PT
BR
Pesquisar
Definições



arvorada

A forma arvoradapode ser [feminino singular de arvoradoarvorado], [feminino singular particípio passado de arvorararvorar] ou [nome feminino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
arvoradaarvorada
( ar·vo·ra·da

ar·vo·ra·da

)


nome feminino

Acto de levantar os mastros (do navio) e fazer-se à vela.

arvorararvorar
( ar·vo·rar

ar·vo·rar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

1. Pôr em posição vertical. = EMPINAR, ENDIREITAR, LEVANTAR

2. Pôr em sítio alto. = ERGUER, HASTEAR, IÇAR

3. Fingir ter. = ALARDEAR

4. [Pouco usado] [Pouco usado] Plantar árvores. = ARBORIZAR


verbo transitivo e pronominal

5. [Popular] [Popular] Atribuir(-se) título, cargo, condição ou qualidade.


verbo intransitivo

6. [Pouco usado] [Pouco usado] Sair de repente. = ABALAR, FUGIR

etimologiaOrigem etimológica:árvore + -ar.
arvoradoarvorado
( ar·vo·ra·do

ar·vo·ra·do

)


nome masculino

1. Elevado provisoriamente a algum cargo ou posto.


adjectivoadjetivo

2. Levantado como árvore.

3. Erguido.

4. Hasteado.

Auxiliares de tradução

Traduzir "arvorada" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas



As palavras segmentos e seguimentos têm o mesmo significado? Ambas podem ser empregadas na seguinte frase: ... em cooperação com outros seguimentos [ou segmentos?], tais como órgãos públicos, universidades?
As palavras segmentos e seguimentos (que se pronunciam de modo semelhante no português do Brasil, mas não no de Portugal) não são sinónimas, ou seja, não têm o mesmo significado, como pode verificar seguindo as respectivas hiperligações para o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa. Como tal, na frase que refere, a palavra que deve ser usada é segmentos, designando “sectores” (...em cooperação com outros segmentos, tais como órgãos públicos, universidades).



Qual a forma verbal correcta nestas duas frases: "Trata-se ou Tratam-se de pessoas que não sabem o que fazem"?
A frase correcta é Trata-se de pessoas que não sabem o que fazem.

Neste exemplo, o verbo tratar tem um sentido próximo de “ser”, sendo indissociável do clítico se e da preposição de. A construção tratar-se de funciona como um verbo impessoal, i.e., utiliza-se apenas na 3.ª pessoa do singular, dado que é usada em frases sem sujeito. A frase *Tratam-se de pessoas que não sabem o que fazem é agramatical (como indica o asterisco) porque o sintagma pessoas que não sabem o que fazem, com o qual o verbo concorda, é erradamente considerado o sujeito da frase.

A construção acima descrita não deve ser confundida com o predicado verbal da frase Eles tratam-se da doença numa clínica suíça. Neste caso, o verbo tratar é usado na acepção de “curar” e concorda com o sujeito da frase (Eles).