamente nos entregarmos a algo impossível de definir, mas que se compreende Eros e Caritas”..

Em Entre Tejo e Sado

...«clara certidom da verdade», e, para isso, deixará todo o fingido louvor e mostrará nuamente ao povo «as cousas que aveerom», depois de ver grandes volumes de livros e...

Em Escola de Escritores
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Posso utilizar a expressão e/ou em um texto formal? Se não, como escrevê-la? Posso escrever e ou ou e, ou?
As palavras e e ou são conjunções coordenativas, isto é, relacionam termos que podem ter a mesma função na frase (ex.: vou comprar umas calças azuis e brancas; vou comprar umas calças azuis ou brancas), sendo que a conjunção e indica adição (ex.: calças azuis e brancas) e a conjunção ou indica alternativa (ex.: calças azuis ou brancas).

A expressão e/ou é utilizada para exprimir de maneira económica e clara três hipóteses, duas delas contidas numa alternativa (uma coisa ou outra) e a outra contida numa adição (uma coisa e outra). Por exemplo, numa frase como todos os utilizadores têm o direito de rectificação e/ou eliminação dos seus dados pessoais, o texto destacado indica que é possível 1) a rectificação dos seus dados pessoais, 2) a eliminação dos seus dados pessoais, 3) a rectificação dos seus dados pessoais e a eliminação dos seus dados pessoais. Os pontos 1) e 2) estão contidos na alternativa com ou e o ponto 3) está contido na adição com e.

Não há qualquer motivo para a não utilização desta expressão num texto formal. A barra indica opcionalidade entre o e e o ou: rectificação e/ou eliminação dos seus dados pessoais = rectificação e eliminação dos seus dados pessoais / rectificação ou eliminação dos seus dados pessoais.




É com espanto que vejo que na conjugação do verbo haver aparecer a forma houveram. Sempre aprendi que a 3.ª pessoa do plural do pretérito perfeito não existe. Podem-me explicar se é moda nova?!
A flexão do verbo haver varia consoante o seu emprego. Assim, quando este é empregue como verbo principal, com os sentidos de “existir” (em 1.a), de "ter decorrido" (em 2.a) e de “acontecer” (em 3.a), ele é impessoal, i.e., utiliza-se apenas na 3.ª pessoa do singular. Daí a má formação das frases 1.b), 2.b) e 3.b), assinaladas com asterisco (*):

1. a) Houve muitos deputados investigados.
b) * Houveram muitos deputados investigados.

2. a) Havia duas horas que estava à espera.
b) * Haviam duas horas que estava à espera.

3. a) Na semana passada houve muitos acidentes.
b) * Na semana passada houveram muitos acidentes.

Quando é empregue como verbo principal com outros sentidos que não os de "existir", "ter decorrido" ou "acontecer", é flexionado em todas as pessoas:

4. a) Os organizadores do colóquio houveram por bem encomendar uma sondagem. [achar, considerar]
b) E que bem se houveram os portugueses no confronto! [avir-se]

O verbo haver emprega-se ainda como auxiliar em tempos compostos, sendo também flexionado em todas as pessoas:

5. As encomendas haviam sido entregues.

Como se pode ver pelas frases 4-5, a 3.ª pessoa do plural do pretérito perfeito do verbo haver existe, pelo que o conjugador deve incluí-la, não podendo é ser utilizada nos casos em que o verbo é impessoal.

pub

Palavra do dia

zoi·si·te zoi·si·ta


([Sigismund] Zois [von Eldstein], antropónimo [mineralogista esloveno] + -ite)
nome feminino

[Mineralogia]   [Mineralogia]  Mineral ortorrômbico do grupo dos epídotos, usado como pedra preciosa.


• Grafia no Brasil: zoisita.

• Grafia no Brasil: zoisita.

• Grafia em Portugal: zoisite.

• Grafia em Portugal: zoisite.
pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/nuamente [consultado em 26-01-2022]