PT
BR
Pesquisar
Definições



agudamente

A forma agudamentepode ser [derivação de agudoagudo] ou [advérbio].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
agudamenteagudamente
( a·gu·da·men·te

a·gu·da·men·te

)


advérbio

De modo agudo.

etimologiaOrigem etimológica:agudo + -mente.
agudoagudo
( a·gu·do

a·gu·do

)


adjectivoadjetivo

1. Que tem terminação fina ou afiada (ex.: folhas de ponta aguda). = AGUÇADO, PONTIAGUDOBOTO, EMBOTADO, ROMBO, ROMBUDO

2. [Figurado] [Figurado] Que é dotado de ou capta com grande precisão (ex.: olfacto agudo; ouvido agudo; visão aguda). = APURADO, FINO, PENETRANTEINSENSÍVEL, TÉNUE

3. Que tem sentido apurado de raciocínio ou de compreensão (ex.: espírito agudo; humor agudo; ironia aguda). = INCISIVO, PENETRANTE, PERSPICAZ, SAGAZ, SUBTIL, VIVOBOTO, EMBOTADO, ROMBO, ROMBUDO

4. Que é muito frio (ex.: vento agudo). = CORTANTE, GELADO, GÉLIDOQUENTE

5. Que apresenta grandes dificuldades ou apresenta a maior gravidade (ex.: conflito agudo; momento agudo da situação). = CRÍTICO, GRAVE, SÉRIO

6. Que tem grande intensidade (ex.: crise aguda de mau humor; dor aguda). = FORTE, INTENSO, VIOLENTOLEVE, LIGEIRO, SUAVE

7. [Medicina] [Medicina] Que atingiu o seu grau mais elevado (ex.: fase aguda da doença).

8. [Medicina] [Medicina] Que progride de forma rápida ou repentina (ex.: hipoglicemia aguda; insuficiência renal aguda).CRÓNICO

9. [Acústica] [Acústica] Que é produzido por ondas de alta frequência (ex.: som agudo; voz aguda). = ALTOBAIXO, GRAVE

10. [Geometria] [Geometria] Diz-se do ângulo menor de 90 graus.

11. [Gramática] [Gramática] Que tem o acento tónico na última sílaba (ex.: palavra aguda). = OXÍTONO

12. [Versificação] [Versificação] Que termina em palavra com acento tónico na última sílaba (ex.: rima aguda; verso agudo).

13. [Gramática] [Gramática] Diz-se do acento gráfico (´) que, em português, assinala as vogais a, e, i, o e u da sílaba tónica, quando abertas.


nome masculino

14. Forma ou parte pontiaguda de algo.

15. [Música] [Música] Nota ou som ou produzido no registo superior de qualquer voz ou instrumento (ex.: na audição, falhei nos agudos).

vistoSuperlativo: acutíssimo ou agudíssimo.
etimologiaOrigem etimológica:latim acutus, -a, -um.
iconSuperlativo: acutíssimo ou agudíssimo.

Auxiliares de tradução

Traduzir "agudamente" para: Espanhol Francês Inglês

Palavras vizinhas



Dúvidas linguísticas



Qual a forma correcta de dizer em português: biossensor ou biosensor?
A grafia correcta, apesar de não se encontrar registada em nenhum dos dicionários por nós consultados, deverá ser biossensor, por analogia com outras palavras formadas a partir do prefixo de origem grega bio-, que exprime a noção de “vida”: biossatélite, biossintético, biossistema, etc. Este comportamento é também análogo ao de alguns prefixos terminados em o, como sejam retro-, socio- e tecno-, que obrigam à duplicação do r e do s quando o elemento ao qual se apõem se inicia por uma dessas consoantes.



A minha dúvida é a respeito da etimologia de determinadas palavras cuja raiz é de origem latina, por ex. bondade, sensibilidade, depressão, etc. No Dicionário Priberam elas aparecem com a terminação nominativa mas noutros dicionários parece-me que estão na terminação ablativa e não nominativa. Gostaria que me esclarecessem.
O Dicionário Priberam da Língua Portuguesa regista, por exemplo, na etimologia de bondade, sensibilidade ou depressão, as formas que são normalmente enunciadas na forma do nominativo, seguida do genitivo: bonitas, bonitatis (ou bonitas, -atis); sensibilitas, sensibilitatis (ou sensibilitas, -atis) e depressio, depressionis (ou depressio, -onis).

Noutros dicionários gerais de língua portuguesa, é muito usual o registo da etimologia latina através da forma do acusativo sem a desinência -m (não se trata, como à primeira vista pode parecer, do ablativo). Isto acontece por ser o acusativo o caso lexicogénico, isto é, o caso latino que deu origem à maioria das palavras do português, e por, na evolução do latim para o português, o -m da desinência acusativa ter invariavelmente desaparecido. Assim, alguns dicionários registam, por exemplo, na etimologia de bondade, sensibilidade ou depressão, as formas bonitate, sensibilitate e depressione, que foram extrapoladas, respectivamente, dos acusativos bonitatem, sensibilitatem e depressionem.

Esta opção de apresentar o acusativo apocopado pode causar alguma perplexidade nos consulentes dos dicionários, que depois não encontram estas formas em dicionários de latim. Alguns dicionários optam por assinalar a queda do -m, colocando um hífen no final do étimo latino (ex.: bonitate-, sensibilitate-, depressione-). Outros, mais raros, como o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa ou o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa optaram por enunciar os étimos latinos (ex.: bonitas, -atis; sensibilitas, -atis, depressio, -onis), não os apresentando como a maioria dos dicionários; o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa não enuncia o étimo latino dos verbos, referenciando apenas a forma do infinitivo (ex.: fazer < facere; sentir < sentire).