Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub

solagens

Palavra não encontrada. Se procurava uma das palavras seguintes, clique nela para consultar a sua definição.

Caso a palavra que procura não seja nenhuma das apresentadas acima, sugira-nos a sua inclusão no dicionário.
pub

Dúvidas linguísticas


Minha dúvida é a seguinte: Quando eu digo que vou emprestar algo (vou-te emprestar minha camiseta, por exemplo), essa frase está errada? E quando digo que vou emprestar algo de alguém (vou emprestar sua camiseta, por exemplo)? Queria saber se ambas as frases estão corretas, se são ambíguas ou algo do gênero ou se o verbo emprestar tem um jeito certo de ser usado.
O verbo emprestar é transitivo directo e pode significar “transferir ou dar temporariamente alguma coisa”, não necessariamente uma coisa possuída por quem empresta (neste sentido, vou-te emprestar a minha camisa significa vou ceder-te a minha camisa temporariamente e vou emprestar a sua camisa significa vou ceder temporariamente a sua camisa a outra pessoa). No português do Brasil, o verbo emprestar pode significar também “pedir temporariamente uma coisa a outrem” (neste sentido, vou emprestar a sua camisa significa vou pedir temporariamente a sua camisa). Por este motivo, ambas as frases estão correctas, podendo a segunda ser ambígua no português do Brasil.



Usa-se preposição depois de ante? Ex.: A música foi executada ante ao rei. ou A música foi executada ante o rei.
A palavra ante é uma preposição e, como regra geral, as preposições não ocorrem em posições adjacentes. Os casos excepcionais de acumulação de preposições dizem respeito a ocorrências de duas preposições que pertencem ao mesmo constituinte, mas não formam uma locução, antes mantêm cada uma o seu valor (ex.: deu uma corrida por entre as árvores; saiu de entre a folhagem; o pássaro vive em grupos de até 100 indivíduos; voava por sobre as nuvens; subiu até ao último degrau; fui injusto para com o miúdo). Esta combinação de preposições não é obrigatória (na maioria dos casos, poderia estar presente apenas uma das preposições), e é entendida como reforço ou ênfase. Apesar de utilizadas por muitos escritores consagrados, como Eça ou Camilo, estas construções são mesmo desaconselhadas ou consideradas erróneas por alguns autores.

A preposição ante não pertence, contudo, ao grupo de preposições que mais usualmente se combinam com outras (até a, com até, de até, de sob, de sobre, de entre, para com, para entre, para sob, para sobre, por entre, por sob, por sobre), pelo que será preferível a utilização de A música foi executada ante o rei em detrimento de A música foi executada ante ao rei.

Palavra do dia

eins·têi·ni·o eins·têi·ni·o


([Albert] Einstein, antropónimo [físico alemão] + -io)
nome masculino

[Química]   [Química]  Elemento químico artificial (símbolo: Es), de número atómico 99. = EINSTÉNIO

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/solagens [consultado em 18-04-2021]