Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub

corrida

corridacorrida | n. f. | n. f. pl.
fem. sing. part. pass. de corrercorrer
fem. sing. de corridocorrido
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

cor·ri·da cor·ri·da


(feminino de corrido, particípio de correr)
nome feminino

1. Acto de correr.

2. Correria.

3. Caminho, distância a percorrer.

4. [Tauromaquia]   [Tauromaquia]  O mesmo que corrida de touros.

5. Afluência súbita de indivíduos ou entidades que competem pela obtenção de algo (ex.: corrida ao armamento).

6. Percurso de um carro de praça entre dois pontos.

7. Prova desportiva que designa o mais rápido.


corridas
nome feminino plural

8. Carreiras de cavalos ao desafio.

9. [Antigo]   [Antigo]  Correria.

10. Saque.


corrida à corda
[Tauromaquia]   [Tauromaquia]  Tourada em que as investidas do touro são controladas por homens que seguram uma corda comprida amarrada ao pescoço do animal, que é largado para um percurso curto numa rua ladeada de público. = TOURADA À CORDA

corrida de estafetas
[Portugal]   [Portugal]   [Desporto]   [Esporte]  Prova desportiva em que os elementos da mesma equipa se revezam durante o percurso. (Equivalentes no português do Brasil: corrida de revezamento, prova de revezamento.) = ESTAFETA, PROVA DE ESTAFETAS

corrida de revezamento
[Brasil]   [Brasil]   [Desporto]   [Esporte]  O mesmo que corrida de estafetas. = PROVA DE REVEZAMENTO, REVEZAMENTO

corrida de touros
[Tauromaquia]   [Tauromaquia]  Espectáculo que decorre num recinto público cercado, no qual toureiros e cavaleiros incitam um touro bravo a lutar até à morte, que pode ou não acontecer na arena.Ver imagem = CORRIDA, TOURADA

de corrida
De modo apressado (ex.: a visita, de corrida, terminou com um cafezinho).


cor·rer |ê|cor·rer |ê|

- ConjugarConjugar

(latim curro, -ere)
verbo intransitivo

1. Ir com velocidade (diz-se de pessoas, animais e coisas).

2. Sair em corrente.

3. Passar, ir passando.

4. Efectuar-se; realizar-se.

5. Estender-se.

6. Ter curso.

7. Procurar com empenho.

8. Fluir, derramar-se.

9. Divulgar-se, propalar-se.

10. [Direito]   [Direito]  Estar afecto.

verbo transitivo

11. Percorrer.

12. Fazer passar ligeiramente.

13. Fazer deslizar.

14. Estar arriscado a.

15. Expulsar.

16. [Portugal]   [Portugal]   [Informática]   [Informática]  Processar comandos de um programa ou operações de um algoritmo (ex.: correr rotinas; correr uma aplicação). [Equivalente no português do Brasil: rodar.] = EXECUTAR

17. [Portugal: Açores]   [Portugal: Açores]  Utilizar um ferro de engomar para alisar a roupa (ex.: correr a roupa). = ENGOMAR, PASSAR

verbo pronominal

18. Circular; espalhar-se; envergonhar-se; dizer-se.

nome masculino

19. Acto de correr.

20. Acto de passar (ex.: o correr dos anos é implacável).

21. Renque, série.


a correr
Muito depressa.

correr a
Apressar-se a.

correr com
Expulsar.


cor·ri·do cor·ri·do


(particípio de correr)
adjectivo
adjetivo

1. Que correu ou que se correu.

2. Que passou ou decorreu (ex.: os anos corridos só aumentaram a amizade).

3. Que é usado ou gasto (ex.: roupas muito corridas).NOVO

4. Que é experiente ou viajado.

5. Que se prolonga no comprimento (ex.: banco corrido; mesa corrida; tábua corrida; varanda corrida).

6. Que foi perseguido ou caçado (ex.: coelhos corridos).

7. Que sente vergonha ou humilhação. = ENVERGONHADO, HUMILHADO, VEXADO

nome masculino

8. [Informal]   [Informal]  Galo que, numa rinha, é vencido e foge.

9. [Brasil]   [Brasil]  Espécie de cascalho.

10. [Brasil]   [Brasil]   [Música]   [Música]  Cantiga com estrofes curtas e refrão, cantada pelos capoeiristas.

11. [Brasil]   [Brasil]   [Música]   [Música]  Variedade de samba de roda sem refrão.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "corrida" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Anagramas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


É correcta a frase As PME's enfrentam dificuldades? Existe plural de PALOP e de TIC?
A flexão das siglas e dos acrónimos coloca frequentemente dúvidas aos utilizadores da língua, assim como a flexão das abreviaturas e dos símbolos. Neste contexto, é útil esclarecer cada um destes termos, para poder obter uma resposta coerente às dúvidas sobre flexão em número.

