PT
BR
Pesquisar
Definições



estopa

A forma estopapode ser [segunda pessoa singular do imperativo de estoparestopar], [terceira pessoa singular do presente do indicativo de estoparestopar] ou [nome feminino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
estopaestopa
|ô| |ô|
( es·to·pa

es·to·pa

)


nome feminino

1. Parte grossa do linho que fica no sedeiro quando o assedam.

2. Tecido grosseiro feito de estopa.

3. Fios de carrete para calafetar.

4. Cairo do coco ou outros vegetais filamentosos.

Colectivo:Coletivo:Coletivo:estopada.
estoparestopar
( es·to·par

es·to·par

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

1. Encher ou chumaçar com estopa; calafetar.

2. [Figurado] [Figurado] Importunar; maçar.


adjectivo de dois génerosadjetivo de dois géneros

3. Diz-se de um prego curto de cabeça grande, usado a bordo.

Auxiliares de tradução

Traduzir "estopa" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas



Numa pesquisa no Google, encontrei várias vezes a expressão "há espera", por exemplo: "torneios há espera de concorrentes". É correcto dizer "há espera"? Não será "à espera"?
No contexto que refere, deverá ser utilizada a locução prepositiva à espera de, que significa “aguardando por” (torneios à espera de concorrentes) e que poderá encontrar registada, por exemplo, no Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa, que também regista a locução adverbial à espera (Ex.: os doentes já estão à espera há muito tempo). Esta locução tem estrutura semelhante a muitas outras locuções prepositivas em português (contracção da preposição a com o artigo definido a seguida de substantivo feminino e da preposição de), como, por exemplo, à beira de, à conta de, à disposição de, à frente de. A expressão há espera poderá apenas ser usada em contextos onde se pretenda dizer que "existe uma espera" (ex.: nos acessos à ponte há espera prolongada).



Por que a palavra baú recebe o acento agudo no ú?
A palavra baú é acentuada graficamente no u para que não forme ditongo com a vogal que a precede (contrariamente ao que acontece em pau, por exemplo).

De acordo com a base X, n.º 1 do Acordo Ortográfico de 1990, as vogais tónicas i e u das palavras agudas e graves são acentuadas quando precedidas de uma vogal com a qual não formam ditongo e desde que não constituam sílaba com a consoante seguinte, à excepção de s (ex.: Ataíde, baía, baú, graúdo, juízes, miúdo, país). De acordo com o n.º 2 da mesma base, tais vogais não são acentuadas quando precedidas de uma vogal com a qual não formam ditongo mas constituem sílaba com a consoante seguinte (ex.: juiz, Raul) ou então quando são seguidas de nh (ex.: moinho, rainha).