PT
BR
Pesquisar
Definições



posta

A forma postapode ser [feminino singular de postoposto], [feminino singular particípio passado de pôrpôr], [segunda pessoa singular do imperativo de postarpostar], [terceira pessoa singular do presente do indicativo de postarpostar] ou [nome feminino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
postaposta
( pos·ta

pos·ta

)
Imagem

Pedaço de carne ou peixe; talhada.


nome feminino

1. Pedaço de carne ou peixe; talhada.Imagem

2. Administração do correio; correio.

3. [Antigo] [Antigo] Estação de muda dos cavalos das diligências.

4. [Popular] [Popular] Emprego rendoso.

5. [Regionalismo] [Regionalismo] Bosta.


arrotar postas de pescada

[Informal] [Informal] Gabar-se, vangloriar-se.

fazer em postas

Derrotar; destruir; aniquilar.

postar1postar1
( pos·tar

pos·tar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

1. Colocar (alguém) num posto ou lugar.

2. [Antigo] [Antigo] Compor; fabricar; reparar.


verbo pronominal

3. Permanecer muito tempo num lugar.

etimologiaOrigem etimológica:posto + -ar.
postar2postar2
( pos·tar

pos·tar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

1. [Informática] [Informática] Publicar numa página da Internet (ex.: postar um comentário).

2. [Brasil] [Brasil] Pôr no correio (ex.: postar a correspondência).

3. [Brasil] [Brasil] Enviar pelo correio.

etimologiaOrigem etimológica:francês poster.
pôrpôr
Conjugação:irregular.
Particípio:irregular.


verbo transitivo

1. Deixar ficar algo num local ou levar algo até lá. = COLOCARRETIRAR, TIRAR

2. Colocar, dispor.

3. Depositar.

4. Usar uma peça de vestuário ou de calçado. = CALÇAR, VESTIR

5. Adornar com.

6. Aplicar, assentar.

7. Empregar.

8. Colocar dentro (ex.: pôs a mão no bolso). = INTRODUZIR, METER

9. Incutir.

10. Fazer chegar a um sítio (ex.: o metro põe-nos lá rapidamente).

11. Estabelecer.

12. Fazer consistir.

13. Cifrar.

14. Imputar.

15. Fixar.

16. Lançar (em leilão).

17. Apostar.

18. Concorrer com.

19. Gastar, demorar-se.

20. Impor.

21. Atribuir, notar.

22. Mostrar, expor.

23. Incluir.

24. Intercalar.

25. Escrever (ex.: ponha a frase no futuro).

26. Supor.

27. Propor; formular.

28. Atribuir (ex.: já puseste nome ao gato?).

29. Fazer ficar (ex.: o miúdo põe o avô bem-disposto). = DEIXAR


verbo transitivo e intransitivo

30. Expelir (o ovo).


verbo pronominal

31. Colocar-se.

32. Dedicar-se.

33. Aventurar-se.

34. Exercitar-se.

35. Pousar (a ave).

36. Deslocar-se para.

37. Chegar a (ex.: pões-te em casa num instante).

38. Ficar (ex.: ponho-me boa depressa).

39. Desaparecer na linha do horizonte (ex.: o sol hoje põe-se às 19h35).

40. Dar início a determinada acção (ex.: pôs-se aos gritos).


verbo auxiliar

41. Usa-se, seguido de um verbo no infinitivo, precedido pela preposição a, para indicar início da acção (ex.: pôs-se a gritar).


nome masculino

42. Declínio de um astro no horizonte. = OCASO

43. Aspecto do céu (no ocaso).

44. Acto de pôr (a ave). = POSTURA

45. Disposição.

etimologiaOrigem etimológica:latim pono, ponere.
Confrontar: por.
postoposto
|ô| |ô|
( pos·to

pos·to

)


adjectivoadjetivo

1. Vestido, enfeitado.


nome masculino

2. Lugar em que está um militar de serviço.

3. Corpo da guarda.

4. Qualquer lugar ocupado por tropa.

5. Graduação militar.

6. Emprego, cargo, dignidade.

7. Lugar de venda.

8. [Brasil] [Brasil] Casa numa fazenda onde habita o guarda.

