Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

tainha-dos-rios

tainha-dos-riostainha-dos-rios | n. f.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

ta·i·nha·-dos·-ri·os ta·i·nha·-dos·-ri·os


nome feminino

Muge; cadoz; tenca.

pub

Parecidas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais

Fernando Manuel da Silva Tainha Quinta das Oliveirinhas, 2040-158 Marmeleira- Rio Maior 1º Cabo Fernando Pereira Dias Cozinheiro Falecido Fernando Tavares Sousa Pinto Falecido Francisco António N. Merendão Aldeia dos Ruins, 7900-113 Ferreira do Alentejo 1º Cabo Devol. Francisco António Silva Chainça Rua da

Em guerreiros-da-paz4.blogs.sapo.pt

Fernando Manuel da Silva Tainha Quinta das Oliveirinhas, 2040-158 Marmeleira- Rio Maior 1º Cabo Fernando Pereira Dias Cozinheiro Falecido Fernando Tavares Sousa Pinto Falecido Francisco António N. Merendão Aldeia dos Ruins, 7900-113 Ferreira do Alentejo 1º Cabo Devol. Francisco António Silva Chainça Rua da

Em guerreiros-da-paz4.blogs.sapo.pt

dimensões da sustentabilidade a nível local. A estratégica municipal tem como objetivos reduzir as pressões sobre a biodiversidade, reabilitar e restaurar os ecossistemas, promover a utilização sustentável dos recursos biológicos e aproximar os cidadãos dos rios e ribeiras, aumentando a felicidade das

Em NOTICIAS DO RIBATEJO

E O SEU VALOR As diferenças entre a tainha e o garrento são poucas, exceto na malha dourada no opérculo e na espessa camada de garro. Neste artigo vou falar-vos dos valores da tainha não só do valor que tem em competição como da parte gastronómica. Todos os anos os clubes do Norte, Centro e Sul

Em dicasdepesca.blogs.sapo.pt

A degradação ambiental está ameaçando a sobrevivência de duas espécies muito apreciadas pela culinária pernambucana. Uma pesquisa feita por biólogos do Laboratório de Genômica Evolutiva e Ambiental da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) no estuário dos Rios Capibaribe, Goiana, Jaguaribe

Em Rede Brasil de Noticias - O Point da Informação
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Qual é o diminutivo da palavra foto? Esse diminutivo é masculino ou feminino?
A adjunção de sufixos diminutivos não altera as propriedades morfossintácticas do derivante, que são herdadas pelo derivado. Assim, por exemplo, os sufixos -inho e -zinho alteram apenas a informação semântica (o juízo de valor que se faz sobre a forma de base a que se juntam), mantendo a mesma categoria sintáctica e o mesmo género do derivante: quando se associam a um adjectivo geram um adjectivo (moderno/a - moderninho/a - modernozinho/a), quando se associam a um nome geram um nome (papel - papelinho - papelzinho) e quando se associam a um advérbio geram um advérbio (devagar - devagarinho - devagarzinho).

Tradicionalmente, os sufixos -inho e -zinho são considerados o mesmo, sendo a consoante -z- encarada como um elemento de ligação, pelo que a forma -zinho é tida como uma variante de -inho. No entanto, o seu emprego é distinto, já que se associam a diferentes formas de base, o que faz deles mais do que meras variantes. O sufixo -inho associa-se a radicais, mantendo sempre a vogal da forma de base no caso de palavras de tema em -a ou -o (ex.: um livro - um livrinho; uma caneta - uma canetinha; um pijama - um pijaminha; uma tribo - uma tribinho) e, no caso de palavras de tema em -e ou de tema nulo, substituindo a vogal da forma de base por -a e por -o, consoante os valores de feminino e masculino, respectivamente, da palavra de base (ex.: um sabonete - um sabonetinho; uma semente - uma sementinha; um anel - um anelinho; uma espiral - uma espiralinha). O sufixo -zinho associa-se a palavras (e não a radicais), mantendo a vogal temática de acordo com o género da palavra de base (ex.: um livro - um livrozinho; uma caneta - uma canetazinha; um pijama - um pijamazinho; uma tribo - uma tribozinha; um sabonete - um sabonetezinho; uma semente - uma sementezinha; um anel - um anelzinho; uma espiral - uma espiralzinha). O mesmo é válido para os sufixos -ito e -zito.

Posto isto, o substantivo feminino foto (redução de fotografia) pode apresentar vários diminutivos, consoante os sufixos usados, sendo todos femininos: uma foto - uma fotinho, uma fotozinha, uma fotito, uma fotozita. Não há muitos substantivos femininos terminados em -o (para além de foto e tribo, a lista inclui expo (redução de exposição), imago, libido, moto, virago e pouco mais) e o seu uso no grau diminutivo não é dos mais frequentes, o que justifica as hesitações e, por vezes, as incorrecções de alguns falantes.




Porque é que há uma insistência tão grande em dizer deslargar, destrocar, etc? Há alguma razão que eu desconheça? Na minha modesta opinião estas palavras são insultos à nossa bela língua portuguesa. Estarei certa?
O prefixo des-, para além de exprimir as noções de afastamento (ex.: desabafar, deslocar), negação ou privação (ex.: desacordar, desagradável), cessação (ex.: desimpedir, desacelerar) ou separação (ex.: descascar, desfolhar), é também utilizado na língua portuguesa como partícula de reforço. Assim, poderá encontrar em dicionários de português palavras como desabalar, destrocar ou desinquieto, registadas devido à sua frequência, apesar de serem geralmente aceitáveis apenas em contextos mais informais e na oralidade. O falante deverá sempre adequar a utilização destas palavras ao nível de língua apropriado.

Existem outros prefixos na língua com esta função de reforço. São os chamados prefixos protéticos, porque não acrescentam valores semânticos às palavras às quais se apõem (ex.: amostrar, assoprar).

pub

Palavra do dia

per·ca·li·na per·ca·li·na


(francês percaline)
nome feminino

Tecido de algodão, leve e lustroso, empregado sobretudo em forros e em encadernações de livros.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/tainha-dos-rios [consultado em 20-01-2022]