Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
marinhomarinho | adj.
1ª pess. sing. pres. ind. de marinharmarinhar
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

ma·ri·nho ma·ri·nho
(latim marinus, -a, -um, do mar)
adjectivo
adjetivo

1. Relativo ao mar.

2. Que vive no mar.


SinónimoSinônimo Geral: MARINO, MARÍTIMO


ma·ri·nhar ma·ri·nhar - ConjugarConjugar
(marinha + -ar)
verbo transitivo

1. Prover (o navio) de tripulação.

2. Governar a manobra de (um navio).

verbo intransitivo

3. Saber navegar.

4. Trepar (valendo-se de pés e mãos).

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "marinho" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Anagramas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Gostaria de saber como se deve pronunciar a palavra item: "item" ou "aitem" como tantas vezes se ouve?
O substantivo português item tem origem no advérbio latino item, com o significado "da mesma forma" ou "também" e é usado em enumerações ou listas. Em português, esta palavra pode significar "artigo" ou "uma das partes de algo". Relativamente à pronúncia da parte final da palavra, parece haver alguma oscilação entre uma pronúncia alatinada ['it3m] (em que se lê a consoante m, como em estrangeirismos como modem) e uma pronúncia de acordo com as regras gerais da terminação -em ['itãj] (em que -em se lê como uma vogal nasal, à semelhança de em ou nuvem). Não há, no entanto, nenhum motivo para pronunciar o i inicial como [ai], pois isso não corresponde à pronúncia desta vogal em português; a pronúncia [ai]tem corresponde a uma influência da pronúncia do inglês (como em iceberg ou em ice tea), que não se justifica neste caso. Os argumentos acima expostos podem aplicar-se a outros latinismos como idem ou ibidem.



Como fiz à [sic] pouco tempo um exame fiquei com algumas dúvidas em algumas questões e o pior é que às pessoas que pergunto ninguém me sabe dar uma resposta concreta.
1) Tendo em conta a questão linguística a frase: Numa democracia, a educação não pode ser um previlégio das elites. -Está correcta. -está incorrecta.
2) Na frase: "faz o trabalho comigo", comigo é: - complemento directo. - complemento indirecto. - complemento circunstancial.
3) Qual é a frase que indica correctamente que alguém teve um encontro quando era uma hora? - Encontrei-o à uma hora. - Encontrei-o há uma hora. - Encontrei-o por volta da uma hora.
4) Palatalização é um fenómeno fonético de : - queda de sons - transformação de sons - adição de sons
5) Identifique a frase incorrecta: - O António trouxe-te o livro? - Touxes-te os livros que te pedi? - Trouxemos os livros do António? - Como não podia com os livros o António trouxe-mos.
6) Quantos erros identifica neste texto: Soube-se que a venda de livros baixou. Na verdade, lê-se muito pouco e escreve-se ainda menos. Se se escrevesse e lesse mais, a cultura seria mais sólida e os cidadãos mais intrevenientes. - um erro - dois erros - três erros - quatro erros
7) Identifique a frase em que se verifica um erro de sintaxe? - Não lhe trataram como merecia. - Não lhe deram a devida atenção. - Não lhe trouxeram o que pediu. - Não lhe fizeram qualquer pergunta.
Sem prejuízo de outros critérios de correcção, e apesar de este serviço de dúvidas linguísticas não se substituir a uma correcção pedagógica de âmbito escolar, pode dizer-se sucintamente o seguinte:

1) A questão contém um erro ortográfico em previlégio, que se deverá grafar privilégio.
2) Na resposta deverá referir-se que comigo é complemento circunstancial, pois tem uma função adverbial e não corresponde a um complemento obrigatório do verbo fazer, ao contrário do sintagma nominal o trabalho, que desempenha função de complemento directo.
3) Deve dizer-se que é a hipótese Encontrei-o à uma hora que indica que alguém teve um encontro quando era uma hora, pois a frase encontrei-o há uma hora indicaria um encontro ocorrido precisamente uma hora antes da enunciação. Sobre este assunto, poderá consultar a resposta à ou há (a este propósito, deve dizer-se também que na sua questão escreve como fiz à pouco um exame, onde deverá utilizar e não à, pois trata-se de tempo decorrido).
4) Sobre a palatalização, deve dizer-se que se trata de um fenómeno de transformação de sons, muito frequente, por exemplo, na passagem do latim ao português (ex.: filium > filho) ou no dialecto madeirense, quando um /l/ depois de um /i/ é lido lh (ex.: vila pronuncia-se < vi[λ]a).
5) A pergunta diz novamente respeito à ortografia, sendo que a frase ortograficamente incorrecta é Trouxes-te os livros que te pedi?, pois a forma *trouxes é inexistente, pelo que não pode ser seguida do pronome pessoal -te. Sobre esta questão, por favor consulte também a resposta falaste/falas-te, comoveste/comoves-te.
6) A questão contém apenas um erro ortográfico em intrevenientes, que se deverá grafar intervenientes.
7) A frase que contém um erro de sintaxe é Não lhe trataram como merecia, pois o verbo tratar é transitivo directo, pelo que o pronome deverá ser o e não lhe (não o trataram como merecia).

Alguns destes erros, entre muitos outros, podem ser detectados através do corrector ortográfico do FLiP, disponível online em versão gratuita em http://www.flip.pt/FLiPOnline.

pub

Palavra do dia

o·lho·-de·-boi |ôlhu| o·lho·-de·-boi |ôlhu|
substantivo masculino

1. Abertura, geralmente redonda ou oval, no tecto ou na parede de um edifício, para deixar entrar a luz. = CLARABÓIA

2. Janela circular ou ovalada. = ÓCULO

3. [Portugal]   [Portugal]   [Botânica]   [Botânica]  Designação comum a várias plantas da família das compostas. = PAMPILHO

4. [Portugal: Madeira]   [Portugal: Madeira]  Lanterna portátil.

5. [Brasil]   [Brasil]  Selo postal impresso pelo Governo Imperial brasileiro entre 1843 e 1844, com valores gravados de 30, 60 e 90 réis.

6. [Brasil]   [Brasil]   [Botânica]   [Botânica]  Árvore (Talisia esculenta) da família das sapindáceas, de folhas perenes e alternas, flores brancas dispostas em panícula, frutos drupáceos dispostos em cachos, nativa da América do Sul. = PITOMBEIRA

7. [Brasil]   [Brasil]   [Botânica]   [Botânica]  Planta trepadeira (Dioclea violacea), da família das leguminosas, de flores purpúreas e vagens com sementes grandes. = CORONHA, MUCUNÃ

8. Semente dessa planta, usada como amuleto.

Plural: olhos-de-boi |ólhus|.Plural: olhos-de-boi |ólhus|.
pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/marinho [consultado em 24-09-2018]