Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
energiaenergia | s. f.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

e·ner·gi·a e·ner·gi·a
(grego enérgeia, -as)
substantivo feminino

1. [Física]   [Física]  Capacidade que um corpo ou um sistema físico tem de produzir trabalho (símbolo: E).

2. Fonte energética, como electricidade, calor ou luz, que permite o funcionamento de algo (ex.: energias renováveis).

3. O mesmo que energia eléctrica (ex.: o corte de energia deixou a cidade às escuras).

4. [Figurado]   [Figurado]  Maneira vigorosa de agir, de dizer ou de querer; força anímica (ex.: respondeu às críticas com energia). = FIRMEZA, SEGURANÇA

5. [Figurado]   [Figurado]  Vitalidade física (ex.: a energia das crianças parece inesgotável). = VIGOR


energia atómica
[Física nuclear]   [Física nuclear]  O mesmo que energia nuclear.

energia eléctrica
[Física]   [Física]  Energia fornecida sob a forma de corrente eléctrica.

energia nuclear
[Física nuclear]   [Física nuclear]  Energia libertada pela desintegração de núcleos de átomos; energia atómica.

Confrontar: enargia.
pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "energia" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Usa-se crase na frase "Atendimento a grupos"?
Na expressão atendimento a grupos não deverá usar a crase.

A crase é a contracção de duas vogais iguais, na maioria dos casos, contracção da preposição a com o artigo definido a quando este precede um substantivo feminino (ex.: devolveu o livro à colega) e com a locução relativa a qual (ex.: esta é a colega à qual ele devolveu o livro). Há também locuções fixas que contêm crase, onde se pode subentender o substantivo feminino moda ou maneira (ex.: cozido à portuguesa = cozido à [moda/maneira] portuguesa). Não poderá usar a crase numa expressão como atendimento a grupos, pois grupos é um substantivo masculino plural e não poderia ser antecedido do artigo definido feminino a.

Normalmente, não se usa a crase antes de nome masculino, como é o caso (ex.: atendimento a grupos), de artigo indefinido (ex.: atendimento a uma clientela), de forma verbal (ex.: esteve a atender) ou de topónimos que não precisam de artigo (ex.: chegou a Brasília). Há ainda locuções fixas que não contêm crase (ex.: estavam frente a frente).




Actualmente, é mais correcto escrever-se num texto em português:
toilette (estrangeirismo), toilete ou tualete?
A questão levantada coloca um problema, recorrente nos utilizadores e nos dicionários de língua portuguesa, que diz respeito à adaptação de estrangeirismos.

Dos aportuguesamentos do galicismo toilette, o mais conforme às regras da língua portuguesa é toalete, registado também no Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa (edição brasileira da Editora Objetiva, 2001; edição portuguesa do Círculo de Leitores, 2002). A forma toilete surge averbada no Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea (Academia das Ciências/Verbo, 2001) e no Grande Dicionário da Língua Portuguesa (Porto Editora, 2004); no entanto esta forma é menos consensual, pois mantém o grupo vocálico oi com a pronúncia francesa /ua/, como em toalha.

Se optar pela utilização do galicismo toilette, deve fazê-lo respeitando as regras que se aplicam aos estrangeirismos em geral, isto é, escrevendo em itálico, para realçar que se trata de palavra estrangeira adoptada pelo português.

pub

Palavra do dia

la·ti·ni·par·la la·ti·ni·par·la
(latim + forma do verbo parlar)
substantivo de dois géneros

[Depreciativo]   [Depreciativo]  Pessoa que faz alarde de saber latim.

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/energia [consultado em 19-02-2019]