Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

aplicado

aplicadoaplicado | adj.
masc. sing. part. pass. de aplicaraplicar
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

a·pli·ca·do a·pli·ca·do


adjectivo
adjetivo

1. Aposto, sobreposto.

2. Assíduo.

3. Afincado.

4. Estudioso.

5. Dado ao trabalho.

6. Empregado.

7. Que teve aplicação.


a·pli·car a·pli·car

- ConjugarConjugar

(latim applico, -are, aproximar de, apoiar a, encostar a, colocar, juntar, pôr à frente)
verbo transitivo

1. Pôr ou ajustar uma coisa sobre outra (ex.: aplicar verniz). = APOR, JUSTAPOR, SOBREPOR

2. Pôr em prática ou em uso (ex.: aplicar o regulamento). = EMPREGAR, EXECUTAR, UTILIZAR

3. Impor pena ou sanção (ex.: o tribunal aplicou a pena máxima; aplicar coimas). = INFLIGIR

4. Destinar dinheiro a algo considerado lucrativo. = INVESTIRDESINVESTIR

5. Receitar tratamento ou medicamento.

6. Usar a força física em alguma coisa, geralmente uma pancada (ex.: aplicou-lhe uma estalada). = ASSENTAR, DAR, DESFERIR

7. Usar um sentido com atenção (ex.: aplicou o ouvido).

8. Tornar mais eficaz.

verbo transitivo e pronominal

9. Tornar ou ser apropriado a determinada situação ou circunstância (ex.: não conseguiu aplicar a teoria num caso prático; este parâmetro não se aplica neste caso). = ADAPTAR, ADEQUAR, APROPRIAR

verbo pronominal

11. Fazer algo com empenho, dedicação ou muita concentração (ex.: ela aplica-se muito nos estudos). = DEDICAR-SE, EMPENHAR-SE, ENTREGAR-SEDESCURAR-SE, DESLEIXAR-SE

12. Vir a propósito de.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "aplicado" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Esta palavra em blogues

Ver mais

Este prefixo de três letras foi aplicado a testes atômicos desde o primeiro, RDS-1, 29 de agosto de 1949..

Em NOTÍCIAS SOBRE AVIAÇÃO AVIATION NEWS

Stimullum Sherife pode ser aplicado em

Em Caderno B

...à globalidade das equipas que, na comparação com o investimento feito pelos leões, têm aplicado verbas "ridículas"..

Em Fora-de-jogo

...de alimentos, com alto nível científico nas questões de uso do solo e conhecimento aplicado à agricultura..

Em Caderno B

criação de um regime excecional, que limite os aumentos, às semelhança do que foi aplicado à habitação – que ficou nos 2% para 2023 – e uma diminuição do...

Em VISEU, terra de Viriato.
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


A palavra secção nos novos dicionários de várias editoras sofre alteração e passa a ser seção depois de aplicado o Acordo Ortográfico e não tem as duas grafias. No vosso conversor, secção não é convertida para seção. De qualquer maneira não faz nenhum sentido retirar o c à palavra secção e confunde-se com a palavra sessão na expressão oral, só se conseguindo distinguir na escrita. Como é que se pode explicar isto? Este acordo ortográfico não faz sentido nenhum nem sequer consigo entender como ninguém faz mais nada.
Como previsto pelo texto do Acordo Ortográfico de 1990, as duplas grafias são aceites pelo corrector ortográfico em casos em que a chamada "norma culta" hesita entre a prolação e o emudecimento das consoantes c e p. A "norma culta", que o texto legal tantas vezes invoca como critério para aproximar a grafia da pronúncia, é difícil de aferir, pelo que, para as opções do corrector ortográfico, a Priberam levou em consideração a transcrição fonética ou as indicações de ortoépia registadas em dicionários e vocabulários.

A grafia da palavra secção não sofre alteração com a aplicação do Acordo Ortográfico de 1990, uma vez que, na norma europeia do português, o -c- é pronunciado, como poderá verificar pela consulta de dicionários ou vocabulários com transcrição fonética ou ortoépica, nomeadamente no Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa ou no Dicionário Priberam da Língua Portuguesa. Este caso é semelhante a outros em que a consoante é pronunciada (ex.: adaptar, facto, intelectual, pacto) e que, consequentemente, não sofrem alteração no português europeu com a aplicação do Acordo Ortográfico de 1990.

A pronúncia se[s]ão não corresponde a uma articulação usual no português europeu, mas sim no português do Brasil, onde a grafia seção é a mais usual e coexiste com a grafia secção, correspondendo cada grafia a uma pronúncia diferente.

Estas diferenças de pronúncia entre a norma europeia do português e a norma brasileira originam que, mesmo com a aplicação do Acordo Ortográfico, sejam privilegiadas grafias diferentes em cada uma das normas (ex.: académico, facto e receção, na norma europeia; acadêmico, fato e recepção, na norma brasileira).




Pretendo saber o significado de res extensa e ego cogitans.
Res extensa e ego cogitans (ou res cogitans) são expressões utilizadas pelo filósofo francês Descartes (1596-1650) para designar, respectivamente, a matéria ou o corpo (“coisa extensa”) e o espírito ou a mente (“eu pensante” ou “coisa pensante”).
pub

Palavra do dia

bra·gal bra·gal


(braga + -al)
nome masculino

1. [Antigo]   [Antigo]  Tecido grosseiro, cuja trama é de cordão.

2. [Antigo]   [Antigo]  Porção dessa fazenda (7 ou 8 varas), que servia de unidade de preço, em determinados contratos.

3. [Por extensão]   [Por extensão]  Conjunto da roupa branca de uma casa.

4. [Antigo]   [Antigo]  Conjunto de bragas e grilhões usado para impedir a fuga dos forçados ou condenados.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/aplicado [consultado em 02-12-2022]