PT
BR
Pesquisar
Definições



obrigação

A forma obrigaçãopode ser [derivação feminino singular de obrigarobrigar], [nome feminino plural] ou [nome feminino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
obrigaçãoobrigação
( o·bri·ga·ção

o·bri·ga·ção

)


nome feminino

1. Dever.

2. Necessidade moral.

3. Encargo, compromisso.

4. Emprego, mister.

5. Imposição, preceito.

6. Documento que torna exigível um acto ao signatário. = ESCRITURA

7. [Economia] [Economia] Título que representa capitais emprestados a companhias comerciais ou industriais, e que dá direitos (não confundíveis com os dos accionistas) a determinados interesses nos lucros.

obrigações


nome feminino plural

8. [Popular] [Popular] Pessoas da casa. = FAMÍLIA

etimologiaOrigem etimológica:latim obligatio, -onis.
obrigarobrigar
( o·bri·gar

o·bri·gar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

1. Impor obrigação a.

2. Constranger; forçar.

3. Levar (outrem) a fazer, a se decidir, etc.

4. Impelir.

5. Sujeitar; comprometer.

6. Hipotecar.

7. Cativar (por meio de finezas, etc.).


verbo intransitivo

8. Impor obrigações; exigir cumprimento.


verbo pronominal

9. Contrair obrigação.

10. Sujeitar-se.

11. Prometer, cumprir.

12. Responsabilizar-se.

13. Ficar sujeito.

Auxiliares de tradução

Traduzir "obrigação" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas



Quando atendemos um telefone é correto falar "pois não"?
A locução adverbial interrogativa pois não usa-se para saber o que alguém pretende ou para mostrar disponibilidade para ouvir uma solicitação, pelo que pode ser utilizada como fórmula de atendimento de uma chamada telefónica.



Numa frase em que se queira dizer para não continuar ou não voltar a ser escravo/servo de algo ou alguém, está correto "não sirvamos mais o.." ou "não sirvamos mais ao..."? Que opção está correta e porquê?
De acordo com o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa ou com o Novo Dicionário Aurélio, o verbo servir, nas acepções “trabalhar como servo”, “fazer de criado” ou “prestar serviços ou trabalhar como empregado”, pode ser transitivo indirecto, isto é, selecciona argumentos iniciados por preposição (ex.: deixou de servir àquela família), transitivo directo, isto é, selecciona objectos directos não iniciados por preposição (ex.: serviu a família durante 20 anos) e intransitivo, isto é, admite construções sem complemento nominal (ex.: ele estava ali para servir). Assim sendo, ambas as construções que refere podem ser consideradas correctas.