Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

Condenando

gerúndio de condenarcondenar
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

con·de·nar con·de·nar

- ConjugarConjugar

(latim condemno, -are)
verbo transitivo e pronominal

1. Declarar ou declarar-se como culpado.ABSOLVER

2. Impor ou impor-se uma obrigação ou um castigo. = CASTIGAR, FORÇAR, OBRIGAR, SUJEITAR

verbo transitivo

3. Impor pena a. = SENTENCIAR

4. Impor (a alguém) a pena de. = SENTENCIAR

5. Considerar censurável, reprovável ou contra determinados princípios. = CENSURAR, DESAPROVAR, REPROVARACEITAR, APROVAR

6. [Figurado]   [Figurado]  Rejeitar por incapaz.

7. Anatematizar; acusar.

8. Mostrar a criminalidade de; dar provas contra si. = INCRIMINARILIBAR, INOCENTAR

9. Declarar incurável ou sem esperança (ex.: condenar um doente). = DESENGANAR

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "Condenando" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Esta palavra em blogues

Ver mais

A URSS bloqueou uma resolução da ONU condenando o abate e tomou posição oficial alegando que o avião civil havia sido enviado...

Em NOTÍCIAS SOBRE AVIAÇÃO AVIATION NEWS

climáticas ocupam-se do resto, condenando o gelo "zombie" ao desaparecimento..

Em BioTerra

100 passageiros, condenando muitos deles à morte porque não conseguiam alcançá-la rápido o suficiente..

Em NOTÍCIAS SOBRE AVIAÇÃO AVIATION NEWS

...tenha sobrevivido incólume por 33 anos, desde que o aiatolá Khomeini decretou uma fatwa condenando -o à morte..

Em www.tonygoes.com.br

O secretário de Estado dos EUA, John Foster Dulles, emitiu uma declaração veemente condenando o ataque, dizendo que os Estados Unidos tiveram a visão mais severa do ato...

Em NOTÍCIAS SOBRE AVIAÇÃO AVIATION NEWS
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Sou colaborador de uma empresa, na qual a maioria dos colaboradores são senhoras (mulheres) e uma percentagem muito pequena de homens. Toda a comunicação da empresa é feita no feminino. Reportei à administração esta situação pois a comunicação é toda no feminino, e o que me foi dito é que está correto, devido ao novo acordo ortográfico. Ou seja como a maioria são mulheres a comunicação é feita no feminino. Nós homens, recebemos correspondência com Querida Colaboradora e quando se dirigem aos colaboradores da empresa é sempre como Colaboradoras. A minha questão é se está ou não correto? E em que parte do acordo ortográfico isso está presente?
A situação descrita nada tem a ver com as alterações decorrentes do Acordo Ortográfico de 1990, pois apenas a ortografia da língua portuguesa é regulamentada por actos legislativos. O Acordo Ortográfico é um texto legal que regula unicamente a ortografia do português, sem pretender interferir em outras áreas da língua, como o léxico ou a sintaxe, por exemplo. Se a empresa em questão optou por se dirigir no feminino ao seu grupo de colaboradores, composto maioritariamente por senhoras, com a justificação de que se trata de algo relacionado com o novo Acordo Ortográfico, tal não está correcto.

Em português, para designar todos os elementos de um grupo de pessoas, mesmo quando o género maioritário é o feminino, é possível usar o masculino, ainda que haja só um elemento masculino (ex.: as meninas e o menino estão tão crescidos). Tal acontece porque o masculino é o género não marcado do português, considerado neutro quando não se pretende especificar nenhum género. Esta opção vem sendo progressivamente menos usada, como consequência de preocupações sociais de igualdade de género, de que a língua é um reflexo. Sendo assim, a alternativa mais aconselhável seria fazer referência aos dois géneros, como por exemplo Caro(a) colaborador(a), Caros colaboradores e colaboradoras ou ainda Caras colaboradoras e caros colaboradores.




Diz-se: pós-venda ou após-venda?
Ambas as formações são possíveis, sendo pós-venda mais comum e registada em mais dicionários de língua.

O prefixo de origem latina pós- indica a noção de “posteridade” no tempo (ex.: pós-graduação, pós-guerra, pós-venda) ou no espaço (ex.: pós-palatal) e é sempre seguido de hífen.

Ocasionalmente, surgem pares construídos com o elemento após-, como após-guerra ou após-venda, mas são menos usuais.

Este uso de após- como prefixo não é tão frequente quanto pós- e não deve ser confundido com alguns usos da preposição após: O burlão foi preso após venda de material falsificado; As duas facções assinaram o acordo de paz após guerra sangrenta que durou anos. Nestes casos, a preposição após é sinónima de “depois de”.

pub

Palavra do dia

ta·nas ta·nas


(origem obscura)
nome masculino de dois números

1. [Portugal, Informal, Depreciativo]   [Portugal, Informal, Depreciativo]  Pessoa indeterminada, considerada de pouco préstimo.

2. [Portugal, Informal]   [Portugal, Informal]  História para enganar. = MENTIROLA, PETA, TRAPAÇA


o tanas
[Portugal, Informal]   [Portugal, Informal]  Exclamação que indica desacordo ou refutação relativamente a afirmação anterior (ex.: ele trabalhou muito, o tanas, os outros é que fizeram tudo!). = O CARAÇAS

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/Condenando [consultado em 24-09-2022]