PT
BR
Pesquisar
Definições



Pesquisa nas Definições por:

obsoleto

afonsino | adj.

Que diz respeito à primeira dinastia dos reis portugueses. (Também se diz das Ordenações publicadas por D. Afonso V.)...


obsoleto | adj.

Caído em desuso; que já não se usa....


démodé | adj.

Que está fora de moda....


impassivo | adj.

Que não mostra sentimentos ou que se mostra incapaz de sentir (ex.: permaneceu impassivo durante toda a discussão; voz impassiva)....


Acto ou efeito de obsolescer ou de tornar ou ficar obsoleto....


deprecado | adj.

Diz-se do juiz ou tribunal a que um juiz ou tribunal mandou deprecada ou pedido de acto ou diligência....


Apego ao que está ultrapassado ou obsoleto....


moderno | adj. | n. m. | n. m. pl.

Dos nossos dias; do tempo presente....


morto | adj. n. m. | adj.

Que ou o que morreu; que ou aquele que deixou de ter vida....


novo | adj. | n. m. | n. m. pl.

Feito recentemente ou que existe há pouco tempo....


obsolescer | v. tr. e intr.

Tornar ou ficar obsoleto (ex.: a nova ortografia não obsolesce os livros já editados; a maquinaria obsolescera)....


obsoletar | v. tr. e pron.

Tornar ou tornar-se obsoleto (ex.: a nova tese obsoletou as anteriores; esta tecnologia corre o risco de se obsoletar em pouco tempo)....


arcaico | adj. | n. m.

Que é muito antigo (ex.: cultura arcaica)....


velho | adj. | n. m. | n. m. pl.

Avançado em idade....



Dúvidas linguísticas



Como se deve dizer? Filhó (singular) Filhós (plural) ou Filhós (singular) Filhoses (plural)?
A palavra filhós, por analogia com palavras terminadas pelo mesmo som (ex.: retrós, voz), forma o plural filhoses (ex.: escolheu a filhós mais pequena; as filhoses ainda estão quentes). Trata-se de uma variante da palavra filhó que, por sua vez, forma o plural filhós (ex.: a filhó é um doce típico do Natal; comeu duas filhós). Ao processo de uma forma plural passar a ser empregue para designar também o singular, Evanildo Bechara dá o nome de "plural cumulativo" (ver Moderna Gramática Portuguesa, Rio de Janeiro: Editora Lucerna, 2002, pp. 128-129). O mesmo fenómeno acontece com os substantivos ilhó e ilhós, eiró e eirós, lilá e lilás, por exemplo.

Apesar de alguns autores condenarem o uso da forma filhós para designar o singular, a mesma e o respectivo plural filhoses surgem atestados nas principais obras lexicográficas de língua portuguesa, como o Vocabulário da Língua Portuguesa (Coimbra: Coimbra Editora, 1966), de Rebelo Gonçalves, o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa (Lisboa: Academia das Ciências de Lisboa / Editorial Verbo, 2001) ou o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, (Rio de Janeiro: Editora Objetiva, 2001 / Lisboa: Círculo de Leitores, 2002).




USO CAPEÃO: é uma figura que se utiliza em direito, em que a pessoa solicita a propriedade de um terreno ou objecto que está na sua posse há bastante tempo mas não tem documento que prove essa posse. A palavra capeão ( ou capião ??) tem o sentido de posse.
À figura jurídica a que se refere dá-se o nome de usucapião (derivado do latim usucapionem), como poderá verificar seguindo a hiperligação para o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa.

Ver todas