Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

esquecer

esqueceresquecer | v. tr. | v. intr. | v. pron.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

es·que·cer |è...ê|es·que·cer |è...ê|

- ConjugarConjugar

verbo transitivo

1. Fazer com que (alguma coisa) saia da lembrança (própria ou alheia).

2. Pôr em esquecimento; desprezar; omitir.

verbo intransitivo

3. Sair da memória.

4. Não se lembrar.

5. Deixar (alguma coisa por esquecimento ou descuido em alguma parte).

6. Perder a sensibilidade.

verbo pronominal

7. Não se lembrar.

8. Perder a lembrança.

9. Ter (algum sentido) enlevado.

10. Obrar de modo pouco em harmonia (com a sua pessoa ou dignidade).


Ver também resposta à dúvida: pronúncia de esquecer.
pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "esquecer" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Esta palavra em blogues

Ver mais

...o cardeal Becciu de todas as suas funções - a principal, é preciso não esquecer , é que ele era o presidente do departamento do Vaticano que se encarrega...

Em portugal contempor

esquecer da agricultura familiar..

Em Caderno B

Ao Canadá especificamente, não se pode esquecer dos dois encontros com os povos indígenas durante sua viagem

Em Blog da Sagrada Família

...irritar-se por que enquanto for líder do PSD, já percebemos isso, não consegue fazer esquecer esse facto..

Em www.ultraperiferias.pt

...solo algarvio, Amorim aproveitou para trabalhar e assimilar processos a nível da tática, sem esquecer , claro, a

Em Fora-de-jogo
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Nesta locução latina, qual das formas está correta: "status quo" ou "statu quo"?
A grafia correcta, atestada pelos principais dicionários de língua portuguesa, é statu quo e significa “o estado das coisas em determinado momento”. Esta locução, que se fixou por influência da área diplomática, é redução da expressão latina in statu quo ante que significa “no estado em que se encontrava antes”.

Em português (e em outros idiomas como o francês ou o espanhol), a locução statu quo perdeu o valor adverbial latino e adquiriu valor de substantivo (ex.: A manifestação não representa uma ruptura do statu quo), o que pode estar na origem do aparecimento da forma status quo.

Em latim (e noutras línguas declináveis, como o alemão ou o russo) as funções sintácticas são assinaladas morfologicamente: as diferentes desinências da palavra indicam se ela está a ser usada na posição de sujeito (através do caso nominativo, como em status), de complemento directo (através do caso acusativo, como em statum), de complemento indirecto (através do caso dativo, como em statui), de complemento circunstancial (através do caso ablativo, como em statu), etc. Assim, como a locução passou a ter valor de substantivo, a forma status quo, difundida maioritariamente pelo inglês, e considerada preferencial apenas pelo Novo Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa (Curitiba: Positivo, 2004), transmitiria essa mudança de significado, já que statu significa “no estado” e não “o estado”. Esta justificação é questionável porque (i) estamos perante a redução de uma outra locução latina, em que há exigência de ablativo após a preposição latina in (“em”), e porque (ii) existem outros casos de palavras e expressões latinas que se fixaram como substantivos no português com a forma de casos que não o nominativo. Exemplos disso são a expressão anno Domini (literalmente, “no ano do Senhor”) que se usa para referir a era cristã, sendo composta pelo ablativo de annus “ano” e pelo genitivo de dominus “senhor”, bem como a palavra quórum, de quorum, genitivo masculino plural do pronome relativo qui, quae, quod “que”.

A locução statu quo não deve porém ser confundida com a palavra isolada status, que significa (i) “estatuto” (ex.: A categoria do trabalhador corresponde ao seu status na empresa) e (ii) “prestígio” (ex.: Exibia nas festas os símbolos do status recém-adquirido por casamento).




Existe, na língua portuguesa, a palavra infologia? Em caso afirmativo,com que significado? E onde poderei encontrar referências a tal palavra?
A palavra infologia não se encontra registada em nenhum dicionário de língua portuguesa por nós consultado. No entanto, pesquisas em motores de busca da Internet revelam dois tipos de ocorrências desta palavra em páginas portuguesas: ocorrências como nome de um programa informático de uma empresa de software (ex.: Possui sólidos conhecimentos de Informática, nomeadamente de Access, Excel, e Infologia) e ocorrências como disciplina dos currículos escolares de vários institutos (ex.: No segundo semestre vou leccionar Infologia no curso de Administração e Marketing). Este último tipo de ocorrências não é suficientemente esclarecedor, mas aponta para a presença do neologismo infologia, formado a partir de info- (elemento que exprime a noção de informação) + -logia (elemento que exprime a noção de estudo). Para mais esclarecimentos sobre esta palavra, sugerimos o contacto com algum instituto de formação (por exemplo, o Instituto Politécnico de Leiria) que inclua a cadeira de infologia nos seus currículos.
pub

Palavra do dia

lha·nu·ra lha·nu·ra


(lhano + -ura)
nome feminino

1. [Pouco usado]   [Pouco usado]  Qualidade do que é sincero, despretensioso ou amável. = LHANEZA

2. [Pouco usado]   [Pouco usado]  Superfície plana. = PLANURA

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/esquecer [consultado em 12-08-2022]