Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
bolsabolsa | s. f. | s. m.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

bol·sa |ô| bol·sa |ô|
(latim bursa, -ae, pele, couro)
nome feminino

1. Saquinho em que se traz dinheiro.

2. Dinheiro contido nesse saco.

3. Saco pequeno que fecha por meio de cordões embainhados na boca.

4. Cada um dos sacos dos alforges.

5. Carteira destinada a guardar documentos e pequenos objectos pessoais.

6. Saco ou recipiente destinado a guardar ou proteger determinado objecto.Ver imagem

7. Subsídio concedido a estudantes, investigadores ou artistas.

8. Estado de fortuna; recursos económicos.

9. [Anatomia]   [Anatomia]  Cavidade ou membrana em forma de saco.

10. [Anatomia]   [Anatomia]  Pele que cobre os testículos; saco escrotal. = ESCROTO

11. [Biologia]   [Biologia]  Membrana externa de alguns cogumelos.

12. [Economia]   [Economia]  O mesmo que bolsa de valores.

13. [Liturgia]   [Liturgia]  Pasta quadrangular, coberta de tecido, usada para guardar o corporal e com que o sacerdote cobre o cálice. = BURSA

nome masculino

14. O que maneja fundos comuns. = TESOUREIRO


bolsa de ar
Massa de ar que faz com que os aviões percam subitamente altitude, geralmente durante um espaço curto de tempo. = POÇO DE AR

bolsa de valores
[Economia]   [Economia]  Praça ou mercado onde se transaccionam valores mobiliários, tais como acções, obrigações, fundos públicos, etc.

bolsa marsupial
[Zoologia]   [Zoologia]  Bolsa abdominal de certos mamíferos, formada por uma prega cutânea que cobre as glândulas mamárias, onde se alojam as crias. = MARSÚPIO

bolsa seca
Bolsa vazia de dinheiro.

bolsa sinovial
Bolsa ou membrana que segrega um líquido que lubrifica as articulações.

pub

Parecidas

Palavras vizinhas

Anagramas

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Qual a pronúncia correcta da palavra sintaxe?
Assumindo que a dúvida colocada diz respeito à pronúncia da letra x da palavra sintaxe, esta deve ler-se “ss”, como na palavra próximo, e não “cs”, como na palavra axila, nem “ch”, como na palavra lixo, nem “z”, como na palavra exame.



A minha dúvida é a respeito da etimologia de determinadas palavras cuja raiz é de origem latina, por ex. bondade, sensibilidade, depressão, etc. No Dicionário Priberam elas aparecem com a terminação nominativa mas noutros dicionários parece-me que estão na terminação ablativa e não nominativa. Gostaria que me esclarecessem.
O Dicionário Priberam da Língua Portuguesa regista, por exemplo, na etimologia de bondade, sensibilidade ou depressão, as formas que são normalmente enunciadas na forma do nominativo, seguida do genitivo: bonitas, bonitatis (ou bonitas, -atis); sensibilitas, sensibilitatis (ou sensibilitas, -atis) e depressio, depressionis (ou depressio, -onis).

Noutros dicionários gerais de língua portuguesa, é muito usual o registo da etimologia latina através da forma do acusativo sem a desinência -m (não se trata, como à primeira vista pode parecer, do ablativo). Isto acontece por ser o acusativo o caso lexicogénico, isto é, o caso latino que deu origem à maioria das palavras do português, e por, na evolução do latim para o português, o -m da desinência acusativa ter invariavelmente desaparecido. Assim, alguns dicionários registam, por exemplo, na etimologia de bondade, sensibilidade ou depressão, as formas bonitate, sensibilitate e depressione, que foram extrapoladas, respectivamente, dos acusativos bonitatem, sensibilitatem e depressionem.

Esta opção de apresentar o acusativo apocopado pode causar alguma perplexidade nos consulentes dos dicionários, que depois não encontram estas formas em dicionários de latim. Alguns dicionários optam por assinalar a queda do -m, colocando um hífen no final do étimo latino (ex.: bonitate-, sensibilitate-, depressione-). Outros, mais raros, como o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa ou o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa optaram por enunciar os étimos latinos (ex.: bonitas, -atis; sensibilitas, -atis, depressio, -onis), não os apresentando como a maioria dos dicionários; o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa não enuncia o étimo latino dos verbos, referenciando apenas a forma do infinitivo (ex.: fazer < facere; sentir < sentire).

pub

Palavra do dia

as·sei·bar as·sei·bar
(talvez alteração de ceivar)
verbo transitivo

[Portugal: Trás-os-Montes]   [Portugal: Trás-os-Montes]  Causar prejuízo com o rebanho de gado em propriedade rural.

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2020, https://dicionario.priberam.org/bolsa [consultado em 06-12-2020]