Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

chifre-de-veado

chifre-de-veadochifre-de-veado | n. m.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

chi·fre·-de·-ve·a·do chi·fre·-de·-ve·a·do


nome masculino

[Botânica]   [Botânica]  Género de fetos da família das polipodiáceas (Platycerium) cujas folhas lembram galhos de veado.Ver imagem = PLATICÉRIO

Plural: chifres-de-veado.Plural: chifres-de-veado.
pub

Parecidas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais

estranhos, munidos de um único chifre e aos quais se atribuíam poderes mágicos, de cura ou de veneno mortal, conforme os casos. Aponta também a licorna, ou se se preferir o unicórnio - aqui seria interessante ver se o alquimista, em cada caso, trata a imagem como emblema do enxofre, ardente, solar e

Em Simbologia e Alquimia

massas pétreas tão pesadas? As experiências feitas em Bougon sob a direção de J. P. Mohen demonstraram que algumas centenas de homens, armados de machados de pedra e de chifre de veado , podiam perfeitamente extrair uma pedra de 30 toneladas, erguê-la e, com a ajuda de cordas, de troncos de árvores…

Em cosmosazul.blogs.sapo.pt

Unicórnio é um animal mitológico que tem a forma de um cavalo, animal fabuloso, símbolo de força e pureza, representado em ilustrações medievais com um corpo de cavalo e cabeça de veado munida de um chifre único, comprido e enroscado. https://www.camisetasdahora.com/camiseta-unicornio #amuleto

Em camisetasdahora.blogs.sapo.pt

Antes demais, venero estes chifres (ou Cornos). Venero-os desde o século passado. Continuo a venerar os chifres, os galhos. O Bosque. O Rei Veado . Claro, como obra de expressão artistica, e também na sua dimensão simbólica pagã. Nada que ver com o aspecto negativista que a religião concedeu

Em avertigemdopensamento.blogs.sapo.pt

, todos aqueles nativos pareciam ter decidido que tudo, o que quer que fosse, poderia ser feito mais eficientemente sem o uso de roupas. Até mesmo posar sobre onças de um chifre só, ou alimentar coletivamente os poucos pássaros de tamanho normal do lugar com alguma fruta imensa e estranha. Pude

Em obviousmag.org
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Inseri, no vosso corrector ortográfico, a palavra “desejante” que, há tempos, vi escrita, erradamente, em vez do adjectivo “desejoso”. Para surpresa minha, o citado corrector, no português de Portugal, não acusa o erro.
A palavra desejante, apesar de não se encontrar registada em nenhum dos dicionários de língua portuguesa à nossa disposição, está averbada no Vocabulário Ortográfico da Academia Brasileira de Letras e apresenta-se correctamente formada (através da aposição do sufixo -ante ao verbo desejar), daí a sua inclusão no léxico do corrector ortográfico do FLiP. O adjectivo desejante, cujo uso é bastante frequente (como se pode verificar através de pesquisas em corpora e motores de busca da Internet), partilha do significado do adjectivo desejoso (ex.: ela é uma pessoa desejosa de conhecimento = ela é uma pessoa desejante de conhecimento), apesar de este ser mais frequente e estar já consagrado pelo uso. Ambos resultam de processos regulares de derivação no português, pela junção, respectivamente, do sufixo -ante ao radical de um verbo e do sufixo -oso ao radical de um substantivo.



Tenho uma dúvida persistente sobre a pronúncia de algumas palavras que mudam a pronúncia do /ô/ por /ó/, como em ovo e ovos quando no plural. Existe alguma regra que me ajudaria nisto, haja visto que procurei em alguns dicionários e não encontrei referência alguma? Minhas maiores dúvidas são com respeito ao plural das palavras rosto, gostoso e aborto.

A letra o destacada em rosto(s) e em aborto(s) pronuncia-se [o] (no alfabeto fonético, o símbolo [o] lê-se ô), vogal posterior semifechada, como a letra o da primeira sílaba de boda(s). Nestes casos, e contrariamente ao caso de ovo/ovos, não existe alternância vocálica entre o singular e o plural (a este respeito, veja-se a resposta plural com alteração do timbre da vogal tónica).

No caso de gostoso, há uma ligeira diferença entre a norma portuguesa e a norma brasileira: em Portugal a primeira sílaba pronuncia-se g[u]s- e no Brasil pronuncia-se g[o]s- (lê-se ô), quer no singular quer no plural. Por outro lado, e tanto no português europeu como no brasileiro, as palavras formadas com o sufixo -oso [ozu] (lê-se ô) alteram no plural para -osos [ɔzuʃ] (lê-se ó): assim, em Portugal pronuncia-se gostoso [guʃ'tozu] no singular e gostosos [guʃ'tɔzuʃ] no plural; no Brasil lê-se gostoso [gos'tozu] no singular e gostosos [gos'tɔzus] no plural.

Existem dicionários, como o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea (Lisboa: Academia das Ciências de Lisboa/Verbo, 2001) ou o Grande Dicionário – Língua Portuguesa (Porto: Porto Editora, 2004), que possuem transcrição fonética, geralmente de acordo com a norma de Lisboa e do Centro, de quase todas as palavras a que dão entrada (no caso do Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências também são transcritos plurais com alternância vocálica ou com outras irregularidades fonéticas), pelo que poderão constituir um instrumento de apoio para a resolução de dúvidas como esta.


pub

Palavra do dia

ar·tão ar·tão


(grego ártos, -ou, bolo ou pão de farinha de trigo)
nome masculino

[Pouco usado]   [Pouco usado]  Alimento feito de massa de farinha de cereais cozida num forno. = PÃO

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/chifre-de-veado [consultado em 16-10-2021]