Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

Pesquisa por "kitsch" nas definições

kitsch | adj. 2 g. 2 núm. | n. m.
    Que está associado a estereótipos sociais e culturais e a um tipo de sensibilidade que se adequa ao gosto maioritário da população não erudita....

kirsch | n. m.
    Aguardente de ginja....

Dúvidas linguísticas


Gostaria de saber qual é a grafia correcta para poster e seu plural, no sentido da apresentação destes posteres em congressos.
Além do anglicismo poster (“cartaz” ou “ampliação fotográfica”), os dicionários de língua portuguesa mais recentes registam ainda o seu aportuguesamento, que varia consoante se trate da norma europeia ou da norma brasileira do português. Assim, o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa (Lisboa: Editorial Verbo, 2001), bem como o Grande Dicionário Língua Portuguesa (Porto: Porto Editora, 2004), propõem para a norma europeia do português o aportuguesamento póster (com indicação do plural pósteres) e o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa (Rio de Janeiro: Editora Objetiva, 2001), bem como o Novo Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa (Curitiba: Positivo, 2004), propõem para a norma brasileira do português o aportuguesamento pôster (com indicação do plural pôsteres).



É correcto dizer Explicações do 5º ao 12º anos?
A expressão a usar deverá ser preferencialmente explicações do 5.º ao 12.º ano.

Trata-se de uma expressão para indicar um intervalo que tem como limites o 5.º ano e o 12.º ano, em dois sintagmas nominais diferentes, com utilização da preposição de em correlação com a preposição a. A expressão será equivalente a explicações do 5.º ano ao 12.º ano, sem a elisão (usual para evitar repetição) da primeira referência a ano, pelo que, do ponto de vista lógico, não há motivo para colocar ano no plural, pois serão sempre dois sintagmas diferentes, um indicando o limite inicial e outro o limite final.

Esta dúvida surge provavelmente por analogia com outras construções em que há dois ou mais sintagmas nominais que desempenham exactamente a mesma função gramatical, nomeadamente estruturas de coordenação, copulativas (ex.: o 5.º e 6.º anos não tiveram aulas) ou disjuntivas (ex.: a ficha destina-se ao 5.º ou 6.º anos), em que os sintagmas nominais podem inclusivamente ser substituídos por um único grupo nominal ou pronome (ex.: esses anos não tiveram aulas; a ficha destina-se a ambos os anos). O mesmo tipo de substituição não pode ser feito no exemplo referido na questão colocada, pois perder-se-ia a indicação dos limites.

Palavra do dia

al·var al·var


(alvo + -ar)
adjectivo de dois géneros
adjetivo de dois géneros

1. De cor quase branca. = ALVACENTO, ALVADIO, ALVARINHO, ESBRANQUIÇADO

adjectivo de dois géneros e nome de dois géneros
adjetivo de dois géneros e nome de dois géneros

2. [Depreciativo]   [Depreciativo]  Que ou quem mostra pouca inteligência ou muita ingenuidade (ex.: cara alvar; não ia responder àquele alvar). = PARVO, PATETA, TOLO

nome masculino

3. [Viticultura]   [Viticultura]  Casta de uva branca.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/Pesquisar/kitsch [consultado em 28-01-2022]