Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
espécieespécie | s. f. | s. f. pl.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

es·pé·ci·e es·pé·ci·e
substantivo feminino

1. Subdivisão que abrange todos os seres ou indivíduos que se distinguem dos restantes por um carácter específico que só a eles é comum.

2. Casta, género, sorte.

3. Classe, qualidade.

4. Índole, carácter, condição.

5. Caso especial.

6. Aparência.

7. Informação, notícia.

8. Especiaria; droga.

9. Moeda metálica.

10. Géneros alimentícios (dados em pagamento).

11. Amêndoa pisada com cravo-da-índia, canela, etc.


espécies
substantivo feminino plural

12. [Farmácia]   [Farmácia]  Mistura, em partes iguais, de substâncias vegetais, secas, que têm as mesmas propriedades terapêuticas.


causar espécie
O mesmo que fazer espécie.

fazer espécie
Provocar incómodo ou estranheza (ex.: não me fez espécie andar de metro).

sob espécie
Disfarçadamente; sob o pretexto de.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "espécie" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Deparei-me com um problema linguístico ao qual não sei dar resposta. Como se deve escrever: semi sombra, semisombra, semi-sombra ou semissombra?
A grafia correcta é semi-sombra, se estiver a utilizar a ortografia segundo o Acordo Ortográfico de 1945, isto é, anterior ao Acordo Ortográfico de 1990. Segundo o Acordo de 1945, na base XXIX, e segundo o Vocabulário da Língua Portuguesa, de Rebelo Gonçalves, o prefixo semi- só se escreve com hífen quando a palavra que se lhe segue começa por h (ex.: semi-homem), i (ex.: semi-inconsciente), r (ex.: semi-racional) ou s (ex.: semi-selvagem). Já o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa, da Academia Brasileira de Letras, acrescenta que este prefixo é grafado com hífen sempre que a palavra que se lhe segue começa por qualquer vogal. Daí a divergência na escrita entre a norma portuguesa (ex.: semiaberto, semiesfera, semioficial, semiuncial) e a norma brasileira (ex.: semi-aberto, semi-esfera, semi-oficial, semi-uncial).

Se, porém, estiver a utilizar a grafia segundo o Acordo Ortográfico de 1990, a grafia correcta é semissombra. Segundo este acordo, na sua Base XVI, não se emprega o hífen "nas formações em que o prefixo ou falso prefixo termina em vogal e o segundo elemento começa por r ou s, devendo estas consoantes duplicar-se" (ex.: semirracional, semissegredo). Ainda segundo esta mesma base, deixa de haver divergência entre a norma portuguesa e a brasileira, pois apenas deverá ser usado o hífen quando a palavra seguinte começa por h (ex.: semi-histórico) ou pela mesma vogal em que termina o prefixo (ex.: semi-internato) e não quando se trata de vogal diferente (ex.: semiautomático).




Não há qualquer erro ou falta em ortografia se continuarmos a escrever da mesma forma que anteriormente a este acordo, certo?
Durante o período de transição previsto em Portugal para aplicação do Acordo Ortográfico de 1990, que termina em 2015 (cf. http://blogue.priberam.pt/2010/09/entrada-em-vigor-do-acordo-ortografico.html), o utilizador da língua pode optar por utilizar a nova ortografia ou não, sem que se lhe possa apontar qualquer erro ortográfico relativamente à sua opção (a não ser, por exemplo, a falta de coerência quando misturar as duas ortografias).

No entanto, em contexto escolar, e dependendo das directrizes do Ministério da Educação (o Acordo Ortográfico de 1990 começa a ser aplicado no ano lectivo de 2011/2012), poderá haver sinalização de erro quando os alunos forem avaliados em relação aos conhecimentos da nova ortografia.

Após o período de transição, e quando houver uma generalização da nova ortografia, a noção geral de erro ortográfico vai abranger formas que actualmente são práticas correntes (ex.: acto, acção), da mesma forma que hoje em dia são considerados erros ortográficos práticas alteradas pelo Acordo de 1945 (ex.: aflicção, producto) ou pela alteração ortográfica de 1973 (ex.: pràticamente, sòzinho).

pub

Palavra do dia

ma·ca·co·a |ô| ma·ca·co·a |ô|
(macaco + -oa)
substantivo feminino

1. [Informal]   [Informal]  Doença pouco grave. = ACHAQUE

2. [Informal]   [Informal]  Doença sem causa conhecida.

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/esp%C3%A9cie [consultado em 14-12-2019]