PT
BR
Pesquisar
Definições



alcatifa

A forma alcatifapode ser [segunda pessoa singular do imperativo de alcatifaralcatifar], [terceira pessoa singular do presente do indicativo de alcatifaralcatifar] ou [nome feminino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
alcatifaalcatifa
( al·ca·ti·fa

al·ca·ti·fa

)


nome feminino

1. Tapete grande para o chão. = ALFOMBRA, CARPETE

2. Tapete que é fixado ou colado e cobre completamente o pavimento de uma ou mais divisões de uma casa.

3. [Figurado] [Figurado] O que atapeta ou cobre (ex.: alcatifa de flores). = TAPETE

Colectivo:Coletivo:Coletivo:alcatifado.
alcatifaralcatifar
( al·ca·ti·far

al·ca·ti·far

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

1. Forrar com alcatifa.

2. [Figurado] [Figurado] Cobrir, como cobre a alcatifa; alfombrar.

Auxiliares de tradução

Traduzir "alcatifa" para: Espanhol Francês Inglês

Anagramas



Dúvidas linguísticas



Numa pesquisa no Google, encontrei várias vezes a expressão "há espera", por exemplo: "torneios há espera de concorrentes". É correcto dizer "há espera"? Não será "à espera"?
No contexto que refere, deverá ser utilizada a locução prepositiva à espera de, que significa “aguardando por” (torneios à espera de concorrentes) e que poderá encontrar registada, por exemplo, no Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa, que também regista a locução adverbial à espera (Ex.: os doentes já estão à espera há muito tempo). Esta locução tem estrutura semelhante a muitas outras locuções prepositivas em português (contracção da preposição a com o artigo definido a seguida de substantivo feminino e da preposição de), como, por exemplo, à beira de, à conta de, à disposição de, à frente de. A expressão há espera poderá apenas ser usada em contextos onde se pretenda dizer que "existe uma espera" (ex.: nos acessos à ponte há espera prolongada).



Na frase dei de caras com um leão, qual a função sintáctica das expressões de caras e com um leão?
A locução verbal dar de caras corresponde a uma expressão idiomática do português, que por esse motivo não é habitualmente decomposta, equivalendo a um verbo como deparar-se ou a outra locução verbal como encontrar subitamente. Na frase apontada, pode no entanto considerar-se a expressão de caras como um modificador adverbial (designado por complemento circunstancial na gramática tradicional), indicando o modo como se processa a acção expressa pelo verbo dar (equivalente, por exemplo a subitamente numa frase como deu subitamente com um leão).
A expressão com um leão pode ser considerada complemento indirecto seleccionado pelo verbo dar, pois com um leão é um complemento nominal introduzido indirectamente pela preposição com.