Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

le roi est mort, vive le roi

le roi est mort, vive le roile roi est mort, vive le roi | loc.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

le roi est mort, vive le roi


(locução francesa que significa "o rei morreu, viva o rei")
locução

Frase com que na França, após a morte do rei, se proclamava o novo monarca «rei morto, rei posto»; usa-se, por extensão, para aludir à ingratidão dos homens, que, logo após a queda de um senhor, de um chefe, o esquecem e procuram outro.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "le roi est mort, vive le roi" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Esta palavra em blogues

Ver mais

O Presidente francês, Emmanuel Macron ouve, atento e solitário, o discurso de Anne Hidalgo no Hotel de Ville em Paris. 14 de Maio de 2017. (REUTERS/Charles Platiau)

Em » קợקlєรร

. VICTOR HUGO Le génocide rwandais Young Bond - La mort est contagieuse Scènes de crime La maîtresse de Luca da Silva - Un homme à conquérir Londres Noir Jérôme et ses quelques traits d'autisme Trame 9 n°4, le webmagazine culturel sur la BD Corps sexué de l'enfant et normes sociales Fantômette 02

Em zioturnwinnte.blogs.sapo.pt

fées L'assassin est à la plage Dictionnaire de l'historien Les Carnets du sous-sol Fenêtre sur village Joints de grains et plasticité cristalline Œdipe Roi Reconnaissance automatique de la parole Déclinaisons - Le naturalisme poétique de Lucrèce à Lacan Mathématiques pour l'ingénieur - Tome II Le

Em statelskirat.blogs.sapo.pt

) Autorités administratives et cérémonies publiques au Cameroun Nostradamus s'en va-t-en guerre Tirs L'enfer du roman Les Sphères Les Derniers Hommes épisode 1 Dimension, Univers, Territoire - Le Grand Voyage Tome 2 Toi + Moi : Lun contre lautre - Volume 7 Vive les vieux ! Le music-hall des âmes nobles

Em cumsecolpha.blogs.sapo.pt

Lire en ligne ou Télécharger eBooks PDF complet pour votre PC ou Mobile: LA MÉMOIRE HUMAINE Stratégies d'internationalisation Je prépare le CAFERUIS - 3e éd. - Edition 2015-2106 La Défense passe à l'attaque Ils ont échappé à la mort . Les tentatives d'assassinat qui ont changé l'histoire de France

Em lifitbuhut.blogs.sapo.pt
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Inseri, no vosso corrector ortográfico, a palavra “desejante” que, há tempos, vi escrita, erradamente, em vez do adjectivo “desejoso”. Para surpresa minha, o citado corrector, no português de Portugal, não acusa o erro.
A palavra desejante, apesar de não se encontrar registada em nenhum dos dicionários de língua portuguesa à nossa disposição, está averbada no Vocabulário Ortográfico da Academia Brasileira de Letras e apresenta-se correctamente formada (através da aposição do sufixo -ante ao verbo desejar), daí a sua inclusão no léxico do corrector ortográfico do FLiP. O adjectivo desejante, cujo uso é bastante frequente (como se pode verificar através de pesquisas em corpora e motores de busca da Internet), partilha do significado do adjectivo desejoso (ex.: ela é uma pessoa desejosa de conhecimento = ela é uma pessoa desejante de conhecimento), apesar de este ser mais frequente e estar já consagrado pelo uso. Ambos resultam de processos regulares de derivação no português, pela junção, respectivamente, do sufixo -ante ao radical de um verbo e do sufixo -oso ao radical de um substantivo.



Gostaria de saber se existe alguma regra de fonética para o plural de palavras tais como: fogo, poço, jogo... É que eu fui ensinado a pronunciar: fógos, póços, jógos... ao invés de fôgos, pôços, jôgos... (os acentos estão só como indicadores de fonética). É que recentemente tenho ouvido alguns jornalistas pronunciar estas palavras com entoação "ô"...? Agradecia que me esclarecessem esta dúvida.
Não existe oficialmente nenhuma regra fonética em português que dê conta da alternância vocálica entre o singular e o plural de palavras como fogo, poço, jogo, contorno, despojo, esforço, imposto, ovo, tijolo, troço.

As gramáticas e os prontuários incluem estas palavras em listas de vocábulos cuja vogal tónica, no singular, é o o fechado /ô/ mas que no plural se transforma em o aberto /ó/. Há, no entanto, muitos casos em que o singular e o plural mantêm o mesmo o fechado, como por exemplo acordo(s) /ô/, gosto(s) /ô/ ou sopro(s) /ô/ (pode encontrar mais exemplos na Nova Gramática do Português Contemporâneo, de Celso Cunha e Lindley Cintra, p. 184). Essas listas são relativamente extensas e difíceis de memorizar, o que pode estar na origem de dúvidas relativas à pronúncia desses termos.

Na sua Moderna Gramática Portuguesa (p. 124), Evanildo Bechara afirma que se tem recorrido à etimologia latina desses termos e ao paralelismo com a língua espanhola para desfazer hesitações de pronúncia, mas que tal não esclarece todas as dúvidas.

No artigo "Histórias de O", Ernesto d'Andrade faz a revisão de vários estudos desta alternância em português e fornece uma análise mais técnica, com base fonológica, deste fenómeno.

O Dicionário Priberam da Língua Portuguesa contém indicações de pronúncia, tanto no singular, quanto no plural dessas palavras.

pub

Palavra do dia

ar·tão ar·tão


(grego ártos, -ou, bolo ou pão de farinha de trigo)
nome masculino

[Pouco usado]   [Pouco usado]  Alimento feito de massa de farinha de cereais cozida num forno. = PÃO

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/le%20roi%20est%20mort,%20vive%20le%20roi [consultado em 16-10-2021]