Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

verres

Palavra não encontrada. Se procurava uma das palavras seguintes, clique nela para consultar a sua definição.
Berres (norma europeia, na grafia pós-Acordo Ortográfico e norma brasileira)
Cerres (norma europeia, na grafia pós-Acordo Ortográfico e norma brasileira)
Ferres (norma europeia, na grafia pós-Acordo Ortográfico e norma brasileira)
Verdes (norma europeia, na grafia pós-Acordo Ortográfico e norma brasileira)
Veres (norma europeia, na grafia pós-Acordo Ortográfico e norma brasileira)
Verões (norma europeia, na grafia pós-Acordo Ortográfico e norma brasileira)
Vertes (norma europeia, na grafia pós-Acordo Ortográfico e norma brasileira)
Vires (norma europeia, na grafia pós-Acordo Ortográfico e norma brasileira)

Caso a palavra que procura não seja nenhuma das apresentadas acima, sugira-nos a sua inclusão no dicionário.
pub

Dúvidas linguísticas


Tenho algumas dúvidas relativamente à posição do pronome nas seguintes estruturas gramaticais, deve dizer-se: a) gostava de o ver ou gostava de vê-lo; b) tenho o prazer de o convidar ou tenho o prazer de convidá-lo?
Nas frases apontadas, ambas as hipóteses podem ser utilizadas e nenhuma delas é considerada incorrecta. Nas hipóteses gostava de vê-lo e tenho o prazer de convidá-lo, o pronome átono o ocupa a sua posição canónica, à direita do verbo de que depende (ver e convidar, respectivamente), mas, na colocação dos clíticos, as preposições provocam geralmente a próclise, isto é, a atracção do clítico para antes do verbo (gostava de o ver e tenho o prazer de o convidar). Esta colocação proclítica é, no entanto, obrigatória quando o verbo está no infinitivo flexionado (ex.: Empresto-te o livro, mas é para o leres com atenção; Ele indignou-se por lhe omitirmos informação; e nunca *Empresto-te o livro, mas é para lere-lo com atenção; *Ele indignou-se por omitirmos-lhe informação; o asterisco indica agramaticalidade).

A descrição feita acima não se aplica à preposição a, com a qual não há geralmente atracção do clítico (ex.: Eles estavam a insultar-se; Aconselhei as crianças a reconciliarem-se; e não *Eles estavam a se insultar; Aconselhei as crianças a se reconciliarem), senão em registos dialectais do português europeu e, mais frequentemente, no português do Brasil.




Gostaria que me esclarecessem se a palavra talhagem pode ou não ser utilizada. Utilizamos esta palavra em metalomecânica pois, além de vários outros equipamentos robotizados de maquinação industrial de peças de precisão como tornos de comando numérico CNC, rectificadoras, robôs de soldadura, temos uma talhadora e costumamos designar o trabalho realizado por esta máquina de talhagem, mas ainda não o encontramos em nenhum dicionário.
A palavra talhagem segue as regras de boa formação da língua portuguesa; é formada a partir do verbo talhar a que se junta o sufixo -agem, que pode exprimir a acção do verbo. A palavra não se encontra registada em nenhum dos dicionários ou vocabulários consultados, tanto portugueses como brasileiros, mas isso não interdita o seu uso; no entanto, para o mesmo significado geral de acto ou efeito de talhar encontram-se registadas em vários dicionários as palavras talha, talhadura, talhamento ou talho, que podem ser alternativa, sendo que em talha e talho se encontram registadas acepções específicas relativas ao corte de metal.

Palavra do dia

cor·mo·rão cor·mo·rão


(francês cormoran)
nome masculino

[Ornitologia]   [Ornitologia]  Designação dada a várias aves aquáticas do género Phalacrocorax, de plumagem negra ou acinzentada, pescoço longo, bico comprido e recurvado e patas curtas, do tamanho aproximado de um pato. = BIGUÁ, CORVO-MARINHO, GALHETA

Plural: cormorões.Plural: cormorões.
pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/verres [consultado em 03-07-2022]