Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

Extravaganz

Palavra não encontrada. Se procurava uma das palavras seguintes, clique nela para consultar a sua definição.
Extravagado (norma brasileira)
Extravagamos (norma europeia, na grafia pós-Acordo Ortográfico)

Caso a palavra que procura não seja nenhuma das apresentadas acima, sugira-nos a sua inclusão no dicionário.
pub

Dúvidas linguísticas


Por gentileza, qual o antônimo de cordial?
De acordo com o Dicionário Houaiss de Sinónimos e Antónimos, os antónimos do adjectivo cordial podem ser frio, indiferente, seco (ex.: teve uma atitude cordialteve uma atitude indiferente); desrespeitoso (ex.: as relações entre eles são cordiaisas relações entre eles são desrespeitosas); antipático, descortês, deseducado e grosseiro (ex.: os empregados daquela loja são cordiaisos empregados daquela loja são antipáticos). Os antónimos de cordial não se esgotam nesta lista, mas são estes os mais comuns para os diferentes sentidos deste adjectivo.



Gostaria de saber qual é a diferença entre haver e ter, quando estes verbos são utilizados como auxiliares: eu tinha dito/eu havia dito, ele tinha feito/ele havia feito. Também gostaria de saber se há diferença entre o português luso do português do Brasil.
Os verbos ter e haver são sinónimos como auxiliares de tempos compostos e são usados nos mesmos contextos sem qualquer diferença (ex.: eu tinha dito/eu havia dito); sendo que a única diferença é a frequência de uso, pois, tanto no português europeu como no português brasileiro, o verbo ter é mais usado.

Estes dois verbos têm também uso em locuções verbais que não correspondem a tempos compostos de verbos e aí há diferenças semânticas significativas. O verbo haver seguido da preposição de e de outro verbo no infinitivo permite formar locuções verbais que indicam valor futuro (ex.: havemos de ir a Barcelona; os corruptos hão-de ser castigados), enquanto o verbo ter seguido da preposição de e de outro verbo no infinitivo forma locuções que indicam uma obrigação (ex.: temos de ir a Barcelona; os corruptos têm de ser castigados).

Note-se uma diferença ortográfica entre as normas brasileira e portuguesa relativa ao verbo haver seguido da preposição de: no português europeu, as formas monossilábicas do verbo haver ligam-se por hífen à preposição de (hei-de, hás-de, há-de, hão-de) enquanto no português do Brasil tal não acontece (hei de, hás de, há de, hão de). Esta diferença é anulada com a aplicação do Acordo Ortográfico de 1990, uma vez que deixa de haver hífen neste contexto (isto é, em qualquer das variedades deverão ser usadas apenas as formas hei de, hás de, há de, hão de).

Para outras diferenças entre as normas europeia e brasileira, queira, por favor, consultar outra resposta sobre o mesmo assunto em variedades de português.

Palavra do dia

pa·ra·de·ar pa·ra·de·ar


(parada + -ear)
verbo transitivo

1. Dispor em parada.

verbo intransitivo

2. [Brasil: Rio Grande do Sul]   [Brasil: Rio Grande do Sul]  Alardear valentias falsas ou exageradas; mostrar-se fanfarrão ou presunçoso. = FANFARREAR, FANFARRONAR, POMADEAR

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/Extravaganz [consultado em 26-11-2022]