PT
BR
Pesquisar
Definições



macérrimo

A forma macérrimopode ser [derivação masculino singular de magromagro] ou [adjectivoadjetivo].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
macérrimomacérrimo
( ma·cér·ri·mo

ma·cér·ri·mo

)


adjectivoadjetivo

Muito magro.

etimologiaOrigem etimológica:latim macerrimus, -a, -um.
Ver também resposta à dúvida: superlativos eruditos.
magromagro
( ma·gro

ma·gro

)


adjectivoadjetivo

1. Que tem pouca ou nenhuma gordura.GORDO

2. Que tem pouca massa muscular.

3. [Figurado] [Figurado] Que produz ou rende pouco (ex.: terreno magro). = IMPRODUTIVO, INFÉRTILFECUNDO, RENDOSO

4. Que é pouco abundante.

5. Diz-se dos dias e das comidas que o catolicismo prescreve não serem para comer carne.

6. [Portugal] [Portugal] [Culinária] [Culinária] Que tem baixo teor de gordura (ex.: iogurte magro; manteiga magra). [Equivalente no português do Brasil: desnatado.]

vistoSuperlativo: macérrimo, magérrimo ou magríssimo.
etimologiaOrigem etimológica:latim macer, -cra, -crum.
iconSuperlativo: macérrimo, magérrimo ou magríssimo.
Ver também resposta à dúvida: superlativos eruditos.


Dúvidas linguísticas



Qual o plural de refrão?
Como pode verificar no Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, a palavra refrão forma os plurais irregulares refrães ou refrãos.




Gostaria de saber se se diz pronto ou prontos numa frase como pronto(s), fica assim combinado. Já agora, o porquê, a explicação.
Apesar de ser muito usual em contextos informais, a forma prontos deverá ser evitada.

A palavra pronto pode corresponder a várias classes gramaticais com diferentes usos semânticos e sintácticos. Pronto pode ser, por exemplo, um adjectivo definido como "que está preparado ou em condições", sendo flexionável em género e número (ex.: a casa está pronta para as visitas; os quartos já estão prontos).

Frequentemente, pronto é usado como interjeição para indicar a conclusão de algo (ex.: pronto, ela finalmente terminou a carta), compreensão ou consolo (ex.: pronto, já está tudo bem) ou desagrado (ex.: pronto, estou farto). Neste caso, visto que as interjeições são uma classe de palavras invariáveis, é aconselhável usar apenas a forma pronto, independentemente do género ou número do sujeito.

A indicação acima tem em conta os registos lexicográficos da palavra e segue os conselhos mais comuns de consultores da língua. É possível, contudo, admitir que se possa formar outra interjeição de origem expressiva a partir da forma masculina plural do adjectivo (prontos), à semelhança de outras interjeições, formadas a partir de flexões plurais (ex.: caraças, céus, cruzes). A interjeição prontos é muito usual em registos coloquiais quotidianos, mas, como tal forma não é normalmente aceite em obras de referência, será desaconselhado utilizá-la.