Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
fontefonte | s. f.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

fon·te fon·te
(latim fons, fontis, nascente, fonte, água, origem)
substantivo feminino

1. Nascente de água. = BICA, CHAFARIZ

2. Em parques ou praças, chafariz, frequentemente ornado com esculturas, e com jactos de água.Ver imagem

3. Chaga que se mantém aberta para evacuação de humores.

4. Cada um dos lados da região temporal entre os olhos e as orelhas. (Mais usado no plural.) = TÊMPORA

5. [Figurado]   [Figurado]  Origem, causa, princípio.

6. Procedência.

7. Documento ou pessoa que fornece uma informação (ex.: o jornalista não revelou as suas fontes).

8. Texto de autor considerado como uma referência.

9. Texto ou documento original, usado como referência (ex.: fontes históricas).

10. [Portugal: Minho, Trás-os-Montes]   [Portugal: Minho, Trás-os-Montes]  Grande prato redondo, donde todos os convivas comem.


fonte limpa
Origem insuspeita (do que se diz ou se deseja saber).

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "fonte" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Devo dizer em Porto Moniz ou no Porto Moniz (Porto Moniz é um município)?
Como poderá verificar na resposta topónimos com e sem artigos, esta questão não pode ter uma resposta peremptória, pois as poucas e vagas regras enunciadas por alguns prontuários têm muitos contra-exemplos.

No caso de Porto Moniz, este topónimo madeirense enquadra-se na regra que defende que não se usa geralmente o artigo com os nomes das cidades, localidades e ilhas, regra que tem, contudo, muitas excepções. Nesse caso, seria mais indicado em Porto Moniz.

Por outro lado, não pode ser ignorado o facto de os falantes madeirenses geralmente colocarem artigo neste caso (no Porto Moniz, mas também no Porto da Cruz ou no Porto Santo, outros dois casos em que o mesmo problema se coloca). Do ponto de vista lógico, e uma vez que a regras das gramáticas são vagas, este pode ser o melhor critério para decidir utilizar o artigo com este topónimo.

Pelos motivos acima apontados, pode afirmar-se que nenhuma das duas opções está incorrecta, uma (em Porto Moniz) seguindo as indicações vagas e pouco fundamentadas de algumas gramáticas, outra (no Porto Moniz) podendo ser justificada pelo facto de os habitantes da própria localidade utilizarem o artigo antes do topónimo e também pelo facto de a palavra Porto ter origem num nome comum a que se junta uma outra denominação (no caso, o antropónimo Moniz que, segundo José Pedro Machado, no Dicionário Onomástico Etimológico da Língua Portuguesa, corresponde a “um dos mais antigos povoadores da ilha”).




Infelizmente após consultar o vosso dicionário em linha fiquei com mais dúvidas que esclarecimentos.
https://dicionario.priberam.org/intrauterino
https://dicionario.priberam.org/intra-uterino
1) Qual é a grafia correta? intrauterino ou intra-uterino?
2) Como é que se divide esta palavra corretamente? in·trau·te·ri·no ou in·tra·ute·ri·no?
3) Como em Português a+u formam um ditongo (ex: cAUsa, trAUma), a pronúncia de intrauterino sem hífen passaria então a ser intrAUterino e não intra-uterino.
Por outro lado o vosso exemplo "dispositivo intra-uterino" aparece sempre escrito com hífen.
As grafias correctas são intra-uterino, sem aplicação do Acordo Ortográfico de 1990, e intrauterino, com aplicação do Acordo Ortográfico de 1990, como poderá verificar no Dicionário Priberam.

Esta alteração é feita porque intra- está na categoria dos elementos prefixais que, segundo a Base XVI do Acordo Ortográfico de 1990, só serão seguidos de hífen se a palavra seguinte começar por H (ex.: intra-hepático) ou se começar pela mesma vogal em que termina o elemento prefixal (ex.: intra-arterial); quando seguido de R ou S, a consoante é duplicada (ex.: intrarraquidiano, intrassinovial).
A aplicação do acordo ortográfico não altera a pronúncia da palavra, pois trata-se de uma alteração ortográfica e não fonética.

Relativamente à divisão silábica para translineação, esta faz-se tendo em conta a divisão silábica, que também não sofre alteração com a aplicação do Acordo Ortográfico de 1990. A divisão silábica máxima para translineação desta palavra deverá ser in-tra--u-te-ri-no, sem aplicação do Acordo Ortográfico de 1990, e in-tra-u-te-ri-no, com aplicação do Acordo Ortográfico de 1990, sendo os locais de divisão os mesmos (com a diferença apenas da repetição do hífen na linha de baixo no caso da forma hifenizada pré-Acordo Ortográfico). Deve referir-se que quando se trata do ditongo -AU- este não é divisível (ex.: cau-sa, trau-ma), mas neste caso trata-se de um hiato, que se pode dividir (como noutros exemplos como gauchada, paul, saudinha).

pub

Palavra do dia

an·te·ri·a·no an·te·ri·a·no
(Antero [de Quental], antropónimo + -iano)
adjectivo
adjetivo

1. Relativo a Antero de Quental (1842-1891), poeta e filósofo português, à sua obra ou ao seu estilo (ex.: obra anteriana; soneto anteriano).

adjectivo e substantivo masculino
adjetivo e substantivo masculino

2. Que ou quem admira ou se dedica ao estudo e à investigação da obra de Antero de Quental.

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/fonte [consultado em 18-04-2019]