Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

pseudo-especialista

pseudo-especialistapseudoespecialistapseudo-especialistapseudoespecialista | adj. 2 g. n. 2 g.
masc. e fem. sing. de especialistaespecialista
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

pseu·do·-es·pe·ci·a·lis·ta |dò|pseu·do·es·pe·ci·a·lis·ta |dò|pseu·do·-es·pe·ci·a·lis·ta |dò|pseu·do·es·pe·ci·a·lis·ta |dò|


(pseudo- + especialista)
adjectivo de dois géneros e nome de dois géneros
adjetivo de dois géneros e nome de dois géneros

[Depreciativo]   [Depreciativo]  Que ou quem pretende passar por especialista (ex.: opinião pseudo-especialista; o pseudo-especialista é geralmente impreciso).

Plural: pseudo-especialistas.

• Grafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990: pseudoespecialista.
• Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: pseudo-especialista.


• Grafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990: pseudoespecialista.
• Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: pseudo-especialista


es·pe·ci·a·lis·ta es·pe·ci·a·lis·ta


(especial + -ista)
adjectivo de dois géneros e nome de dois géneros
adjetivo de dois géneros e nome de dois géneros

1. Que ou quem se dedica a uma ciência ou uma arte.

2. Que ou quem se especializou em determinada área do saber ou sabe muito sobre determinada coisa. = PERITO

3. Diz-se de ou médico que se consagra ao estudo de uma especialidade médica ou ao tratamento de certa ordem de doenças (ex.: médico especialista; o hospital tem falta de especialistas em medicina interna).

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "pseudo-especialista" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Esta palavra em blogues

Ver mais

, principalmente, no primeiros 15 dias. Os quadros de exantema (manchas vermelhas) e urticária costumam ser mais precoces, com início concomitante aos sintomas gerais ou nos dois primeiros dias. As manifestações vasculares, como pseudo -eritema pérnio (manchas roxas nas extremidades de mãos e pés), púrpura e

Em Caderno B

Nação - mesmo que ela seja tão pequena, como Portugal - pode perdurar por séculos nos povos e nos lugares longinquos, influenci⁹ando ao longo de gerações! Haverá quem discorde desse fenomeno, tentando dar outras explicações. Intelectuais ou pseudo -intelectuais, historiadores ou pseudo historiadores

Em ARESELVASS

volta de um pseudo amor verdadeiro tem a orbitar em seu torno outras tantas questões sociais como a exploração no trabalho, a motivação da emigração (ilegal) para a Europa, os casamentos arranjados, o papel da mulher, o papel da religião e a existência/presença de espíritos. Gostei mais do filme depois

Em Mergulhos fonol

Especialista em treino desportivo, Nuno Teixera considera que é "ridículo" manter treinos em que os jogadores "têm de respeitar um pseudo -distanciamento social ". No plano desportivo, Nuno Teixeira enumera alguns aspetos segundo os quais o campeonato será injusto para várias equipas. "Parece

Em Fora-de-jogo

tempo é especialista em criar ausências: do sentido de viver em sociedade, do próprio sentido da experiência da vida. Isso gera uma intolerância muito grande com relação a quem ainda é capaz de experimentar o prazer de estar vivo, de dançar, de cantar. E está cheio de pequenas constelações de gente

Em MUSING ON CULTURE
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Venho por este meio para me tirarem uma dúvida que é a seguinte: Quando uma pessoa muda de uma região para a outra, mas dentro do próprio país, como se diz? Emigrar ou Imigrar? E quando uma pessoa vai para outro país para trabalhar e para viver?
Os verbos emigrar e imigrar têm em comum o significado de migrar, e apenas diferem no ponto de vista, isto é, emigrar é "sair, temporária ou definitivamente, do seu país ou região" e imigrar é "entrar e fixar-se, periódica ou definitivamente, num outro país ou região" (o mesmo se aplica aos respectivos derivados, como emigrante/imigrante, emigração/imigração). Esta diferença deve-se ao facto de o verbo emigrar conter, já em latim, um elemento e- ou ex-, que deriva da preposição latina ex e que indica "movimento para fora", da mesma forma que o verbo imigrar contém um elemento i- ou in-, que deriva da preposição latina in e que indica "movimento para dentro".

Assim, pode dizer-se, por exemplo, que um português que vai trabalhar para o estrangeiro emigra, relativamente a Portugal (ex.: o pai dele emigrou aos 17 anos; estava a pensar emigrar para a Austrália), e imigra, relativamente ao país de acolhimento (ex.: a família imigrou e já vive neste país há uma década); da mesma forma, um estrangeiro que veio trabalhar para Portugal é imigrante neste país (ex.: os imigrantes permitem rejuvenescer a população envelhecida) e emigrante no seu país de origem (ex.: todos os meses, o emigrante envia dinheiro à família).

Como foi dito acima, qualquer um destes verbos (e ainda o verbo migrar) pode ser usado tanto para uma acção de mudança de país como de região (ex.: abandonaram o cultivo dos campos e emigraram para a cidade; imigrara vinte anos antes, vindo dos Açores).




Não encontro a palavra desinserido em qualquer dicionário. No entanto ela é profusamente utilizada. É correcto utilizá-la?
De facto, o adjectivo participial desinserido ou o verbo desinserir de que deriva não se encontram registados em nenhum dicionário ou vocabulário consultado. Da mesma família de palavras com o prefixo des-, apenas é possível encontrar a palavra desinserção no Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea (Academia das Ciências/Verbo, 2001) e no Grande Dicionário Língua Portuguesa (Porto Editora, 2004). Qualquer destas palavras está correctamente formada, pois trata-se de derivações formadas com o prefixo de negação des- e com as palavras inserido, inserir e inserção, respectivamente.
pub

Palavra do dia

con·ge·ni·al con·ge·ni·al


(con- + genial)
adjectivo de dois géneros
adjetivo de dois géneros

1. Conforme ao génio ou à índole de alguém ou de alguma coisa (ex.: era a rebeldia congenial da adolescência). = INERENTE

2. Próprio por natureza; que vem desde o nascimento (ex.: sentimentos congeniais; virtude congenial). = CONATO, CONGÉNITO, INATO, INGÉNITO, NATO, NATURAL

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/pseudo-especialista [consultado em 02-12-2021]