Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

compadre-do-azeite

compadre-do-azeitecompadre-do-azeite | n.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

compadre-do-azeite compadre-do-azeite


nome

(A definição desta palavra estará disponível brevemente. Envie comentários ou sugestões para dicionario@priberam.pt)
pub

Parecidas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais

, também, de apresentar o festival, que conheci em 1998 com o meu compadre ricardo, à pessoa com quem pretendo partilhar tudo até ao meu último suspiro. Um triunvirato inolvidável: o verde vivo do minho, uma espantosa banda e o coração cheio, a verter felicidade, emoção e, acima de tudo, muito amor! Em

Em nuvens da alma

e tal anos atrás quando se iniciaram as obras do “reforço da luz” á beira do “caminho do cantinho” abaixo da casa do “mudinho do Vieira” ( compadre de meu pai). Era como se outro mundo estivesse a nascer! Estava ansioso por ver luz na estrada como já havia desde o Lombo do Curral até ao “ lombado da

Em berdades da Boca P'ra Fora

SINTRA, 13 de abril de 2018 Querida Rosa Morena, Querida Doralice, Ontem, depois do jantar, estávamos, eu, o teu avô Rui e a tua avó Isabel, a ler as notícias nos jornais, ou a ver as que passavam na televisão aquela hora. Nós não vemos muita televisão, preferimos antes um bom teatro, um bom filme

Em Aliás

, bom homem! - Disse o estudante. - O que lhe peço é que me solte e me deixe ir embora, em paz. O pobre azeiteiro soltou o estudante, deixou-o ir embora e lamentou-se porque já não podia vender o azeite . Então, foi pedir dinheiro a um compadre para ir à feira comprar outro burro. Quando lá chegou

Em picodavigia2.blogs.sapo.pt

lhe queria tanto como a comida quer o sal, e que depois de sofrer tanto nunca se queixara da injustiça de seu pai. Maria dos Anjos Ferreira HISTORIA DO COMPADRE POBRE E DO COMPADRE RICO Adolfo Coelho Moravam n’uma aldea dois compadres. Um era pobre e o outro rico, mas muito miseravel. N’aquella terra

Em grande-idade.blogs.sapo.pt
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Gostaria de tirar uma dúvida sobre a grafia da cidade marroquina de Marraqueche. Gostaria ainda de saber se está correcto escrever assim sem antepor artigos a todos estes países: ...designadamente França, Itália, Espanha, Malta...
A grafia do topónimo marroquino deveria ser, segundo Rebelo Gonçalves no Vocabulário da Língua Portuguesa de 1966, Marráquexe, mantendo a acentuação esdrúxula da língua de origem. Podemos no entanto verificar, através de pesquisas em corpora e motores de busca, que esta forma é muito pouco usada em português, sendo a forma Marraquexe muito mais usual (esta acentuação grave é considerada por alguns um galicismo, mas na verdade aproxima-se também da acentuação mais regular do português).

Em relação ao uso de artigo antes de certos topónimos, ela é discutível e é difícil encontrar critérios coerentes que a regulem, mas em enumerações como a que refere é muito normal não haver utilização de artigo (ex.: Diversos países assinaram o acordo, designadamente França, Itália, Espanha e Malta). Noutros contextos, as gramáticas são pouco claras, pois é difícil estabelecer critérios exaustivos. Os países referidos, porém, surgem frequentemente na lista de topónimos que no português de Portugal dispensam artigo (ex.: Ele está em França; Foi a Malta nas férias) ao contrário de outros que o exigem (ex.: Ele está no Brasil; Foi à Argentina nas férias).




Posso utilizar a expressão e/ou em um texto formal? Se não, como escrevê-la? Posso escrever e ou ou e, ou?
As palavras e e ou são conjunções coordenativas, isto é, relacionam termos que podem ter a mesma função na frase (ex.: vou comprar umas calças azuis e brancas; vou comprar umas calças azuis ou brancas), sendo que a conjunção e indica adição (ex.: calças azuis e brancas) e a conjunção ou indica alternativa (ex.: calças azuis ou brancas).

A expressão e/ou é utilizada para exprimir de maneira económica e clara três hipóteses, duas delas contidas numa alternativa (uma coisa ou outra) e a outra contida numa adição (uma coisa e outra). Por exemplo, numa frase como todos os utilizadores têm o direito de rectificação e/ou eliminação dos seus dados pessoais, o texto destacado indica que é possível 1) a rectificação dos seus dados pessoais, 2) a eliminação dos seus dados pessoais, 3) a rectificação dos seus dados pessoais e a eliminação dos seus dados pessoais. Os pontos 1) e 2) estão contidos na alternativa com ou e o ponto 3) está contido na adição com e.

Não há qualquer motivo para a não utilização desta expressão num texto formal. A barra indica opcionalidade entre o e e o ou: rectificação e/ou eliminação dos seus dados pessoais = rectificação e eliminação dos seus dados pessoais / rectificação ou eliminação dos seus dados pessoais.

pub

Palavra do dia

su·ma·ca su·ma·ca


(neerlandês smak)
nome feminino

[Náutica]   [Náutica]  Embarcação rasa e ligeira, de dois mastros, usada especialmente na América do Sul (ex.: sumacas de cabotagem fluvial).

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/compadre-do-azeite [consultado em 29-01-2022]