PT
BR
Pesquisar
Definições



vilipendiação

A forma vilipendiaçãopode ser [derivação feminino singular de vilipendiarvilipendiar] ou [nome feminino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
vilipendiaçãovilipendiação
( vi·li·pen·di·a·ção

vi·li·pen·di·a·ção

)


nome feminino

Acto ou efeito de vilipendiar.

etimologiaOrigem etimológica:vilipendiar + -ção.
vilipendiarvilipendiar
( vi·li·pen·di·ar

vi·li·pen·di·ar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

1. Tratar com vilipêndio. = DESDENHAR, DESPREZAR, MENOSPREZAR

2. Considerar como vil ou indigno.

3. Desrespeitar.

etimologiaOrigem etimológica:vilipêndio + -ar.


Dúvidas linguísticas



Gostaria de saber o porque se usa tanto apartir de ou concerteza sendo que o correto é a partir de e com certeza ?
Este fenómeno acontece frequentemente com locuções muito usuais em que os utilizadores da língua têm dificuldades em identificar as fronteiras das palavras, o que tem como consequência erros ortográficos como apartir de (em vez de a partir de), concerteza (em vez de com certeza) ou derrepente (em vez de de repente).



A utilização da expressão à séria nunca foi tão utilizada. Quanto a mim esta expressão não faz qualquer sentido. Porque não utiliz am a expressão a sério?
A locução à séria segue a construção de outras tantas que são comuns na nossa língua (junção da contracção à com uma substantivação feminina de um adjectivo, formando locuções com valor adverbial): à antiga, à portuguesa, à muda, à moderna, à ligeira, à larga, à justa, à doida, etc.

Assim, a co-ocorrência de ambas as locuções pode ser pacífica, partindo do princípio que à séria se usará num contexto mais informal que a sério, que continua a ser a única das duas que se encontra dicionarizada. Bastará fazer uma pesquisa num motor de busca na internet para se aferir que à séria é comummente utilizada em textos de carácter mais informal ou cujo destinatário é um público jovem; a sério continua a ser a que apresenta mais ocorrências (num rácio de 566 para 31800!).