9. [Marinha] [Marinha] Lugar destinado a um navio de uma esquadra.


a postos

Preparado ou pronto para algo; cada um no seu lugar (ex.: já está tudo a postos?).

posto avançado

A força militar mais próxima do inimigo.

posto de sentinela

O lugar onde a sentinela está colocada e além do qual não lhe é permitido passar.

posto de trabalho

Emprego.

posto que

Ainda que, bem que; embora, apesar de.

Expressão que indica causa. = DADO QUE, VISTO QUE

posto de gasolina

Estabelecimento comercial de abastecimento de combustível. = BOMBA DE GASOLINA

vistoPlural: postos |ó|.
iconPlural: postos |ó|.

Auxiliares de tradução

Traduzir "posta" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas



Gostaria de saber qual é a forma correta para a palavra: periimplantar, peri-implantar ou perimplantar?
Para a grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990, das obras de referência consultadas, apenas o Tratado de Ortografia da Língua Portuguesa, de Rebelo Gonçalves (Coimbra: Atlântida - Livraria Editora, 1947), inclui o prefixo peri- entre os que “não serão, em caso algum, seguidos de hífen” (p. 252), dando como outros exemplos os elementos de formação ambi-, anfi-, apo-, bi-, cis-, des-, endo-, epi-, exo-, hemi-, hipo-, intro-, intus-, meta-, para-, re-, retro- e tele-; a formação de palavras com estes elementos compositivos obriga à supressão do h ou duplicação do r e do s, caso os vocábulos a que se apõem se iniciem por essas letras (ex.: periepatite, birrefringente, parassífilis).

No entanto, mesmo que não houvesse menção específica a este prefixo em obras de referência, seria sempre possível fazer uma analogia com outras palavras iniciadas pelo prefixo peri- e registadas em dicionários ou vocabulários de língua portuguesa (ex.: perianal, perioftalmia, perirrenal, perissístole, periurbano), o que indicaria que a forma correcta é periimplantar, uma vez que nenhuma dessas palavras é hifenizada, nem sequer quando o prefixo é aposto a um elemento começado por vogal (perianal), por s (perissístole) ou por r (perirrenal).

Relativamente ao uso dos prefixos, o Acordo Ortográfico de 1990 prevê regras mais gerais e contextuais do que os textos legais anteriores. Segundo a base XVI, 1º, alínea b), deve ser usado o hífen «nas formações em que o prefixo ou pseudoprefixo termina na mesma vogal com que se inicia o segundo elemento: anti-ibérico, contra-almirante, infra-axilar, supra-auricular; arqui-irmandade, auto-observação, eletro-ótica, micro-onda, semi-interno.» Assim sendo, aplica-se esta regra também ao elemento prefixal peri-, pelo que, segundo este texto legal, a palavra periimplantar deverá passar a ser grafada peri-implantar.

A forma perimplantar, apesar de mais rara (segundo pesquisas em corpora e em motores de busca da internet), também não pode ser considerada incorrecta, pois trata-se da elisão da vogal final do prefixo diante da vogal do elemento seguinte. A este respeito, Rebelo Gonçalves, no seu Tratado de Ortografia da Língua Portuguesa (Coimbra: Atlântida, 1947, pp. 252-253), refere que se deve prever também "o caso de um prefixo não aparecer em forma plena, por terminar em vogal e esta se elidir ante uma vogal do elemento imediato: endartrite, etc".




Por que motivo algumas palavras fazem o diminutivo com S e outras com Z?
Entre os sufixos mais produtivos para a formação de diminutivos encontram-se -inho e -zinho. Desta forma, poderá, por exemplo, formar as palavras livrinho (livro + -inho) e livrozinho (livro + -zinho). Só poderá haver um -s- num diminutivo se a palavra primitiva já o contiver, pois não há, em português, um sufixo -sinho. Por exemplo, nas palavras adeusinho ou vasinho há um -s- porque as palavras são formadas de adeus ou vaso + -inho.