PT
BR
Pesquisar
Definições



funeta

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
funetafuneta
|é| |é|
( fu·ne·ta

fu·ne·ta

)


nome masculino

Usado na locução nem fum, nem funeta.

etimologiaOrigem etimológica:origem duvidosa.

Anagramas

Esta palavra no dicionário



Dúvidas linguísticas


Qual a forma correcta de pronúncia da palavra menu : "ménu" ou "menú"?
Na questão colocada, não está em causa a acentuação (a palavra é sempre acentuada na última sílaba: menu), mas a qualidade da vogal. Por exemplo, uma vogal que corresponde à letra e pode corresponder ao som [È], como em fé, ao som [e], como em dedo, ao som [i], como em de ou medicina, ou ainda ao som [á], como por vezes em coelho.

No português, como regra geral (com muitas excepções), as vogais que não pertencem a uma sílaba tónica são elevadas. Por exemplo, no caso da vogal e nas palavras génio e genial, o som [È] (vogal mais baixa) da palavra nio (com acento tónico em ) passa a pronunciar-se [i] (vogal mais alta) em genial pois a sílaba tónica passou a ser a última genial.

Esta regra geral aplica-se a menu e aí, como a sílaba tónica é nu, a sílaba me pode pronunciar-se [mi]nu, como em de ou medicina, (e é esta a pronúncia registada no Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea, da Academia da Ciências/Verbo e, posteriormente, no Grande Dicionário Língua Portuguesa, da Porto Editora). A palavra menu, apesar de já ser usada correntemente em português, é de origem francesa, sendo pronunciada com [i] também nessa língua. Desta forma, não há então motivo fonológico ou etimológico para se pronunciar menu com é aberto.




Quinquagésimo: qual é a pronunciação correcta?
No português europeu, a palavra quinquagésimo admite geralmente duas pronúncias. Uma é mais próxima da pronúncia latina, em que é pronunciado o -u- que segue o primeiro q- [kwĩkwɐ...] e é a pronúncia preconizada por Rebelo Gonçalves, no seu Vocabulário da Língua Portuguesa. A outra pronúncia é [kĩkwɐ...] e corresponde à regularização da pronúncia de -qui- como [ki], frequente em palavras mais comuns ou que não conservaram a relação fonética com o étimo latino (ex.: quinhentos, quinto, quintuplicar, quinze); é esta a pronúncia preconizada pelo Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa.

No português do Brasil, até à aplicação do Acordo Ortográfico de 1990, esta palavra é grafada com trema (qüinquagésimo), pelo que a pronúncia possível com este sinal é [kwĩkwa...], mais próxima do latim. Depois da aplicação do Acordo Ortográfico de 1990, esta deve ser a pronúncia preferencial, uma vez que esse texto pretende alterar a ortografia e não a pronúncia.