Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
xis-actoxis-atoxis-ato | s. m.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

xis·-ac·to |chizáto| xis·-a·to |chizáto| xis·-a·to |chizáto|
(X-Acto, marca registada)
substantivo masculino

Instrumento constituído por uma lâmina, geralmente retráctil, que se usa para cortar vários tipos de material flexível.Ver imagem = ESTILETE

Plural: xis-atos.Plural: xis-actos.

Ver também dúvida linguística: x-acto.

• Grafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990: xis-ato.
• Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: xis-acto.


• Grafia no Brasil: xis-ato.

• Grafia em Portugal: xis-acto.
pub

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Em uma cadeia alimentar existem vários estágios. A saber, primário, secundário, terciário, quaternário. Após o estágio quaternário como deve ser falado/escrito/definido o quinto item da sequência?
A dúvida colocada não tem fácil resolução, porque as palavras em causa não se comportam como numerais ordinais, mas como adjectivos, pelo que, quando se chega ao quaternário, não parece haver continuação disponível no léxico português. A sugestão que podemos fazer é a de que se utilize em vez destas palavras os numerais ordinais, cuja continuação é mais fácil (ex.: "primeiro estágio", "segundo estágio", "terceiro estágio", "quarto estágio", "quinto estágio", etc.).



Gostaria que me explicassem qual das expressões é a correta:
"Isto não tem nada a ver com aquilo."
"Isto não tem nada haver com aquilo."
Das frases que menciona, apenas a primeira (isto não tem nada a ver com aquilo) está correcta, pois, neste caso, a locução ter a ver com significa "estar relacionado com" ou "dizer respeito a" (ex.: fisicamente, o filho não tem nada a ver com o pai; quem disse que eu tenho alguma coisa a ver com essa história?). A segunda frase (*isto não tem nada haver com aquilo) está incorrecta e a dúvida resulta da semelhança fonética do verbo haver com a sequência a ver da locução ter a ver com.

É também a proximidade fonética entre ter a ver (com) e ter a haver que está na origem de outra dúvida muito semelhante, comum a muitos falantes de português, a que já respondemos aqui. É o caso em que a locução ter a ver (com) é confundida com a locução ter a haver, muito mais rara, que significa "ter a receber" ou “ficar na posse de algo” (ex.: a senhora ainda tem troco a haver; já recebi tudo, não tenho mais nada a haver). Nesse caso, qualquer frase decorrente de uma estrutura como ela não tem nada a _____ [ver/haver] com aquilo, é correcta: ela não tem nada a ver com aquilo significa “ela não tem relação com aquilo; aquilo não lhe diz respeito”; ela não tem nada a haver com aquilo significa “ela não recebe nada com aquilo”. No entanto, é altamente provável que, no caso dessa estrutura, a intenção seja indicar que o assunto ou a situação de que se está a falar [aquilo] não diz respeito ao interlocutor ou ao sujeito de quem se fala, pelo que, nesse caso, a única forma correcta de transmitir esse significado é através da locução ter a ver com, tal como ela é usada na frase isto não tem nada a ver com aquilo.

pub

Palavra do dia

ba·ci·lo ba·ci·lo
(latim bacillum, -i ou bacillus, -i, diminutivo de baculus, -i, varinha, vara, bastão)
substantivo masculino

1. [Biologia]   [Biologia]  Vibrião que determina doenças no organismo animal.


bacilo de Koch
[Biologia]   [Biologia]  Nome dado à bactéria que causa a tuberculose humana.

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/xis-acto [consultado em 24-03-2019]