Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

electrizam

3ª pess. pl. pres. ind. de electrizareletrizareletrizar
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

e·lec·tri·zar |lèt|e·le·tri·zar |lè|e·le·tri·zar |lè|

- ConjugarConjugar

verbo transitivo

1. Desenvolver ou comunicar propriedades eléctricas em, ou transmiti-las.

2. [Figurado]   [Figurado]  Impressionar vivamente; exaltar; entusiasmar.

verbo pronominal

3. [Figurado]   [Figurado]  Entusiasmar-se; excitar-se.


• Grafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990: eletrizar.
• Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: electrizar.


• Grafia no Brasil: eletrizar.

• Grafia em Portugal: electrizar.
pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "electrizam" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Anagramas

Esta palavra em blogues

Ver mais

e electrizam qualquer sala por onde entrem..

Em Wrestling Noticias

Para mais, a eleição e a visita do Papa João Paulo II electrizam os polacos: “Não tenhais medo..

Em memoriaspoliticas.blogs.sapo.pt
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Gostaria de saber se a palavra meta informação leva hífen ou não, dado que meta termina em vogal e informação começa igualmente por vogal.
A palavra metainformação deverá ser escrita sem hífen e sem espaço entre os elementos que a compõem. O novo Acordo Ortográfico não altera a grafia desta palavra.

Com o Acordo de 1990, há, no entanto, uma alteração ortográfica que afecta este elemento meta-.
Segundo a interpretação do Acordo de 1945 de Rebelo Gonçalves, que é uma referência incontornável para a lexicografia portuguesa, este elemento prefixal não deve ser seguido de hífen em nenhuma circunstância (ex.: metacromatismo, metassíncrise).
Segundo o Acordo Ortográfico de 1990, na Base XVI, o prefixo meta- deverá ser seguido de hífen apenas se a palavra seguinte começar pela mesma vogal em que termina, isto é, por a (ex.: meta-análise), ou por h (ex.: meta-história).




Porque é que há uma insistência tão grande em dizer deslargar, destrocar, etc? Há alguma razão que eu desconheça? Na minha modesta opinião estas palavras são insultos à nossa bela língua portuguesa. Estarei certa?
O prefixo des-, para além de exprimir as noções de afastamento (ex.: desabafar, deslocar), negação ou privação (ex.: desacordar, desagradável), cessação (ex.: desimpedir, desacelerar) ou separação (ex.: descascar, desfolhar), é também utilizado na língua portuguesa como partícula de reforço. Assim, poderá encontrar em dicionários de português palavras como desabalar, destrocar ou desinquieto, registadas devido à sua frequência, apesar de serem geralmente aceitáveis apenas em contextos mais informais e na oralidade. O falante deverá sempre adequar a utilização destas palavras ao nível de língua apropriado.

Existem outros prefixos na língua com esta função de reforço. São os chamados prefixos protéticos, porque não acrescentam valores semânticos às palavras às quais se apõem (ex.: amostrar, assoprar).

pub

Palavra do dia

pro·pri·a·gem pro·pri·a·gem


(redução de apropriagem)
nome feminino

1. [Chapelaria]   [Chapelaria]  Trabalho de acabamento do chapéu, depois da preparação do feltro ou da tintura. = APROPRIAGEM

2. [Chapelaria]   [Chapelaria]  Oficina onde se preparam chapéus.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/electrizam [consultado em 27-01-2022]