PT
BR
Pesquisar
Definições



Pesquisa nas Definições por:

madrugada

alvinho | adv.

De madrugada, ao romper do dia....


daí | contr.

Usa-se para indicar a origem ou a proveniência de um local próximo da pessoa a quem se fala (ex.: saímos daí ainda de madrugada)....


alvor | n. m.

Brancura nívea....


arraiada | n. f.

Primeira claridade da manhã....


matinada | n. f.

Acto de madrugar; madrugada....


missa | n. f.

Cada uma das 9 missas especiais, realizadas em muitas igrejas do arquipélago da Madeira, na madrugada dos nove dias que antecedem o dia de Natal....


rexio | n. m.

Ar frio ou cortante da noite ou da madrugada....


matutino | adj. | n. m.

Relativo à madrugada ou ao princípio da manhã....


matina | n. f. | n. f. pl.

Orações da primeira parte do ofício divino rezado pelos padres de madrugada....


anteaurora | n. f.

Primeira claridade da manhã....


aurora | n. f.

Parte do dia que precede o nascer do sol....


crepúsculo | n. m.

Claridade frouxa que precede a escuridão da noite ou o clarão do dia....


madrugada | n. f.

Período de tempo entre a meia-noite e o amanhecer (ex.: chegou a casa por volta das 2 da madrugada)....


amanhecer | v. intr. | v. cop. | n. m.

Começar a fazer dia....


madrugar | v. intr.

Levantar-se de madrugada....


matinar | v. intr. | v. tr.

Fazer acordar de madrugada....



Dúvidas linguísticas



Na frase "aja como homem e pense como mulher", devo usar aja ou haja de agir? Qual é o correto?
Na frase que menciona, Aja como homem e pense como mulher, o termo correcto é aja, forma verbal (3ª pessoa do singular do imperativo, podendo também ser 1ª ou 3ª pessoa do singular do presente do conjuntivo [subjuntivo, no Português do Brasil]) de agir. É uma forma homófona, i.e., lê-se da mesma maneira mas escreve-se de modo diferente de haja, forma verbal (1ª ou 3ª pessoa do singular do presente do conjuntivo [subjuntivo, no Português do Brasil] e 3ª pessoa do singular do imperativo) de haver. Para as distinguir, talvez seja útil ter presente que pode substituir a forma aja (do verbo agir) por actue – “Aja/actue como um homem e pense como uma mulher” – e a forma haja (do verbo haver) por exista – “Haja/exista paciência!”.



Qual das expressões é a correcta: de forma a ou por forma a? Caso ambas estejam correctas, qual a diferença entre elas e quando usar uma ou outra?
As duas expressões estão correctas e são locuções prepositivas sinónimas, significando ambas “para”, “a fim de” ou “de modo a” e indicando um fim ou objectivo (ex.: procedeu cautelosamente de forma a/por forma a evitar erros), sendo a locução por forma a menos usada que de forma a, como se pode verificar pela pesquisa em corpora e motores de busca na internet. Ambas se encontram registadas em dicionários de língua portuguesa.

Estas duas expressões, construídas com a preposição a, pertencem a um conjunto de locuções (do qual fazem parte de modo a ou de maneira a) cujo uso é desaconselhado por alguns puristas, com o argumento de que se trata de expressões de influência francesa, o que, neste caso, não parece constituir argumento suficiente para as considerar incorrectas. Acresce ainda que, em qualquer dos casos, locuções prepositivas como de/por forma a, de maneira a ou de modo a desempenham a mesma função da preposição para, que neste contexto introduz frases subordinadas infinitivas adverbiais de fim (ex.: procedeu cautelosamente para evitar erros), da mesma forma que, com alterações ao nível dos tempos verbais, as locuções conjuncionais de/por forma que, de maneira que ou de modo que desempenham a função da locução conjuncional para que, que neste contexto introduz frases subordinadas finitas adverbiais de fim (ex.: procedeu cautelosamente para que evitasse erros). Não parece assim haver motivo para deixar de usar umas ou outras.


Ver todas