Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
ápiceápice | s. m.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

á·pi·ce á·pi·ce
(latim apex, -icis, ponta, cimo, auge, barrete, tiara)
substantivo masculino

1. Ponta ou extremidade superior de alguma coisa (ex.: a borboleta tem uma mancha branca no ápice das asas). = CUME, VÉRTICE

2. [Figurado]   [Figurado]  O mais alto grau; ponto máximo (ex.: ela está no ápice da sua carreira). = APOGEU, AUGE

3. Intervalo curto de tempo (ex.: montou o móvel num ápice). = ÁTIMO, INSTANTE, MOMENTO

4. [Anatomia]   [Anatomia]  Extremidade de um órgão ou de uma estrutura anatómica (ex.: ápice pulmonar).

5. [Anatomia]   [Anatomia]  Extremidade onde termina a raiz de um dente.

6. [Anatomia]   [Anatomia]  Ponta da língua.

7. [Botânica]   [Botânica]  Extremidade terminal de um órgão vegetal.

8. [Gramática]   [Gramática]  O mesmo que trema. (Também usado no plural.)


SinónimoSinônimo Geral: ÁPEX

pub

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Tenho curiosidade em saber, de uma vez por todas, qual a palavra mais correcta a usar: percentagem ou porcentagem?
A palavra percentagem, mais comum em Portugal do que no Brasil, tem origem no inglês percentage, enquanto a forma porcentagem, mais usual no Brasil, é formada por justaposição e sufixação da locução por cento. A palavra inglesa percentage deriva das palavras latinas per e centum, que estão também na origem dos portugueses por e cento. Tem sido discutida por alguns autores a preferência a dar a cada uma destas formas, mas a questão não parece consensual. Assim, o uso de qualquer uma destas palavras é perfeitamente aceitável, tanto mais que ambas se encontram registadas em dicionários de língua portuguesa. Alguns destes marcam a palavra porcentagem como brasileirismo, mas a análise da sua frequência em corpora e em motores de pesquisa da internet em sítios portugueses indica que, apesar de menos usada que no Brasil, a sua utilização por falantes portugueses é, ainda assim, significativa.

No que diz respeito aos derivados de percentagem/porcentagem também parece haver alguma ilogicidade no seu uso. Apesar de a variante porcentagem ser muito frequente no Brasil, o adjectivo percentual tem bastante mais frequência que porcentual (esta forma nem sequer se encontra registada nos mais recentes dicionários editados no Brasil, apesar de poder ser encontrada no Vocabulário Ortográfico da Academia Brasileira de Letras). Ora, parece natural que, se se der preferência à forma porcentagem num texto, se dê também preferência à forma correlata porcentual, o mesmo se aplicando a percentagem e percentual. Esta última é também correntemente usada como substantivo masculino, com o mesmo significado que percentagem/porcentagem, daí que possa persistir alguma indeterminação no uso de todas estas variantes.




Na frase: chegou o Inverno qual o sujeito da frase?
Na frase Chegou o Inverno, o sujeito da frase é o Inverno; este sujeito está posposto ao verbo pois há uma inversão da ordem mais usual no português (ordem Sujeito-Verbo-Objecto), que seria O Inverno chegou.

Para identificar qual o sujeito de uma frase, é possível utilizar a substituição desse constituinte por um pronome pessoal sujeito (ex.: eu, tu, ele) e observar também que o sujeito pode desencadear a flexão do verbo (ex.: eu cheguei, ele chegou). Do mesmo modo, é possível delimitar o sujeito, construindo estruturas que permitem identificá-lo: uma estrutura clivada que coloca o sujeito em contraste com o resto da frase (ex.: Foi o Inverno que chegou.); uma estrutura pseudoclivada (ex.: Quem/O que chegou foi o Inverno.) ou uma interrogativa sobre o grupo verbal (ex.: Pergunta: Quem/O que chegou? Resposta: O Inverno.).

pub

Palavra do dia

is·ca·ri·o·te is·ca·ri·o·te
([Judas] Iscariotes, antropónimo [discípulo de Cristo que o traiu])
substantivo masculino

1. [Informal]   [Informal]  Traidor ou falso amigo. = JUDAS

2. [Informal]   [Informal]  Trapaceiro, velhaco.

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/%C3%A1pice [consultado em 19-04-2019]