Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

dano

dano-dano- | elem. de comp.
danodano | n. m.
danodano | adj. n. m.
1ª pess. sing. pres. ind. de danardanar
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

dano- dano-


(latim dani, -orum, dinamarqueses)
elemento de composição

Exprime a noção de dinamarquês, precedendo muitas vezes outros nomes de povos (ex.: dano-norueguês).


da·no da·no 1


(latim damnum, -i)
nome masculino

1. Estrago; prejuízo.

2. Prejuízo sofrido ou causado por alguém (ex.: danos físicos; danos morais; danos patrimoniais).

3. [Teologia católica]   [Teologia católica]  Privação da vista de Deus que sofrem os condenados no Inferno.


perdas e danos
O que se perdeu e os prejuízos resultantes da falta do perdido.


da·no da·no 2


(latim dani, -orum)
adjectivo e nome masculino
adjetivo e nome masculino

Relativo a ou natural, habitante ou cidadão da Dinamarca. = DINAMARQUÊS


da·nar da·nar

- ConjugarConjugar

(latim damno, -are, danificar, condenar, censurar, julgar)
verbo transitivo

1. Danificar, perverter, estragar.

2. Tornar hidrófobo.

3. [Pouco usado]   [Pouco usado]  Condenar ao inferno.

verbo transitivo e pronominal

4. [Figurado]   [Figurado]  Deixar ou ficar irritado ou zangado. = IRRITAR, ZANGAR

verbo pronominal

5. [Brasil]   [Brasil]  Ir-se embora.

6. [Brasil]   [Brasil]  Ir para. = DIRIGIR-SE

verbo auxiliar

7. [Brasil]   [Brasil]  Começar a.


e danou-se
[Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]  Usa-se para indicar quantidade ou número indeterminado que excede um número redondo. = E LÁ VAI FUMAÇA, E LÁ VAI PEDRA

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "dano" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Anagramas

Esta palavra em blogues

Ver mais

...Interpor-se, Tomar iniciativa PODERES Asas: Voo 8 (Falha: Asas) • 8 pontos Rajada Sônica: Dano 10 (Descritor sônico - Extra: Distância aumentada/À distância, Área/Cone) – EA: Rajada Atordoante –...

Em confrariadearton.blogspot.com

...roube a língua de um dragão ou mephit e apenas altere os dados de dano e o tipo de energia para se adequar à sua nova criatura..

Em confrariadearton.blogspot.com

...esses continuam imunes a "julgamentos" na praça pública e, aparentemente, isentos de culpa no dano provocado à carteira dos contribuintes..

Em O INDEFECTÍVEL

uma equipe de engenheiros da Boeing avaliou a aeronave e determinou que o dano era limitado e adequado para reparo..

Em NOTÍCIAS SOBRE AVIAÇÃO AVIATION NEWS

Características: Visão no escuro de 180m, escuro, redução de dano sem tipo de pelo menos 10, cura rápida de seu ND ou regeneração de...

Em confrariadearton.blogspot.com
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Em expressões como não análise, não excedente, não conhecimento, não aceitação, não provimento, etc., quando deve ser utilizado, ou não, o hífen?
A utilização do hífen em casos semelhantes aos apresentados é possível e até muito usual.

A palavra não, por se tratar de um advérbio, é uma palavra invariável usada geralmente para modificar um verbo (ex.: não comi), um adjectivo (ex.: pessoa não competente), outro advérbio (ex.: agindo não eficazmente) ou uma frase (ex.: não podemos deixar-nos adormecer) mas em geral não modifica substantivos. Por este motivo, é comum ligar este advérbio por hífen a um substantivo que se lhe segue, mas tal procedimento não é obrigatório, nem é regulado por qualquer indicação nos textos legais em vigor para a língua portuguesa.

O que é dito sobre o hífen no Acordo Ortográfico de 1945 (válido para o português europeu, mas muito semelhante ao que é dito no Formulário Ortográfico de 1943, válido para o português do Brasil) é bastante vago e nada esclarecedor sobre este assunto: “Emprega-se o hífen nos compostos em que entram, foneticamente distintos (e, portanto, com acentos gráficos, se os têm à parte), dois ou mais substantivos, ligados ou não por preposição ou outro elemento, um substantivo e um adjectivo, um adjectivo e um substantivo, dois adjectivos ou um adjectivo e um substantivo com valor adjectivo, uma forma verbal e um substantivo, duas formas verbais, ou ainda outras combinações de palavras, e em que o conjunto dos elementos, mantida a noção da composição, forma um sentido único ou uma aderência de sentidos.” (Base XXVIII [sublinhado nosso]).

O Acordo Ortográfico de 1990 não altera nada a este respeito.

O uso do hífen coloca então muitas dúvidas aos utilizadores da língua, pois não obedece geralmente a critérios lógicos, mas antes a convenções e muitas vezes é justificado devido à tradição de registo em dicionários de língua que funcionam como referência. Neste âmbito, surgem em muitos dicionários entradas com o elemento não- seguido de adjectivos, substantivos e verbos, mas como, em teoria, qualquer palavra de uma destas classes poderia ser modificada pelo advérbio não, o registo de todas as formas possíveis seria impraticável e de muito pouca utilidade para o consulente.

Em conclusão, podemos afirmar que o uso do hífen é possível para ligar o advérbio não a um substantivo; o uso do hífen para ligar o advérbio não a classes que são habitualmente modificadas por advérbios (verbos, adjectivos, advérbios) parece ser desnecessário, dadas as características da classe adverbial, mas nada o impede.




Em época de Natal gostava que me pudessem esclarecer qual o plural de Pai Natal.
Na locução pai natal, se se considerar o segundo elemento (natal) como substantivo, deverão ser admitidos dois plurais (pais natal e pais natais). Se natal for tomado como adjectivo, então este deverá concordar em número com o primeiro elemento da locução (pais natais). A primeira hipótese parece mais provável, já que se nos afigura pouco lógico que natal nesta locução seja um qualificador de pai com as acepções habituais desse adjectivo (“relativo ao nascimento” e “onde ocorre nascimento”). Parece mais provável que natal seja uma referência directa à época em que se comemora o nascimento de Jesus Cristo, pelo que deverá ser tomado como substantivo, permitindo, tal como nas palavras hifenizadas formadas por dois substantivos, a dupla pluralização.

O plural não é utilizado quando nos referimos à personagem com origem na lenda de São Nicolau (neste caso a locução deverá ser escrita com maiúsculas, isto é, Pai Natal), mas apenas quando queremos designar várias pessoas vestidas como o Pai Natal (neste caso a locução deve ser escrita com minúsculas, ou seja, pais natal ou pais natais).

pub

Palavra do dia

za·gai·ar za·gai·ar

- ConjugarConjugar

(zagaia + -ar)
verbo transitivo

1. Arremessar zagaia, tipo de lança curta.

2. Ferir ou matar com esse tipo de lança.

verbo transitivo e intransitivo

3. [Pesca]   [Pesca]  Pescar com zagaia, tipo de engodo artificial.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/dano [consultado em 27-09-2021]