PT
BR
Pesquisar
Definições



liquenácea

A forma liquenáceapode ser [feminino plural e singular de liquenáceoliquenáceo], [nome feminino plural] ou [nome feminino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
liquenácealiquenácea
( li·que·ná·ce·a

li·que·ná·ce·a

)


nome feminino

1. [Botânica] [Botânica] Espécime das liquenáceas.

liquenáceas


nome feminino plural

2. [Botânica] [Botânica] Família de plantas cujo tipo é o líquen-islândico.

etimologiaOrigem etimológica:líquen + -áceo.
liquenáceoliquenáceo
( li·que·ná·ce·o

li·que·ná·ce·o

)


adjectivoadjetivo

1. Que é semelhante a líquen.

2. [Botânica] [Botânica] Relativo às liquenáceas.

etimologiaOrigem etimológica:líquen + -áceo.

Esta palavra no dicionário



Dúvidas linguísticas



Gostaria de saber a vossa definição da palavra antropofágico e gostaria também que me dessem um exemplo de como a palavra escatológico pode ser usada com vários sentidos.
O adjectivo antropofágico designa o que é relativo a antropofagia ou a antropófago (cujas definições poderá encontrar no Dicionário da Língua Portuguesa On-line, seguindo as hiperligações) e pode, na maioria dos contextos, ser sinónimo de canibalesco.

O adjectivo escatológico diz respeito a escatologia, mas, atendendo a que esta palavra corresponde a dois homónimos (isto é, palavras que se escrevem e lêem de maneira igual, mas que têm significados e etimologias diferentes), pode ter significados diferentes consoante os contextos. Por exemplo, humor escatológico poderá dizer respeito ao humor feito com recurso a alusões aos excrementos e necessidades fisiológicas; por outro lado, filosofia escatológica poderá dizer respeito à filosofia que trata do que pode acontecer no fim do mundo ou no fim dos tempos.




Ao fazer a pesquisa do termo prescindir, observei que constava como verbo intransitivo. Pesquisei, no entanto, no dicionário Aurélio e constava como verbo transitivo. Gostaria de alertar para esse possível erro.
Apesar de, actualmente, o verbo prescindir dever ser considerado um verbo transitivo indirecto, como faz o Aurélio, a classificação mais tradicional em dicionários portugueses (diferentemente de dicionários brasileiros como o Aurélio ou o Houaiss) é classificar verbos com regência de proposições que não sejam a (como "entregar a") como intransitivos (como é o caso de "prescindir de"). Em casos semelhantes, é normal encontrar discrepâncias entre dicionários portugueses e brasileiros, sendo a classificação dos segundos geralmente mais rigorosa.