Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

marxista-leninista

marxista-leninistamarxista-leninista | adj. 2 g. | adj. 2 g. n. 2 g.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

mar·xis·ta·-le·ni·nis·ta |cs|mar·xis·ta·-le·ni·nis·ta |cs|


adjectivo de dois géneros
adjetivo de dois géneros

1. Relativo ao marxismo-leninismo.

adjectivo de dois géneros e nome de dois géneros
adjetivo de dois géneros e nome de dois géneros

2. Que ou quem é partidário do marxismo-leninismo.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "marxista-leninista" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais

Fidel Alejandro Castro Ruz ( Birán , 13 de agosto de 1926 - Havana , 25 de novembro de 2016 ) foi um político e revolucionário cubano que governou a República de Cuba como primeiro-ministro de 1959 a 1976 e depois como presidente de 1976 a 2008. Politicamente, era nacionalista e marxista-leninista

Em Geopedrados

, marxista-leninista ; outro, recém formado lá fora, social-democrata de raíz marxista mas não leninista , com militantes cá dentro. Havia, também, movimentos e projectos de partidos com diferentes formas e expressões. Com o 25 de Abril, na esteira do que foi o borbulhar do final do fascismo e da guerra

Em anónimo séc.xxi

constitutivo subscrito pelo mesmo, por representantes do MES - Movimento de Esquerda Socialista , OUT - Organização Unitária de Trabalhadores , PCP(m-l) - Partido Comunista de Portugal ( marxista-leninista ) , PC(R) - Partido Comunista (Reconstruído) , PRP - Partido Revolucionário do Proletariado , UC - Unidade

Em Geopedrados

Fidel Alejandro Castro Ruz ( Birán , 13 de agosto de 1926 - Havana , 25 de novembro de 2016 ) foi um político e revolucionário cubano que governou a República de Cuba como primeiro-ministro de 1959 a 1976 e depois como presidente de 1976 a 2008. Politicamente, era nacionalista e marxista-leninista

Em Geopedrados

esquerda sonhavam em instaurar em Portugal um regime ditatorial marxista-leninista , existia um aestrutura militar chamada COPCON que tinha amplas (era o tempo delas...) prerrogativas na sua actuação sendo uma espécie de guarda avançada da revolução que a extrema esquerda queria levar a cabo. Entre essas

Em Depois Falamos
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Gostaria de informar-lhes a respeito do nome "álibi" encontrado em vossa página. Consta, que "álibi" é uma palavra acentuada por ser uma palavra proparoxítona. Porém, devido ao latinismo, a mesma não apresenta nenhum tipo de acentuação. Para verificação da regra gramatical, ver MODERNA GRAMÁTICA PORTUGUESA, 37a. edição, EVANILDO BECHARA, página 92.
A palavra esdrúxula (ou proparoxítona) álibi corresponde ao aportuguesamento do latinismo alibi, que significa “em outro lugar”. O étimo latino, cuja penúltima vogal é breve, justifica a consagração desta forma com acento gráfico, sendo que o Vocabulário da Língua Portuguesa de Rebelo Gonçalves (Coimbra: Coimbra Editora, 1966) e o Grande Vocabulário da Língua Portuguesa, de José Pedro Machado (Lisboa: Âncora Editora, 2001) referem, respectivamente, que é inexacta ou incorrecta, a forma aguda (ou oxítona) alibi. A Moderna Gramática Portuguesa, de Evanildo Bechara (37ª ed. revista e ampliada, Rio de Janeiro: Editora Lucerna, 2002), regista a forma alibi, mas marca-a como latinismo, isto é, como forma cuja grafia é a mesma do étimo latino, não respeitando as regras ortográficas do português que obrigam à acentuação gráfica de todas as palavras esdrúxulas. O Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa parece ser o único dicionário de língua portuguesa que regista a forma alibi (como palavra grave e com a correspondente transcrição fonética diferente de álibi), averbando-a em linha a seguir a álibi, como variante não preferencial (segundo as indicações da introdução dessa obra).



Monitorar ou monitorizar?
Os verbos monitorar e monitorizar são formações correctas a partir do substantivo monitor, a que se junta o sufixo verbal -ar ou -izar, e têm o mesmo significado, pelo que são sinónimos. A opção por um ou por outro cabe ao utilizador; no entanto, os dicionários que seguem a norma europeia da língua portuguesa parecem preferir a forma monitorizar, pois é esta a única forma que aparece registada no Grande Dicionário Língua Portuguesa (Porto Editora, 2004) ou no Grande Vocabulário da Língua Portuguesa, de José Pedro Machado (Âncora Editora, 2001) e a edição portuguesa do Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa (Círculo de Leitores, 2002) remete monitorar para monitorizar. Os dicionários que seguem a norma brasileira da língua portuguesa remetem geralmente monitorizar para monitorar, como é o caso da edição brasileira do Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa (Objetiva, 2001) ou do Novo Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa (Positivo, 2004).
pub

Palavra do dia

tu·gú·ri·o tu·gú·ri·o


(latim tugurium, -ii)
nome masculino

1. Habitação rústica. = CASEBRE, CHOÇA

2. [Figurado]   [Figurado]  Local onde alguém se pode abrigar. = ABRIGO, REFÚGIO


SinónimoSinônimo Geral: TEGÚRIO

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/marxista-leninista [consultado em 24-01-2022]