Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

estas

fem. pl. de esteeste
Será que queria dizer estás?
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

es·te |ê|es·te |ê|2


determinante e pronome demonstrativo

Designativo de pessoa ou coisa que está presente, ou mais próxima de quem fala que outra ou outras, ou de pessoa ou coisa de que se falou em último lugar.

Feminino: esta |é|.Feminino: esta |é|.

Ver também resposta à dúvida: uso de esse / este.

es·te |é|es·te |é|1


(francês est)
nome masculino

1. [Geografia]   [Geografia]  Ponto cardeal, equidistante entre o norte e o sul, que indica o lado onde nasce o Sol, à direita de quem está virado para norte (símbolo: E). = LEVANTE, NASCENTE, ORIENTE

2. Zona de um país ou de uma região que fica do lado onde nasce o Sol. = NASCENTE, ORIENTE

adjectivo de dois géneros
adjetivo de dois géneros

3. Relativo a ou situado nesse lado (ex.: o parque está situado na zona este da cidade). = LESTE, ORIENTALOCIDENTAL, OESTE

adjectivo de dois géneros e nome masculino
adjetivo de dois géneros e nome masculino

4. [Meteorologia]   [Meteorologia]  Diz-se de ou vento que sopra desse lado.


SinónimoSinônimo Geral: LESTE


Ver também resposta à dúvida: maiúscula inicial em pontos cardeais.
pub

Parecidas

Anagramas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais

” Ele olhou e respondeu: “Mas tu já estás no outro lado!!

Em Tupiniquim

...os dois primeiros meses, as notícias são óptimas e a Madalena começa a relaxar, estás a ver??

Em MINHA P

" Estás maluco, não era nada"..

Em O INDEFECTÍVEL

da instabilidade dura pouco e estas áreas voltam na sequência a ter pancadas..

Em www.rafaelnemitz.com

político – as virtudes que tem e as que não tem, acontecendo que são estas segundas, as que não tem, que sobretudo lhe permitem subir no organograma do poder..

Em De Rerum Natura
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Gostava de saber o emprego das maiúsculas na língua portuguesa.
O uso das maiúsculas está regulamentado para o português europeu nas bases XXXIX a XLVII do Acordo Ortográfico de 1945, a que poderá aceder seguindo a hiperligação.

O Acordo Ortográfico de 1990 altera, através da sua Base XIX, alguns usos decorrentes das disposições de 1945, nomeadamente a não obrigatoriedade de maiúsculas em meses e estações do ano.




Agradecia que me dessem a vossa opinião quanto à classificação sintáctica da oração e não sei quem é que se encontra nos seguintes versos pessoanos: "É curioso que toda a vida do indivíduo que ali mora, e não sei quem é, atrai-me só por essa luz visitada de longe".
De acordo com o espólio do heterónimo pessoano Alberto Caeiro, disponibilizado on-line pela Biblioteca Nacional, o verso do poema "É noite" é ligeiramente diferente: "É curioso que toda a vida do indivíduo que ali mora, e que não sei quem é, // Atrai-me só por essa luz visitada de longe". Na expressão e que não sei quem é estão contidas duas orações: a primeira é uma oração subordinante (e que não sei) cujo verbo (saber) necessita de um complemento directo obrigatório que corresponde à segunda oração (quem é), que pode ser classificada como subordinada substantiva completiva.

A frase é complexa e a oração subordinante (e que não sei) deste pequeno excerto da frase, no âmbito dos versos transcritos (É curioso que toda a vida do indivíduo que ali mora, e que não sei quem é, atrai-me só por essa luz visitada de longe), é também uma oração subordinada relativa restritiva coordenada a outra da mesma natureza.

Para clarificar a divisão de orações, procedemos em seguida à classificação de todas as orações contidas nos dois versos de Alberto Caeiro e respectivas funções sintácticas (é de sublinhar que uma oração subordinada pode conter várias orações e dentro dela pode haver uma oração subordinante em relação às que dela dependem):
1. [É curioso] oração subordinante.
2. [que toda a vida do indivíduo que ali mora, e que não sei quem é, atrai-me só por essa luz visitada de longe] oração subordinada completiva com função de sujeito (este sujeito frásico não é muito evidente, mas pode ser testado com a concordância verbal; ex.: isso é curioso; essas coisas são curiosas).

2.1 [que toda a vida do indivíduo atrai-me só por essa luz visitada de longe] oração subordinante (relativamente às orações que dela dependem).
2.1.1 [que ali mora] oração subordinada relativa restritiva (isto é, fornece informação que restringe o antecedente indivíduo).
2.1.2 [e que não sei quem é] oração subordinada relativa explicativa (isto é, fornece informação adicional sobre o antecedente indivíduo) coordenada à oração relativa restritiva.
2.1.2.1 [e que não sei] oração subordinante (relativamente à oração que dela depende).
2.1.2.2 [quem é] oração subordinada completiva com função de complemento directo.

pub

Palavra do dia

ra·vi·o·lo ra·vi·o·lo


(italiano raviolo)
nome masculino

1. [Culinária]   [Culinária]  Pequeno pastel, geralmente quadrado, de massa alimentícia com recheio finamente picado.


raviolos
nome masculino plural

2. [Culinária]   [Culinária]  Prato confeccionado com essa massa. = RAVIÓIS


SinónimoSinônimo Geral: RAVIÓLI

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/estas [consultado em 19-09-2021]