Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub

lodo

lodolodo | n. m.
lodolodo | n. m.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

lo·do |ó|lo·do |ó|2


(latim lotos ou lotus, -i)
nome masculino

O mesmo que lótus.

Plural: lodos |ô|.Plural: lodos |ô|.

lo·do |ô|lo·do |ô|1


(latim lutum, -i, lama, lodo)
nome masculino

1. Sedimento terroso no fundo das águas.

2. Lama das nascentes das águas minerais.

3. [Figurado]   [Figurado]  Vergonha; ignomínia.

4. Aviltamento, degradação.


no lodo
Com muito trabalho (ex.: são muitos pedidos, a cozinha está no lodo).

Plural: lodos |ô|.Plural: lodos |ô|.
pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "lodo" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Anagramas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Tenho visto e utilizado com frequência a palavra contratualização; no entanto, não sei se a mesma realmente existe em português ou se provém de outra língua qualquer.
O substantivo contratualização é uma derivação do verbo contratualizar. Estas duas palavras seguem as regras de boa formação na língua portuguesa, pois a palavra contratualizar é formada com adjunção do sufixo -izar ao adjectivo contratual, formando um verbo com o significado aproximado de “dar carácter contratual” ou “estabelecer de forma contratual”. A palavra contratualização corresponde, por sua vez, à adjunção do sufixo -ção ao verbo, designando o “acto ou efeito de contratualizar”. Ambas as palavras usam dois sufixos (-izar e -ção) de alta produtividade em português na formação de neologismos (seguem o mesmo paradigma, por exemplo, dos pares actualizar/actualização, conceptualizar/conceptualização, visualizar/visualização) e uma pesquisa em corpora e motores de busca na internet evidencia o seu uso muito divulgado.



Em que situações utilizamos a conjunção e seguida da vírgula (e,)?
É importante sublinhar que o uso da vírgula, como o da pontuação em geral, é complexo, pois está intimamente ligado à decomposição sintáctica, lógica e discursiva das frases (por favor consulte a dúvida vírgula antes da conjunção e). Em termos muito gerais, pode dizer-se ainda que a vírgula se destina a ser usada com duas funções distintas: por um lado marca coordenações ou disjunções, isto é, com função idêntica às conjunções e, ou, nem (ex.: nabos, cenouras, batatas idêntico a nabos e cenouras e batatas ou a nabos ou cenouras ou batatas), por outro lado, marca um leque muito variado de estruturas sintácticas.

Especificamente sobre a questão colocada, a vírgula pode surgir depois da conjunção e se houver necessidade de ser utilizada para isolar estruturas sintácticas entre vírgulas, especialmente adjuntos adverbiais deslocados (ex.: A beterraba é usada na alimentação e, industrialmente, na produção de açúcar.) e orações intercaladas (ex.: A beterraba é usada na alimentação e, continuou o orador, na produção de açúcar.).

pub

Palavra do dia

pon·to·nei·ro pon·to·nei·ro


(pontão, na forma ponton- + -eiro)
nome masculino

1. [Militar]   [Militar]  Militar de engenharia especializado na construção de pontes ou pontões.

2. Construtor de pontões.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/lodo [consultado em 16-05-2021]