PT
BR
Pesquisar
Definições



balúchi

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
balúchibalúchi
( ba·lú·chi

ba·lú·chi

)


adjectivo de dois génerosadjetivo de dois géneros

1. Relativo ou pertencente ao Balochistão ou Baluchistão, região histórica da Ásia, que corresponde actualmente a partes do Paquistão, do Irão e do Afeganistão.

2. [Linguística] [Lingüística] [Linguística] Relativo ao balúchi enquanto sistema linguístico.


nome de dois géneros

3. Natural ou habitante do Balochistão.


nome masculino

4. [Linguística] [Lingüística] [Linguística] Língua indo-iraniana falada na região do Balochistão e regiões limítrofes.

sinonimo ou antonimoSinónimoSinônimo geral: BALOCHE

etimologiaOrigem etimológica:persa baluchi, do baloche baloc.

Esta palavra no dicionário



Dúvidas linguísticas



Pode-se utilizar a palavra exigencial? Ex.: selecção exigencial de componentes.
Apesar de o adjectivo exigencial não se encontrar registado em nenhum dos dicionários e vocabulários de língua portuguesa à nossa disposição, ele encontra-se bem formado a partir da aposição do sufixo -al ao substantivo exigência, pelo que o seu uso é possível e até muito frequente, como o revelam pesquisas em corpora e em motores de busca da Internet, especialmente em contextos relativos às áreas da construção e da engenharia civil, com o significado “que é relativo a ou que envolve uma exigência” (ex.: fizeram uma selecção exigencial dos novos materiais).



Os nomes próprios têm plural: ex. A Maria, as Marias?
Os nomes próprios de pessoa, ou antropónimos, também podem ser flexionados no plural, designando várias pessoas com o mesmo prenome (No ginásio há duas Marias e quatro Antónios) ou aspectos diferentes de uma mesma pessoa/personalidade (Não sei qual dos Joões prefiro: o João aventureiro que começou a empresa do zero, e que vestia calças de ganga, ou o João empresário de sucesso, que só veste roupa de marca).
Os nomes próprios usados como sobrenome podem igualmente ser flexionados no plural. Neste caso, convergem duas práticas: a mais antiga, atestada no romance Os Maias de Eça de Queirós, pluraliza artigo e nome próprio (A casa dos Silvas foi vendida) e a mais actual pluraliza apenas o artigo (Convidei os Silva para jantar).