PT
BR
Pesquisar
Definições



galo

A forma galopode ser [primeira pessoa singular do presente do indicativo de galargalar], [adjectivo e nome masculinoadjetivo e nome masculino], [elemento de composição], [nome masculino plural] ou [nome masculino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
galo-galo-


elemento de composição

Exprime a noção de gaulês, francês (ex.: galofilia).

etimologiaOrigem etimológica:latim gallus, -i, gaulês.
galogalo
( ga·lo

ga·lo

)
Imagem

OrnitologiaOrnitologia

Macho adulto do género de aves galináceas, de crista carnuda, asas curtas e largas e cauda com penas longas.


nome masculino

1. [Ornitologia] [Ornitologia] Macho adulto do género de aves galináceas, de crista carnuda, asas curtas e largas e cauda com penas longas.Imagem

2. Carne desse animal.

3. [Informal, Figurado] [Informal, Figurado] Inchaço na testa ou na cabeça, geralmente resultante de pancada. = ALTO, TOLONTRO

4. [Informal, Figurado] [Informal, Figurado] Pessoa de influência.

5. Cata-vento com a forma de galináceo.

6. Guarda-volante de relógio.

7. Série de bagos de romã.

8. [Informal] [Informal] Falta de sorte.

9. [Informal] [Informal] Indivíduo que não dá gorjeta.

10. [Brasil] [Brasil] [Ictiologia] [Ictiologia] Peixe teleósteo (Alectis ciliaris), da família dos carangídeos, de dorso esverdeado ou azulado e ventre prateado, com raios longos e escuros nas barbatanas, encontrado em águas tropicais. = ABACATUAIA, XARÉU-BRANCO

11. [Moçambique] [Moçambique] Bronca.


adjectivo e nome masculinoadjetivo e nome masculino

12. Gaulês.

13. [Linguagem poética] [Linguagem poética] Francês.

galos


nome masculino plural

14. Equipa do Gil Vicente Futebol Clube, associação desportiva de Barcelos.


cantar de galo

[Informal] [Informal] Sentir-se triunfante.

[Informal] [Informal] Falar de modo arrogante ou autoritário, tentando impor a sua vontade.

ficar para galo de São Roque

[Brasil, Informal] [Brasil, Informal] Ficar solteira; não casar.

galo doido

[Informal] [Informal] Indivíduo estouvado ou extravagante. = DOIDIVANAS

outro galo cantaria/cantará

[Informal] [Informal] Expressão que se usa para salientar que determinados casos ou estados podem ser diferentes mediante alteração das condições que estão na sua origem ou mediante ocorrência de novos factos (ex.: se o jogador tivesse sido expulso, outro galo cantaria).

etimologiaOrigem etimológica:latim gallus, -i, galo.
Colectivo:Coletivo:Coletivo:galaria.
galargalar
( ga·lar

ga·lar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

1. Fecundar (falando-se de aves).

2. [Informal] [Informal] Olhar insistentemente e de forma interessada para algo ou alguém. = MICAR

3. [Informal] [Informal] Tentar seduzir. = CORTEJAR, GALANTEAR

4. [Informal] [Informal] Ter relações sexuais com.

5. [Brasil, Informal] [Brasil, Informal] Tornar grávida. = EMPRENHAR, ENGRAVIDAR

6. [Brasil, Calão] [Brasil, Tabuísmo] Expelir esperma. = EJACULAR

etimologiaOrigem etimológica:galo + -ar.

Auxiliares de tradução

Traduzir "galo" para: Espanhol Francês Inglês

Anagramas



Dúvidas linguísticas



Quando atendemos um telefone é correto falar "pois não"?
A locução adverbial interrogativa pois não usa-se para saber o que alguém pretende ou para mostrar disponibilidade para ouvir uma solicitação, pelo que pode ser utilizada como fórmula de atendimento de uma chamada telefónica.



Qual a forma correcta para as seguintes expressões (de ou em): saia de/em ganga; colete de/em seda; camisa de/em algodão.
Do ponto de vista linguístico, as expressões apontadas (saia em ganga ou saia de ganga, colete em seda ou colete de seda, camisa em algodão ou camisa de algodão) estão correctas, pois ambas as preposições de ou em podem ser utilizadas para indicar a matéria que constitui algo. Esta informação sobre o uso das preposições nestas expressões pode ser atestada em obras de referência para o português, nomeadamente em dicionários gerais de língua como o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa (Lisboa: Editorial Verbo, 2001) ou o Grande Dicionário Língua Portuguesa (Porto: Porto Editora, 2004).

Alguns autores, por vezes denominados puristas da língua, consideram erróneo o uso da preposição em para indicar matéria, com o único argumento de que se trata de uma construção típica do francês. Sendo o francês uma língua românica como o português, esta comparação parece ser insuficiente para desaconselhar o seu uso. A par deste facto, esta utilização da preposição em tem curso generalizado em português, como se pode verificar pela pesquisa em corpora ou em motores de busca da internet.

A este respeito, veja-se a informação veiculada pela Moderna Gramática Portuguesa, de Evanildo BECHARA (Rio de Janeiro: Editora Lucerna, 2002, pp. 315-316), que refere o uso da preposição em para denotar estado, qualidade ou matéria (com os exemplos General em chefe. Ferro em brasa. Imagem em barro. Gravura em aço), informando em observação que “tem-se, sem maior exame, condenado este emprego da preposição em como galicismo”.

Adicionalmente, a utilíssima Gramática Descriptiva de la Lengua Espanõla da Real Academia Española, dirigida por Ignacio BOSQUE e Violeta DEMONTE (Madrid: Espasa, 1999), depois de considerar que a preposição en, equivalente à preposição em portuguesa, pode indicar conceitos de formato, preço, especialidade, aspecto ou matéria, apresenta uma observação que se aplica igualmente em português: “El uso de en para denotar materia no es el más normal en español. Esta noción corresponde a la preposición de, es decir, que hablaremos de un vestido de lana, una estatua de bronce, un cubo de plástico, mas bien que de un vestido en lana, etc. No obstante, en algunos casos, por motivos de claridad, será conveniente el empleo de en, como botella de un litro en plástico, bolsa para la compra en nylon, etc.” (vol. 1, 10.8.3, p. 672-673).