Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

jese������������������������

Palavra não encontrada. Sugerir a inclusão no dicionário da palavra pesquisada.
pub

Dúvidas linguísticas


Gostaria de saber o aumentativo de balão (de ar) e de bala (de chupar).
O uso expressivo do grau aumentativo gera por vezes formas pouco frequentes, nem sempre registadas nos principais dicionários de língua, o que não invalida a sua boa formação. Assim, os substantivos balão e bala podem formar os aumentativos balãozão e balazona, respectivamente, ainda que relativamente informais. É ainda possível gerar outros aumentativos, seguindo processos igualmente regulares da língua para esse efeito; por exemplo, bala pode formar o aumentativo masculino balão (tal como boca e cadeira formam os aumentativos bocão e cadeirão), mas, como esta forma é homónima do substantivo masculino balão (“invólucro que contém ar”), é ambígua e pode originar má interpretação. Alternativamente, pode também utilizar adjectivos que traduzam a ideia de grandeza, como, por exemplo, grande ou enorme: bala enorme, balão grande, etc.



Como é que se conjuga o verbo ser: Não SOU eu quem autoriza ou Não É eu quem autoriza? Não SOU eu que autorizo ou Não É eu que autorizo?
As frases referidas contêm duas orações, uma subordinante (não sou eu), cujo sujeito é o pronome eu, e uma subordinada completiva substantiva (quem autoriza ou que autorizo), que desempenha a função de predicativo do sujeito da oração subordinante. Assim, se colocarmos os constituintes da primeira oração na ordem sujeito-verbo-predicativo do sujeito é mais fácil visualizar a estrutura que explica que o verbo ser deve concordar com o pronome eu (eu não sou [quem autoriza ou que autorizo]). A oração subordinada (quem autoriza ou que autorizo), quando construída com o pronome relativo quem obriga a que o verbo autorizar concorde com este pronome em género e número, correspondendo à terceira pessoa do singular; quando a oração subordinada se constrói com o pronome relativo que, o verbo autorizar deve estar na primeira pessoa do singular, pois o sujeito deste verbo é o pronome que, o qual, ao contrário do pronome quem, concorda obrigatoriamente com o antecedente nominal ou pronominal existente na oração anterior, no caso, o pronome eu.

Palavra do dia

ad·vo·ca·tó·ri·o ad·vo·ca·tó·ri·o


(latim advocatus, -a, -um, particípio passado de advoco, -are, advogar + -ório)
adjectivo
adjetivo

1. Que serve para advogar ou defender.

2. Relativo a advocacia (ex.: honorários advocatórios).


SinónimoSinônimo Geral: ADVOCATÍCIO

Confrontar: avocatório.
pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/jese%C3%AF%C2%BF%C2%BD%C3%AF%C2%BF%C2%BD%C3%AF%C2%BF%C2%BD%C3%AF%C2%BF%C2%BD%C3%AF%C2%BF%C2%BD%C3%AF%C2%BF%C2%BD%C3%AF%C2%BF%C2%BD%C3%AF%C2%BF%C2%BD%C3%AF%C2%BF%C2%BD%C3%AF%C2%BF%C2%BD%C3%AF%C2%BF%C2%BD%C3%AF%C2%BF%C2%BD%C3%AF%C2%BF%C2%BD%C3%AF%C2%BF%C2%BD%C3%AF%C2%BF%C2%BD%C3%AF%C2%BF%C2%BD%C3%AF%C2%BF%C2%BD%C3%AF%C2%BF%C2%BD%C3%AF%C2%BF%C2%BD%C3%AF%C2%BF%C2%BD%C3%AF%C2%BF%C2%BD%C3%AF%C2%BF%C2%BD%C3%AF%C2%BF%C2%BD%C3%AF%C2%BF%C2%BD [consultado em 19-05-2022]