Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
sambasamba | s. m.
3ª pess. sing. pres. ind. de sambarsambar
2ª pess. sing. imp. de sambarsambar
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

sam·ba sam·ba
(origem controversa)
substantivo masculino

1. Dança cantada, de origem africana, compasso binário e acompanhamento obrigatoriamente sincopado. [O samba rural distingue-se do samba urbano, no carácter musical e na coreografia.]

2. Música que acompanha essa dança.

3. [Brasil]   [Brasil]  Baile popular, sobretudo aquele em que predomina essa dança. = ARRASTA-PÉ

4. [Brasil]   [Brasil]  Aguardente de cana. = CACHAÇA


samba de enredo
[Brasil]   [Brasil]   [Música]   [Música]  Samba que as escolas de samba compõem para ser apresentado durante os desfiles carnavalescos e que obedece a um tema comum às restantes escolas. = SAMBA-ENREDO

samba de partido-alto
[Brasil]   [Brasil]   [Música]   [Música]  Variedade de samba cantado, em que os participantes cantam primeiro um refrão curto e depois improvisam versos a solo. = PARTIDO-ALTO

samba de roda
[Brasil]   [Brasil]   [Música]   [Música]  Variedade de samba acompanhado de canções e palmas, em que os sambistas estão dispostos em círculo.


sam·bar sam·bar - ConjugarConjugar
(samba + -ar)
verbo intransitivo

1. [Brasil]   [Brasil]  Frequentar sambas.

2. Dançar o samba.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "samba" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Tenho curiosidade em saber, de uma vez por todas, qual a palavra mais correcta a usar: percentagem ou porcentagem?
A palavra percentagem, mais comum em Portugal do que no Brasil, tem origem no inglês percentage, enquanto a forma porcentagem, mais usual no Brasil, é formada por justaposição e sufixação da locução por cento. A palavra inglesa percentage deriva das palavras latinas per e centum, que estão também na origem dos portugueses por e cento. Tem sido discutida por alguns autores a preferência a dar a cada uma destas formas, mas a questão não parece consensual. Assim, o uso de qualquer uma destas palavras é perfeitamente aceitável, tanto mais que ambas se encontram registadas em dicionários de língua portuguesa. Alguns destes marcam a palavra porcentagem como brasileirismo, mas a análise da sua frequência em corpora e em motores de pesquisa da internet em sítios portugueses indica que, apesar de menos usada que no Brasil, a sua utilização por falantes portugueses é, ainda assim, significativa.

No que diz respeito aos derivados de percentagem/porcentagem também parece haver alguma ilogicidade no seu uso. Apesar de a variante porcentagem ser muito frequente no Brasil, o adjectivo percentual tem bastante mais frequência que porcentual (esta forma nem sequer se encontra registada nos mais recentes dicionários editados no Brasil, apesar de poder ser encontrada no Vocabulário Ortográfico da Academia Brasileira de Letras). Ora, parece natural que, se se der preferência à forma porcentagem num texto, se dê também preferência à forma correlata porcentual, o mesmo se aplicando a percentagem e percentual. Esta última é também correntemente usada como substantivo masculino, com o mesmo significado que percentagem/porcentagem, daí que possa persistir alguma indeterminação no uso de todas estas variantes.




No novo acordo ortográfico está assinalado que os axiônimos (pronomes de tratamento e expressões de reverência) só são usados com a inicial minúscula: senhor doutor Joaquim da Silva, excelentíssimo senhor, etc. Nesse item são inseridos os títulos também apesar dessa palavra nãos estar grafada no texto do acordo, só são colocados os exemplos: bacharel Mário Abrantes, cardeal Bembo. Todavia verifiquei que há estudiosos da língua, que ao comentarem o Novo Acordo Ortográfico (1990) citam que os axiônimos e títulos podem ter o uso facultativo de inicial maiúscula ou minúscula, podendo ser escritos: bacharel/Bacharel Mário Abrantes, cardeal/Cardeal Bembo, excelentíssimo senhor Augusto Barroso/ Excelentíssimo Senhor Augusto Barroso. Afinal, as iniciais dos axiônimos e títulos podem ser escritas somente com minúscula ou aceitam o uso facultativo em minúscula/maiúscula?
O Acordo Ortográfico de 1990 altera alguns usos decorrentes das disposições do Acordo Ortográfico de 1945 e do Formulário Ortográfico de 1943, os textos legais anteriormente em vigor, respectivamente, para a norma europeia e para a norma brasileira do português.

Desconhecendo os comentários dos estudiosos da língua que refere, podemos apenas indicar que, relativamente à designação de formas de tratamento ou de reverência (axiónimos), a alínea f) do ponto 1º da Base XIX do Acordo de 1990 estipula claramente que os mesmos devem ser escritos com inicial minúscula (ilustrando com os exemplos senhor doutor Joaquim da Silva, bacharel Mário Abrantes, o cardeal Bembo), como, aliás, menciona na sua mensagem. A mesma alínea ressalva a possibilidade de se usar minúscula inicial ou maiúscula inicial apenas no caso de nomes de santos ou nomes próprios ligados à religião (hagiónimos), como santa Filomena, que também pode ser grafado Santa Filomena. A Base XIX termina com a seguinte nota: “As disposições sobre os usos das minúsculas e maiúsculas não obstam a que obras especializadas observem regras próprias, provindas de códigos ou normalizações específicas (terminologias antropológica, geológica, bibliológica, botânica, zoológica, etc.), promanadas de entidades científicas ou normalizadoras reconhecidas internacionalmente.” Esta observação não parece contemplar a facultatividade de inicial minúscula ou maiúscula no caso dos axiónimos, pelo que, à luz do texto legal, os axiónimos devem ser escritos com inicial minúscula.

pub

Palavra do dia

is·ca·ri·o·te is·ca·ri·o·te
([Judas] Iscariotes, antropónimo [discípulo de Cristo que o traiu])
substantivo masculino

1. [Informal]   [Informal]  Traidor ou falso amigo. = JUDAS

2. [Informal]   [Informal]  Trapaceiro, velhaco.

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/samba [consultado em 19-04-2019]