PT
BR
Pesquisar
Definições



Pesquisa nas Definições por:

concernente

atinente | adj. 2 g.

Relativo, tocante, concernente....


frénico | adj.

Concernente à inteligência, ao pensamento....


genesíaco | adj.

Concernente à origem ou criação de alguma coisa....


respeitante | adj. 2 g.

Que pertence, que diz respeito....


tocante | adj. 2 g.

Respectivo; relativo; concernente; respeitante....


palatino | adj. | n. m.

Concernente ao Palatinado, região alemã....


aduaneiro | adj. | n. m.

Concernente à alfândega....


crítica | n. f.

Disciplina consagrada ao estudo e resolução dos problemas concernentes à fixação e edição de textos, sobretudo literários, e também designada por ecdótica....


estilística | n. f.

Tratado das diferentes formas ou espécies de estilo e dos preceitos concernentes a cada uma....


hipodromia | n. f.

Arte do que é concernente aos hipódromos....


sensual | adj. 2 g. | n. 2 g.

Concernente aos sentidos....


referente | adj. 2 g. | n. m.

Que se refere....


ampelologia | n. f.

Conjunto de conhecimentos concernentes ao tratamento da vinha....



Dúvidas linguísticas



Na frase Estás em casa?, ao respondermos Estou, sim, a vírgula deve aparecer na resposta ou não? Outro exemplo: Queres? e a resposta: Quero sim.
Segundo alguns gramáticos, como Celso Cunha e Lindley Cintra na Nova Gramática do Português Contemporâneo (14.ª ed., Lisboa, Edições João Sá da Costa, 1998, p. 646), a vírgula deve ser usada em frases curtas deste tipo, sendo uma forma de realçar a resposta afirmativa (já contida nas formas verbais estou e quero) à questão colocada. De facto, as frases são afirmativas quando não têm uma partícula de negação; o advérbio de afirmação sim não está, por isso, a modificar directamente o verbo, como estariam os advérbios destacados em frases como Não estou ou Quero urgentemente, sendo antes usado como forma de enfatizar ou intensificar toda a oração.



Na frase dei de caras com um leão, qual a função sintáctica das expressões de caras e com um leão?
A locução verbal dar de caras corresponde a uma expressão idiomática do português, que por esse motivo não é habitualmente decomposta, equivalendo a um verbo como deparar-se ou a outra locução verbal como encontrar subitamente. Na frase apontada, pode no entanto considerar-se a expressão de caras como um modificador adverbial (designado por complemento circunstancial na gramática tradicional), indicando o modo como se processa a acção expressa pelo verbo dar (equivalente, por exemplo a subitamente numa frase como deu subitamente com um leão).
A expressão com um leão pode ser considerada complemento indirecto seleccionado pelo verbo dar, pois com um leão é um complemento nominal introduzido indirectamente pela preposição com.


Ver todas