PT
BR
Pesquisar
Definições



ádito

Será que queria dizer adito?

A forma áditoé[nome masculino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
ádito1ádito1
( á·di·to

á·di·to

)


nome masculino

1. Entrada, acesso ou abertura.

2. Aproximação.

etimologiaOrigem etimológica:latim aditus, -us, ida, aproximação, acesso, de adeo, -ire, ir para.
Confrontar: ábdito.
ádito2ádito2
( á·di·to

á·di·to

)


nome masculino

1. Lugar secreto ou reservado.

2. Aquilo que contém uma causa oculta ou incompreensível. = ARCANO, MISTÉRIO, SEGREDO

etimologiaOrigem etimológica:latim adytum, -i ou adytus, -us, parte mais secreta de um templo, santuário, do grego ádutos, -os, -on , sagrado, impenetrável.
Confrontar: ábdito.
ádito3ádito3
( á·di·to

á·di·to

)


nome masculino

O que se acrescenta ou adita. = ACRESCENTAMENTO, ADITAMENTO

etimologiaOrigem etimológica:latim additus, -a, -um, particípio passado de addo, -ere, pôr junto, acrescentar.
Confrontar: ábdito.

Anagramas

Esta palavra no dicionário



Dúvidas linguísticas



Como se escreve: quere-la ou querêla?
As grafias quere-la, querê-la e querela são formas parónimas, isto é, formas diferentes com grafia e som semelhantes.

As formas quere-la e querê-la correspondem a formas verbais do verbo querer seguidas do clítico a, na forma -la (o pronome clítico -a assume a forma -la quando a forma verbal que o precede termina em -r, -s ou -z); quere-la pode transcrever-se foneticamente ['k3rilá] e corresponde à segunda pessoa do presente do indicativo (ex.: tu queres a sopa? = quere-la?), enquanto querê-la pode transcrever-se foneticamente [ki'relá] e corresponde ao infinitivo (ex.: para alcançares alguma coisa, tens de querê-la muito).

A grafia querela pode transcrever-se foneticamente [ki'r3lá] e corresponde a um substantivo feminino, cujo significado poderá consultar seguindo a hiperligação para o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa.




A palavra moral é classificada como masculina ou feminina?
Tal como pode verificar seguindo a hiperligação para o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, a palavra moral é usada como masculina e como feminina, consoante o seu significado.

Enquanto substantivo, designando “estado de espírito, disposição”, a palavra moral é do género masculino: “É preciso levantar o moral dos jogadores!”. Nos restantes sentidos mencionados no Dicionário Priberam – “conjunto de costumes, regras”; “ética”; “lição, ensinamento” – o substantivo moral é do género feminino: “De acordo com a moral e os bons costumes.”; “Escreveu um artigo sobre os princípios da moral kantiana.”; “Qual é a moral da história dos Três Porquinhos?”.

Enquanto adjectivo, a palavra moral (= relativo aos costumes, à ética) é usada quer com nomes (substantivos) masculinos, quer com nomes femininos: “Temos o dever moral de ajudar os outros.”, “Há normas morais que é preciso cumprir.”.