Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

nisense

nisensenisense | adj. 2 g. | n. 2 g.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

ni·sen·se ni·sen·se


(Nisa, topónimo + -ense)
adjectivo de dois géneros
adjetivo de dois géneros

1. Relativo ou pertencente à vila e ao concelho português de Nisa, no distrito de Portalegre.

nome de dois géneros

2. Natural ou habitante de Nisa.

pub

Parecidas

Anagramas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais

...sete prémios distribuídos pelo Distrito de Portalegre”, como refere uma pequena nota da Autarquia nisense nas redes sociais a este propósito..

Em Notícias de Castelo de Vide

de Nisa Para o efeito, a autarquia nisense adquiriu 1000 testes às farmácias de Nisa e anuncia que prosseguirá em breve a...

Em Notícias de Castelo de Vide

“Este relevo constitui-se como uma divulgação importante de um ex-libris do artesanato nisense bem como da marca “éNisa éNosso

Em Notícias de Castelo de Vide

de Saúde, Sociedade Musical Nisense e autarquias (Câmara e Juntas de Freguesia do Espírito Santo, Senhora da Graça e...

Em Notícias de Castelo de Vide

A Autarquia nisense recorda numa nota emitida sobre o assunto que, para esta nova fase de vacinação,...

Em Notícias de Castelo de Vide
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Eu gostaria de obter informação sobre a forma plural correta para o termo hora-extra, ou hora extra, que designa horas trabalhadas além do expediente regular do funcionário de uma instituição. A forma correta é horas extra, horas extras ou hora extras?
A grafia correcta é hora extra, sem hífen, e o plural é horas extras.



Agradecia que me dessem a vossa opinião quanto à classificação sintáctica da oração e não sei quem é que se encontra nos seguintes versos pessoanos: "É curioso que toda a vida do indivíduo que ali mora, e não sei quem é, atrai-me só por essa luz visitada de longe".
De acordo com o espólio do heterónimo pessoano Alberto Caeiro, disponibilizado on-line pela Biblioteca Nacional, o verso do poema "É noite" é ligeiramente diferente: "É curioso que toda a vida do indivíduo que ali mora, e que não sei quem é, // Atrai-me só por essa luz visitada de longe". Na expressão e que não sei quem é estão contidas duas orações: a primeira é uma oração subordinante (e que não sei) cujo verbo (saber) necessita de um complemento directo obrigatório que corresponde à segunda oração (quem é), que pode ser classificada como subordinada substantiva completiva.

A frase é complexa e a oração subordinante (e que não sei) deste pequeno excerto da frase, no âmbito dos versos transcritos (É curioso que toda a vida do indivíduo que ali mora, e que não sei quem é, atrai-me só por essa luz visitada de longe), é também uma oração subordinada relativa restritiva coordenada a outra da mesma natureza.

Para clarificar a divisão de orações, procedemos em seguida à classificação de todas as orações contidas nos dois versos de Alberto Caeiro e respectivas funções sintácticas (é de sublinhar que uma oração subordinada pode conter várias orações e dentro dela pode haver uma oração subordinante em relação às que dela dependem):
1. [É curioso] oração subordinante.
2. [que toda a vida do indivíduo que ali mora, e que não sei quem é, atrai-me só por essa luz visitada de longe] oração subordinada completiva com função de sujeito (este sujeito frásico não é muito evidente, mas pode ser testado com a concordância verbal; ex.: isso é curioso; essas coisas são curiosas).

2.1 [que toda a vida do indivíduo atrai-me só por essa luz visitada de longe] oração subordinante (relativamente às orações que dela dependem).
2.1.1 [que ali mora] oração subordinada relativa restritiva (isto é, fornece informação que restringe o antecedente indivíduo).
2.1.2 [e que não sei quem é] oração subordinada relativa explicativa (isto é, fornece informação adicional sobre o antecedente indivíduo) coordenada à oração relativa restritiva.
2.1.2.1 [e que não sei] oração subordinante (relativamente à oração que dela depende).
2.1.2.2 [quem é] oração subordinada completiva com função de complemento directo.

pub

Palavra do dia

xa·ro·po·so |pô|xa·ro·po·so |pô|


(xarope + -oso)
adjectivo
adjetivo

1. Que tem a consistência viscosa do xarope (ex.: bebida xaroposa). = VÍSCIDO

2. [Informal, Depreciativo]   [Informal, Depreciativo]  Que suscita comoção ou sensibilidade (ex.: canção xaroposa). = MELOSO, PIEGAS

3. [Brasil, Informal, Depreciativo]   [Brasil, Informal, Depreciativo]  Que cansa ou aborrece (ex.: discurso xaroposo). = CHATO, ENFADONHO, MAÇADOR, SECANTEANIMADO, ESTIMULANTE

Plural: xaroposos |pó|.Plural: xaroposos |pó|.
pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/nisense [consultado em 25-09-2021]