Uma sigla é um conjunto formado pelas letras iniciais de várias palavras (ex.: PME = Pequena e Média Empresa), usado como uma única palavra pela soletração das letras que o compõem (ex.: P = [pe], M = [Èmi], E = [È]); como tal, pode também corresponder ao plural de uma ou mais dessas palavras, sem que as iniciais se alterem (ex.: EUA, por exemplo, é uma sigla que corresponde a um plural, Estados Unidos da América, sem que seja necessário uma marca dessa flexão). Por este motivo, não haverá razão lógica para acrescentar um esse (-s) às siglas referidas: deverá escrever-se os CD (os Compact Discs) ou as PME (as Pequenas e Médias Empresas).

Um acrónimo é um conjunto formado pelas letras iniciais de várias palavras (ex.: EPAL), usado como uma única palavra e pronunciado não pela soletração de cada uma das letras, como as siglas, mas de forma contínua, como um nome comum (ex.: EPAL lê-se [È'pal] e não [Èpea'Èli]). Assim, pelo mesmo motivo apontado para as siglas, deverá escrever-se os PALOP (os Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa) ou as TIC (as Tecnologias de Informação e Comunicação). Ainda em relação aos acrónimos, deve dizer-se que estes se transformam por vezes em nomes comuns (ex.: sida < Síndrome de Imunodeficiência Adquirida, cedê < CD < Compact Disc), obedecendo às regras gerais de ortografia e assumindo então as regras gerais de flexão (ex.: A sida em África é diferente das outras sidas?; Comprou vários cedês.).

Uma abreviatura corresponde a uma letra ou a um conjunto de letras que faz parte de uma palavra e a representa na escrita (ex.: Dr. < Doutor), mas que não tem em geral um correspondente fonético (a abreviatura Dr. ler-se-á doutor e não como [dri] ou com soletração das letras [de'ÈRi]), sendo que muitas vezes estas abreviaturas admitem as marcas de flexão, entendendo-se que constituem abreviaturas de palavras diferentes (ex.: Dr.ª, Dr.as).

Um símbolo corresponde a uma letra ou a um conjunto de letras que estabelece, geralmente por convenção, uma relação de correspondência com uma unidade de medida (km = quilómetro(s); V = volt(s); Y = ítrio) ou um conceito (cos = cosseno, SO = sudoeste), não havendo geralmente um correspondente fonético (ex.: V ler-se-á volt), nem marcação de flexão (ex.: corrente de 220V ler-se-á volts), pois trata-se muitas vezes de símbolos estabelecidos internacionalmente ou com um valor bastante difundido, nomeadamente em áreas científicas, e têm de ser únicos e unívocos.

No caso das siglas, acrónimos e abreviaturas, é muito usual o uso das marcas de flexão em alguns casos, nomeadamente com adjunção de -s no final (ex.: PMEs). Tal uso, não sendo proscrito pelas regras de ortografia portuguesa (o acordo ortográfico em vigor é omisso nesse aspecto), carece de motivo lógico, como acima foi defendido e obrigaria, por exemplo, no caso de se considerar que se trata de uma aplicação das regras gerais de flexão, a adaptações ortográficas no caso de siglas ou acrónimos terminados em consoantes (ex.: PALOPes).

O apóstrofo ou a plica antecedendo o -s (ex.: *PME’s) não deverá ser usado, pois não é um mecanismo de flexão da língua portuguesa.




Por favor, devo escrever monitoramento, monitoração, monitorizamento ou monitorização?
Todas as formas que menciona estão correctas do ponto de vista morfológico, sendo nominalizações possíveis dos verbos monitorar (monitoração, monitoramento) e monitorizar (monitorização, monitorizamento). Por sua vez, estes verbos provêm do mesmo étimo, o substantivo monitor, embora através de sufixos diferentes, -ar (monitorar) e -izar (monitorizar), ambos muito produtivos.

Do ponto de vista semântico também não há incorrecções a apontar, já que as formas monitorar / monitoração / monitoramento e as formas monitorizar / monitorização / monitorizamento são sinónimas entre si. No entanto, pesquisas em corpora e em motores de busca da Internet revelam que a forma monitorar e os seus derivados são mais frequentes no português do Brasil e que a forma monitorizar e os seus derivados são mais frequentes no português de Portugal. As pesquisas revelam ainda que o substantivo mais usado no Brasil é monitoramento e que o substantivo equivalente mais usado em Portugal é monitorização.

pub

Palavra do dia

or·ni·to·fi·li·a or·ni·to·fi·li·a


(ornito- + -filia)
nome feminino

1. Interesse, geralmente amador, pela observação e pelo estudo das aves.

2. [Botânica]   [Botânica]  Polinização das flores feita por aves.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/corrida [consultado em 15-05-2021]