Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
fem. sing. de argênticoargêntico
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

ar·gên·ti·co ar·gên·ti·co
adjectivo
adjetivo

[Química]   [Química]  Diz-se do óxido e dos sais que têm por base a prata.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "Argêntica" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Questiono a existência da palavra extrudido ou estará incorrecta? Encontrei a palavra associada ao estado de alumínio, alumínio extrudido.
O vocábulo extrudido significa "que é obtido por extrusão", isto é, “que foi forçado a passar por uma fieira ou por um orifício para ficar com formato alongado”, sendo um adjectivo que qualifica essencialmente materiais maleáveis, plásticos ou metálicos (ex.: acrílico extrudido, alumínio extrudido, poliestireno extrudido). Esta palavra, que não se encontra registada em nenhum dos dicionários de língua portuguesa consultados, é muito usada em domínios tecnológicos e industriais. Corresponde ao particípio passado do verbo extrudir (também ele ainda não registado em dicionários gerais de língua portuguesa), derivado do verbo latino extrudere, que significa "empurrar para fora", "obrigar a sair". Este verbo ou o respectivo particípio adjectival encontram-se já atestados em dicionários gerais de outras línguas modernas como o espanhol (extrudir), o francês (extrudé) ou o inglês (extrude).
Paralelamente, encontra-se registado no Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa o adjectivo extrudado, com o mesmo significado acima atribuído a extrudido, tendo como etimologia uma derivação algo irregular pela aposição do sufixo verbal regular -ar ao radical extrud-, que seria uma alteração do radical extrus-, presente na palavra extrusão.




A palavra secção nos novos dicionários de várias editoras sofre alteração e passa a ser seção depois de aplicado o Acordo Ortográfico e não tem as duas grafias. No vosso conversor, secção não é convertida para seção. De qualquer maneira não faz nenhum sentido retirar o c à palavra secção e confunde-se com a palavra sessão na expressão oral, só se conseguindo distinguir na escrita. Como é que se pode explicar isto? Este acordo ortográfico não faz sentido nenhum nem sequer consigo entender como ninguém faz mais nada.
Como previsto pelo texto do Acordo Ortográfico de 1990, as duplas grafias são aceites pelo corrector ortográfico em casos em que a chamada "norma culta" hesita entre a prolação e o emudecimento das consoantes c e p. A "norma culta", que o texto legal tantas vezes invoca como critério para aproximar a grafia da pronúncia, é difícil de aferir, pelo que, para as opções do corrector ortográfico, a Priberam levou em consideração a transcrição fonética ou as indicações de ortoépia registadas em dicionários e vocabulários.

A grafia da palavra secção não sofre alteração com a aplicação do Acordo Ortográfico de 1990, uma vez que, na norma europeia do português, o -c- é pronunciado, como poderá verificar pela consulta de dicionários ou vocabulários com transcrição fonética ou ortoépica, nomeadamente no Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa ou no Dicionário Priberam da Língua Portuguesa. Este caso é semelhante a outros em que a consoante é pronunciada (ex.: adaptar, facto, intelectual, pacto) e que, consequentemente, não sofrem alteração no português europeu com a aplicação do Acordo Ortográfico de 1990.

A pronúncia se[s]ão não corresponde a uma articulação usual no português europeu, mas sim no português do Brasil, onde a grafia seção é a mais usual e coexiste com a grafia secção, correspondendo cada grafia a uma pronúncia diferente.

Estas diferenças de pronúncia entre a norma europeia do português e a norma brasileira originam que, mesmo com a aplicação do Acordo Ortográfico, sejam privilegiadas grafias diferentes em cada uma das normas (ex.: académico, facto e receção, na norma europeia; acadêmico, fato e recepção, na norma brasileira).

pub

Palavra do dia

ja·nis·tro·ques ja·nis·tro·ques
(origem obscura)
substantivo de dois géneros e de dois números

Pessoa que se considera ter pouca importância. = BIGORRILHAS, JOÃO-NINGUÉM, MEQUETREFE, ZÉ-NINGUÉM

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/Arg%C3%AAntica [consultado em 17-09-2019]